Terceiro vídeo da série com canções sertanejas

Elias Júnior, em companhia de outros músicos, canta “Poeira”

Neste terceiro vídeo da série ‘Do outro lado da porteira’, apresentamos a canção do sertanejo Sérgio Reis: “Poeira”. O intérprete dessa canção é o missionário da Comunidade Canção Nova Elias Júnior e outros músicos.

Assista, curta e compartilhe:

 

sertanejo_series-3Confira a letra da música “Poeira”
Composição: Sérgio Reis

O carro de boi lá vai gemendo lá num estradão
Suas grandes rodas fazendo profundas marcas no chão
Vai levantando poeira, poeira vermelha, poeira
Poeira do sertão

Olha seu moço a boiada, em busca dum ribeirão
Vai mugindo e vai ruminando, cabeças em confusão
Vai levantando poeira, poeira vermelha, poeira
Poeira do meu sertão

Olha só o boiadeiro montado em seu alazão
Conduzindo toda a boiada com seu berrante na mão
Seu rosto é só poeira, poeira vermelha, poeira
Poeira do meu sertão

Barulho de trovoada coriscos em profusão
A chuva caindo em cascata na terra fofa do chão
Virando em lama poeira, poeira vermelha, poeira
Poeira do meu sertão

Poeira entra em meus olhos, não fico zangado não
Pois sei que quando eu morrer meu corpo vai para o chão
Se transformar em poeira, poeira vermelha, poeira

Poeira do meu sertão, poeira do meu sertão, poeira
Poeira do meu sertão

Com revisão e edição da fonte

Cadastre no Portal Kairós para conteúdo exclusivo

Confira a sugestão de melodia para o Salmo 31

“Eu confessei, afinal, meu pecado e perdoastes, Senhor, minha falta”, resposta ao Salmo 31

Para o 11º domingo do Tempo Comum, 12 de junho, já disponibilizamos uma sugestão de melodia para o Salmo 31. Os ministérios de música podem ouvir a melodia e também se prepararem para cantar e tocar o Salmo.

“Eu confessei, afinal, meu pecado e perdoastes, Senhor, minha falta”, resposta ao Salmo responsorial 31.

Baixe a partitura do Salmo 31

 

confira_a_melodia_do_salmo31Juntos vamos refletir e aprender a tocar a melodia do Salmo 31

 

Responsório (Sl 31)

Eu confessei, afinal, meu pecado/ e perdoastes, Senhor, minha falta.
Eu confessei, afinal, meu pecado/ e perdoastes, Senhor, minha falta.

Feliz o homem que foi perdoado/ e cuja falta já foi encoberta!/ Feliz o homem a quem o Senhor / não olha mais como sendo culpado,/ e em cuja alma não há falsidade!

Eu confessei, afinal, meu pecado,/ e minha falta vos fiz conhecer./ Disse: “Eu irei confessar meu pecado!”/ E perdoastes, Senhor, minha falta.

Sois para mim proteção e refúgio;/ na minha angústia, me haveis de salvar,/ e envolvereis a minha alma no gozo./ Regozijai-vos, ó justos, em Deus,/ e no Senhor exultai de alegria!/ Corações retos, cantai jubilosos!

Cadastre no Portal Kairós para conteúdo exclusivo

Segundo vídeo da série com canções sertanejas

Elias Júnior em companhia de outros músicos canta um música de sua autoria

Neste segundo vídeo da série “Do outro lado da porteira”, apresentamos a canção “Da roça”, composição do missionário da Comunidade Canção Nova Elias Júnior.

O músico e consagrado, além de compor, também é o intérprete dessa canção, acompanhado de outro músicos.

No primeiro vídeo da série, Elias fez uma homenagem aos dois ícones da música sertaneja com a canção “Caminheiro”, de Milionário e José Rico.

 

Assista, curta e compartilhe:

Confira a letra da música “Da Roça” – baixe a cifra
Composição: Elias Junior, CN

Eu fui criado na roça
O campo é meu lugar
Mas na vontade de Deus
Eu vou pra quarquer lugar

Quem foi criado na roça
mora em quarquer lugar,
Mas cansa da cidade sem lugar pra pescá
Caboclim na cidade caça água pra bebê
sente falta da bica e bóta a água pra fervê

Cidadão na cidade
Tem conforto pra valê
Compra lenha ensacada e tem pavio pra acendê
O roceiro é mai puxado, vale a pena conhecê
Corta lenha no machado e sopra, sopra pra acendê

Quando o rapaz da cidade
Vai no sítio conhecê,
tira foto com os porco e as galinha faz corrê
fica todo frustrado quando passa no currá
Se enoja com leite e diz que num vai mais tomá

Quando tem que ir no banco
roceiro sofre pra daná
Tira fivela e outras traia pra portêra girá
Onde passa dá bom dia, às vez sai sem avisá
Vende queijo e pamonha, e paga a vista onde compra

E quando chega domingo,
é alegria no ar,
não importa a origem ou o destino que há
Cada um do seu jeito somos um no altar
Santa Missa na igreja ninguém pode fartá.

Com revisão e edição da fonte

Cadastre no Portal Kairós para conteúdo exclusivo

Série com canções sertanejas – Confira!

Série com canções sertanejas

Músicas para as festas de Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo

Aproveitando que, neste mês de junho, celebramos as festas de Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo, o Portal Kairós vai disponibilizar um vídeo especial com músicas sertanejas a cada semana.

Neste primeiro vídeo da série ‘Do outro lado da porteira’, apresentamos a canção “Caminheiro”, de Milionário e José Rico. O intérprete dessa canção é o missionário da Comunidade Canção Nova Elias Júnior, acompanhado de outros músicos.

 

 

 

Assista, curta e compartilhe:

Confira a letra de “Caminheiro”:

Caminheiro que lá vai indo
Pro rumo da minha terra
Por favor faça parada
Na casa branca da serra
Ali mora uma velhinha
Chorando um filho seu
Esta velha é minha mãe
E o seu filho sou eu

Vai caminheiro
leva esse recado meu

Por favor, diga pra mãe
Zelar bem do que é meu
Cuidar bem do meu cavalo
Que o finado pai me deu
Do meu cachorro campeiro
Meu galo índio brigador
Minha velha espingarda
E o violão chorador

Vai caminheiro
Me faça esse favor

Caminheiro diga pra mãe
Para não se preocupar
Se Deus quiser este ano
Eu consigo me formar
Eu pegando meu diploma
Vou trazer ela pra cá
Mas se eu for mal nos estudos
Vou deixar tudo e volto pra lá

Oi caminheiro
Não esqueça de avisar

Com revisão e edição da fonte

Cadastre no Portal Kairós para conteúdo exclusivo

Evangelizemos uns aos outros

Gestos, atos e palavras são o caminho para evangelizarmos uns aos outros

No ministério de música, geralmente não fazemos nosso trabalho sozinhos. Temos sempre companheiros de missão, que são os músicos, holds, intercessores, irmãos do grupo de oração.

Sempre temos alguém ao nosso lado. Como é bom vivenciarmos nossa missão ao lado de irmãos que, geralmente, não escolhemos! A Providência Divina se encarrega de unir as pessoas com o mesmo objetivo: evangelizar.

evangelizando--uns--aos-outros.jpg

“Dou o melhor de mim ao outro e recebo o melhor dele. Isso é evangelizar”, disse André.

Algo importante, que não podemos deixar de observar, é que, ao nosso lado, estão pessoas que também precisam ser evangelizadas. A evangelização não é somente ir à frente de pessoas, pregar o Evangelho, cantar ou tocar. Evangeliza-se muito mais com atos do que com palavras.

Então, se é assim, temos muito mais oportunidades de evangelizar quem está ao nosso lado e caminha conosco do que aqueles que nos veem uma ou duas vezes por semana nas nossas “apresentações”.

Já pensou nisso? Então, às vezes, não damos muita atenção ao nosso irmão, porque, na verdade, já estamos meio cansados de lidar com as particularidades dele (quanto mais convivemos, mais descobrimos as limitações uns dos outros). Paramos, então, nas limitações e, naturalmente, vamos nos esquecendo de que o irmão precisa da nossa evangelização, como também eu e você precisamos da evangelização do irmão.

Gestos, palavras e atos são formas de evangelização

Não se esqueça de que gestos, palavras e atos também são formas que encontramos para evangelizar. No convívio do nosso ministério, toda preparação que fazemos para evangelizar os outros, cantar, tocar, pregar, precisa fazer com que nos tornemos pessoas melhores e, assim, vamos evangelizando. Dou o melhor de mim ao outro e recebo o melhor dele. Isso é evangelizar.

Às vezes, o melhor de mim é uma correção, uma exortação, uma palavra mais dura, que, dita com amor, ajuda no processo de conversão do outro; às vezes, é o silêncio; outras vezes, as atitudes. Lembre-se de que ao seu lado está uma alma que precisa ler o Evangelho vivo, que é você.

Com a vinda do Espírito Santo, em Pentecostes, as comunidades cristãs ficaram mais vivas e eficazes, dividindo seus bens, colocando tudo em comum. Nosso maior bem é o Evangelho; animados por ele, temos muito para dar uns aos outros. Não negue seu maior bem àquele que convive com você quase que diariamente.

Um grande abraço!
Deus o abençoe.

André Florêncio
Missionário da Comunidade Canção Nova

Com revisão e edição da fonte

Cadastre no Portal Kairós para conteúdo exclusivo