Liturgia católica – Anos A, B e C

Liturgia

Dezembro 2019 a Novembro de 2020 – Liturgia católica: ANO A

Reflexão e sugestão para a missa do 5° Domingo da Quaresma 2020

5° Domingo da Quaresma 2020

Ez 37,12-14; SI 129; Rm 8,8-11; Jo 11,1-45

Reflexão e sugestão para a missa do 5° Domingo da Quaresma 2020

Milão – ressurreição de Lázaro da igreja de San Giorgio / Milan – resurrection of Lazarus from San Giorgio church

Cristo é fonte de vida. Seu Espírito nos renova!

Chegamos ao 5° domingo da Quaresma, que nos convida a vivenciar o grande mistério redentor que Deus realiza em favor de toda a humanidade.

O Espírito Santo é fonte de vida nova, plena e feliz, como profetizado por Ezequiel. Os ossos ressequidos não ganham apenas nervos, carne, mas é insuflado neles a vida nova. A meta é, de novo, levá-los de volta à Terra Prometida. A imagem dos ossos ressequidos se refere ao povo exilado e sem futuro juntos aos rios da Babilônia. A profecia os convida a levantar-se da situação de morte, pois é o Senhor que novamente os conduz da morte para a vida.

O evangelho, composto de diversas cenas ricas de significados, apresenta o sétimo sinal de Jesus. A ressurreição de Lázaro emana da missão redentora do próprio Cristo, que se define como sendo ele mesmo a Ressurreição e a Vida. Para isso, convida Marta a uma experiência de fé: “Você acredita nisso?” A Maria, que chamava a atenção do Mestre para o mal cheiro do irmão já morto há quatro dias, Jesus afirma: “Eu não lhe disse que, se acreditar, você verá a glória de Deus?” Para Jesus, como se vê, não é tanto o fato de trazer Lázaro de novo à vida que interessa, mas que acreditemos que nele se encontra a plenitude da redenção (cf. SI 129). Definitivamente, Jesus não se apresenta como um milagreiro, mas como portador da salvação definitiva para todos os homens e todas as mulheres.

Guiados pelo Espírito, promovamos a libertação da vida!

A temática da morte está estampada nos jornais de todos os dias: o terrorismo, a violência nas grandes e pequenas cidades, as mortes violentas nas filas dos hospitais por falta de atendimento, a morte das esperanças de uma juventude sem horizontes e sem educação digna que os prepare para a vida… A lista pode continuar, certamente. Porém, não podemos nos prender nos fatos. É preciso ir às causas, para encontrar ali o ser humano carente e sedento de sentido para sua existência. A vida na carne em oposição à vida no Espírito, que Paulo nos apresenta na segunda leitura, está longe de ser um dualismo que descarta a vida terrena. Ao contrário, o Apóstolo mostra que a vida no Espírito permeia nosso existir e nos abre horizontes de vida. As situações de morte, acima mencionadas, mostram que a origem dessas violências está no egoísmo exacerbado, que se ramifica na política, dando origem à corrupção; nas facções, dando origem à busca do poder do crime organizado; em nossas comunidades, gerando descompromisso com a situação de sofrimento e morte de nossos irmãos. Se queremos ser anunciadores da vida nova em Cristo, devemos ter a coragem que Ele teve de provocar a rolagem da pedra e chamar os que estão amarrados pelas inúmeras situações que degradam a dignidade humana. A Páscoa se aproxima! Despertemos também nós para a vida e lutemos para promovê-la.

Sugestões litúrgicas

– A liturgia convida-nos a enfatizar a força da vida em Cristo diante das situações de morte. É momento oportuno para refletir sobre a ação missionária da comunidade.
– Ato Penitencial: notícias atuais podem ser introduzidas para motivar o ato penitenciai, evidenciando a importância do testemunho cristão diante das injustiças presentes na sociedade.
– Liturgia da Palavra: invocar o Espírito Santo, antes da proclamação da Palavra, ressaltando sua força vivificante e renovadora.
– Oferendas: durante o momento das oferendas, apresentar atividades pastorais-missionárias da comunidade, que gerem vida nova e esperança. Destacar ações internas e externas de cunho social.
– Envio da comunidade: antes da bênção, entregar ao povo uma oração curta, que sintetize o caminho quaresmal e os frutos dele provenientes, cuja ênfase seja o compromisso de fé à luz da Ressurreição de Jesus.

Sugestões de repertório

Abertura: Alegres vamos
Aclamação: Louvor e glória
Oferendas: O Vosso coração
Comunhão: Eu vim

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração  – 5° Domingo da Quaresma 2020

Áudios para o 5° Domingo da Quaresma 2020 (Salmo e refrão orante) CNBB:

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

Palavra oficial do Papa