Posts

Apresentando o Mês da Bíblia 2020

Tema: Livro do Deuteronômio
Lema: “Abre tua mão para o teu irmão” (Dt 15,11)

Estão ante seus olhos, caríssimos leitores e leitoras, as páginas dedicadas ao Mês da Bíblia 2020 (setembro). Desta vez, as atenções se voltam para o Livro do Deuteronômio. Embora não muito conhecido, é um livro muito importante para conhecer a história e a maturação teológica do Antigo Testamento. E um livro precioso para que se possa compreender o processo de revelação de Deus: de um Deus severo (tempos mais antigos) para um Deus misericordioso (tempos mais tardios).

Mês da Bíblia 2020

Nós já temos o Livro do Deuteronômio pronto. Os pensamentos estão já formados, as mentes e mentalidades já alcançaram suas linguagens, as experiências de fé em Deus, os descaminhos do povo e os caminhos reencontrados já receberam sua formulação, os tradutores já concluíram seu trabalho, enfim, ele está já impresso e presente em nossas Bíblias. Mas, para chegar às nossas mãos, foi longo o percurso. A forma escrita foi a última de um longo tempo de encontros e desencontros do povo com seu Deus. Um povo que tropeçava, que se deixava tentar por formas de poder e domínio sobre os outros. Da parte de Deus, o tema da Aliança, de sua renovação, com todos os desdobramentos de justiça e de fraternidade, todas essas idas e vindas estão na base histórica do livro. E a parte que não se vê, caso não seja explicada.

Na realidade, o Deuteronômio é a expressão, em forma de letra e redação, de buscas e encontros entre Deus e seu povo. E o presente Texto-Base para o Mês da Bíblia 2020 quer oferecer ao leitor atual a experiência de fé daqueles que primeiramente acederam ao que Deus queria revelar de si mesmo. Seus autores querem aproximar os leitores de hoje aos protagonistas de ontem. É como se os de outrora e os de agora se reunissem para conversar sobre aquele Deus que se revelou, que se deixou conhecer. Naturalmente, foi preciso escolher páginas e temas. Não é possível abordar em um escrito para fins pastorais um livro bíblico de 34 capítulos, e é fácil observar que as opções recaíram sobre aquelas temáticas que se avizinham com as palavras, ensinamentos e vivências de Jesus Cristo.

Mês da Bíblia 2020

Cartaz do Mês da Bíblia 2020

Poderá o leitor observar que os autores, embora professores especializados, não pretendem apresentar o Deuteronômio segundo um saber reservado aos doutos. A equipe, além de estudar e ensinar em cursos de teologia, também se deixou ensinar pelo testemunho de comunidades que acreditam na força da Palavra de Deus. Nestas páginas, não há apenas competência e sensibilidade pedagógica, há também amor a Jesus Cristo e aos que o seguem. Estes são parágrafos que trazem a marca da paixão pastoral.

Cabe, então, uma palavra de penhorada gratidão ao grupo liderado pelo Frei lido Perondi e aos demais membros que colaboraram: Fabrízio Zandonadi Catenassi, Izabel Patuzzo, Luiz Alexandre Solano Rossi, Maria Aparecida Barboza e Vicente Artuso. O tempo da edição pressionava e os apressava, mas eles ofereceram seu tempo e até postergaram compromissos para que outro tempo, o do Mês da Bíblia 2020, não passasse vazio no tempo do calendário. Que o Espírito de Deus, que inspirou a Palavra, continue a lhes ser a grande inspiração. E Deus, que nunca se deixa vencer em generosidade, os cumule sempre com as melhores bênçãos.

 

Baixe o Cartaz do Mês da Bíblia 2020 em pdf:

 

Dom José Antônio Peruzzo
Arcebispo de Curitiba -PR
Comissão Episcopal Pastoral
para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB

Downloads

Texto-base do Mês da Bíblia 2020