Hora da Vida – Semana Nacional da Vida

De 1º a 8 de outubro celebramos a Semana da Vida de 2019

Comissão propõe gestos concretos para a Semana da Vida de 2019

Semana da Vida de 2019

Materiais / subsídios pra a Hora da Vida 2019

De 1º a 8 de outubro, a Igreja no Brasil celebra a Semana Nacional da Vida de 2019 e o Dia do Nascituro. A iniciativa, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, propõe neste ano o tema “Em família defendemos a vida! Com alegria e esperança”. Em entrevista, o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão, dom Ricardo Hoepers, fala da importância desta semana, os gestos propostos e as dimensões que são trabalhadas no âmbito eclesial e de incidência na sociedade civil na defesa da vida “dom de Deus”.

Dom Ricardo reforça que a Comissão preparou uma iniciativa especial, que consiste em dois gestos: No dia 1º de outubro todas as Igrejas são convidadas a soar os sinos às 12h, às 15h e às 18h e fazer a oração do nascituro. Para o dia 8 de outubro, o convite é para a vigília pela vida: “Acender o maior número de velas, simbolizando a luz de Cristo, que dá sentido à nossa vida”, sugere o bispo.

Qual a importância da Semana Nacional da Vida ?

Leia mais

Reze a Oração Inicial da Hora da Vida 2019

Oração Inicial da Hora da Vida 2019

Dirigente: Neste ano de 2019, o “Hora da Vida” tem a responsabilidade de nos unir em oração e voltar o nosso olhar para a necessidade da defesa da vida em todos os âmbitos da nossa vida, desde o íntimo dos nossos lares até a esfera pública. Agradeçamos a Santíssima Trindade que sempre nos orienta no caminho do bem e nos quer atuantes na história, como pessoas participativas e não alheias àquilo que está diante dos nossos olhos. Rezemos juntos a oração.

Todos: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos: Ó, Deus, que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém!

Dirigente: Depois de invocarmos a presença do Espírito Santo, abramos os nossos corações para que possamos ouvir, meditar e refletir sobre os temas do “Hora da Vida”. Façamos a oração de São Francisco de Assis, para vivenciarmos melhor a graça deste encontro.

(A oração a seguir pode ser cantada ou rezada)

Partitura do Hino do Mês Missionário Extraordinário 2019 em pdf

Todos: Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz; onde houver ódio, que eu leve o amor; onde houver discórdia, que eu leve a união; onde houver dúvidas, que eu leve a fé; onde houver erros, que eu leve a verdade; onde houver ofensa, que eu leve o perdão; onde houver desespero, que eu leve a esperança; onde houver tristeza, que eu leve a alegria; onde houver trevas, que eu leve a luz. Ó, Mestre, fazei com que eu procure mais consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado; pois é dando que se recebe; é perdoando, que se é perdoado; e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Dirigente: Senhor, que a Vossa graça sempre nos acompanhe. Abra nossos olhos para vermos a verdade, nossos ouvidos para escutarmos aquilo que edifica, toque nossas mãos para sermos solidários com quem espera de cada um de nós uma partilha e faça o nosso coração sentir o clamor daqueles que precisam de auxílio, de esperança e de paz.

Todos: Senhor, estamos aqui reunidos porque confiamos em Vós e em Vós esperamos. Que nossa vida seja um testemunho que alcance a muitos que não estão conosco. Que a nossa decisão seja a mesma de Cristo e, nossa acolhida, a mesma de Maria. Que nossas práticas sejam verdadeiras e edificantes.

Amém!

Aprenda a Oração Final da Hora da Vida 2019

Oração Final da Hora da Vida 2019

Dirigente: Senhor, nós te agradecemos por esta oportunidade, pelo carinho e atenção. Dai-nos a graça de permanecermos firmes na fé, em consonância com a Igreja que nos orienta e nos capacita nos Teus ensinamentos. Não permita que sejamos omissos aos problemas do tempo atual, e nem nos afastemos dos Teus mandamentos, pois o Magistério, as Escrituras e a Eucaristia nos ensinam tudo.

Todos: Amém!

Dirigente: Senhor, que o Teu Santo Espírito, oriente todas as pessoas que se empenham em divulgar os temas do “Hora da Vida” e o tema da Campanha da Fraternidade, para que sejam iluminadas e mesmo com as desavenças, nunca desistam de caminhar, pois Jesus também passou por isso e nunca desistiu.

Dirigente: Senhor, nós te agradecemos pelas nossas famílias, fruto de Tua bondade. Que possamos ser unidos, firmes na convicção de que a vida é uma prioridade no seio familiar. Que nunca duvidemos de Seu amor e possamos difundir a Tua Palavra a todas as famílias que precisam de nossa ajuda.

Todos: Amém!

Dirigente: Peçamos a Virgem Maria que abençoe os nossos lares, proteja os nossos filhos e nos oriente na melhor decisão. Faça-nos sempre perguntar ao Espírito Santo quando tivermos dúvidas a respeito do dom da vida, pois ele é a própria vida que emana dentro de nós.

Dirigente: Senhor, aqui neste momento, te pedimos pelos nossos filhos, os jovens de nossa comunidade, nossos idosos, peçamos também pelos nossos governantes, para que todos sejam guiados pela luz da Sagrada Família e pela força que emana do Vosso coração, só assim nós seremos verdadeiramente “libertados pelo direito e pela justiça”.

Todos: Amém!

Dirigente: Senhor, nós te pedimos que envie a Vossa paz sobre nós para construirmos um mundo melhor. Retire do nosso coração toda forma de competição, de inveja, de orgulho próprio, para sermos filhos que amam, que partilham, que vivem a Tua misericórdia, apesar de todos os problemas. E nos ensine a confiar em vós.

Todos: Amém!

Dirigente: Senhor, que o Teu Santo Espírito, oriente todas as pessoas que se empenham em divulgar os temas do “Hora da Vida” e o tema da Campanha da Fraternidade, para que sejam iluminadas e mesmo com as desavenças, nunca desistam de caminhar, pois Jesus também passou por isso e nunca desistiu.

Todos: Amém!

Dirigente: Peçamos a Virgem Maria que abençoe os nossos lares, proteja os nossos filhos e nos oriente na melhor decisão. Faça-nos sempre perguntar ao Espírito Santo quando tivermos dúvidas a respeito do dom da vida, pois ele é a própria vida que emana dentro de nós.

Todos: Amém!

Portal Kairós

Apresentando a Hora da Vida 2019 (Semana Nacional da Vida)

O amor cuida da vida

O cuidado com a vida não cabe em uma semana apenas, deve ser permanente. Seria tão pouco quanto ter uma semana dedicada a respirar ou uma semana para se alimentar. Mas temos uma “Semana Nacional da Vida”. Ela serve para olhar o que já foi feito, compartilhar conhecimentos e iniciativas em favor da vida e, sobretudo, para enfrentar o futuro multiplicando o vigor e as esperanças.

Ninguém melhor do que a Família para realizar esse cuidado permanente da vida. Ela é o berço da vida, a guardiã dos valores mais preciosos do desenvolvimento da vida, ela acolhe e cuida das fragilidades, deficiências, cura as feridas, supera os medos. Ela estimula os passos ousados, corajosos e sublimes. Ela protege, ensina e corrige, e até refaz o que se desfez. Deus, ao criar a primeira família, deu aos nossos primeiros pais a tarefa de cuidar da criação, tarefa que até agora pertence à Família, o cuidado da nossa “casa comum”.

Esse papel tão fundamental sempre esteve a cargo da família, pois ela, feita à imagem e semelhança do próprio Deus que é Pai, Filho e Espírito, tem como ligame entre pessoas distintas o amor que é a essência de Deus. E é o amor que gera vida, cuida da vida, defende a vida. Então, a Semana Nacional da Vida é essencialmente uma semana a ser vivida em família, considerada em suas diversas etapas como acontece nestes sete encontros retratados neste subsídio.

Nestes tempos em que vivemos há uma grande nuvem sombria que paira sobre a vida. Muitos a chamam de “cultura da morte”. Ela desce como um veneno que polui a vida, envenena a vida, nos envolve e até seduz com seus cantos de morte. Algumas vezes ganha o nome de progresso, de consumo, de tecnologia, aparece disfarçada como lucro, riqueza, poder, bem-estar. Outras vezes derrama seus horrores sem disfarce, como violência, roubo, imoralidade, rapina, exclusão. Quem é a vítima mais evidente desse desmoronamento da vida? A Família!

Convido as famílias a tomarem nas mãos este subsídio, o “Hora da Vida”, que cada ano vem crescendo para nos instigar, à luz da Palavra de Deus, a nos encorajar a lutar pela dignidade da vida. Vamos celebrar com ele a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro. A criança, o jovem, o casal de esposos, o idoso, cada um com suas potencialidades e limites pode, a seu modo, compor essa força-tarefa em favor da vida, da vida humana, da vida do planeta.

Dom João Bosco Barbosa de Sousa, OFM
Bispo de Osasco – (SP) e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB / Portal Kairós

O tema da Semana Nacional da Vida 2019

O tema

O “Hora da Vida” traz 7 temas que nos faz meditar como estamos agindo em relação aos nossos direitos, deveres, e nossa atitude em relação à vida. Em virtude disso, a Pastoral Familiar sempre procurou estar em comum acordo com a CNBB sobre os temas que dizem respeito a todos nós, filhos de Deus, para uma melhor compreensão do que acontece ao nosso redor e que, muitas vezes, fechamos os olhos para situações visíveis que destroem as famílias e fazemos de conta que não é conosco, porque “parece” que nossa família não foi atingida.

Neste ano de 2019, a CNBB escolheu para a Campanha da Fraternidade o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e, inspirado nele, a Pastoral Familiar traz esse “Hora da Vida” para aprofundar e prolongar as suas reflexões acerca da vida e de como temos zelado por esse dom tão excelso que Deus nos concede. Ter uma vida digna não é somente para uma minoria e sim, para todos, porque todos somos filhos no Filho, somos sociedade, somos Igreja, somos irmãos. Todos devem estar envolvidos. A Semana Nacional da Vida é celebrada dos dias 01 a 07 de outubro e a celebração do Dia do Nascituro no dia 08.

A Igreja é sacramento universal de salvação e sua missão é conduzir não só as almas, mas toda a criação de volta para seu Criador. Por isso, a defesa da vida não diz respeito apenas à dimensão humana, mas traz algo de divino em sua essência. A vida, pois, é a primeira grande dádiva que Deus dá. Primeiro no sentido biológico, de geração e multiplicação, mas depois a vida espiritual em que Deus faz de nós seus filhos adotivos, propriamente pelo Santo Batismo, e nos agracia com a possibilidade de contemplarmos sua face gloriosa no Céu. “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 14,6), Jesus não se apresenta como alguém que tem vida, mas como a própria vida! Portanto, defender a vida não é um simples moralismo ou uma bandeira social. Defender a vida é resguardar a centelha celestial que habita dentro de cada pessoa.

Se a Igreja tem a missão de salvar o homem na sua integralidade, isso significa que perpassa por todas as fases e âmbitos da jornada humana e não apenas no início. Isso inclui uma vida digna, com condições de estudo e trabalho, com acesso à plenitude de seus direitos até o seu declínio natural.

Descobrindo, assim, o valor e a dignidade da vida humana e o lugar de destaque que ocupa na obra da criação, somos levados a voltar nosso olhar para todas as outras criaturas, um olhar não de consumismo e destruição, mas um olhar que sabe perceber os traços de Deus como a assinatura de um artista na sua obra. Dessa perspectiva é que surge a necessidade do cuidado com a nossa casa comum, pois ela é para nós um reflexo da grandeza e da beleza de Deus e nos conduz até Ele.

Que o Espírito Santo nos ilumine e nos deixe cientes de nossas responsabilidades diante de Deus e do mundo, pois os dias passam rápido, mas os conhecimentos que aprendemos podem levar uma vida toda. É bom estarmos engajados, nos informarmos e divulgarmos que a vida digna é, sim, um direito de todos.

Que Deus nos abençoe!

Portal Kairós