Liturgia católica – Anos A, B e C

Liturgia

ANO  A:  1º Domingo do Advento – 27/11/2021

Reflexão e sugestão para a Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022 do Ano A

Para a Quinta: 08/12/2022

Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022- Ano A

Gn 3,9-15.20; Sl 97(98); Ef 1,3-6.11-12; Lc1,26-38

Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022

Maria é a Imaculada, a sem mancha, escolhida por Deus desde sempre, para que Ele realizasse plenamente sua promessa divina: nossa salvação. Maria nos faz olhar a vida com esperança, e é para isto que o Advento nos chama: viver na esperança da chegada, da presença do Senhor em nossa história, em nossa vida.

O papa Bento XVI vem nos lembrar que “a mulher do Apocalipse é Maria. Ela aparece ‘vestida de sol’, isto é, vestida de Deus: a Virgem Maria, de fato, é toda circundada pela luz de Deus e vive em Deus. Esse símbolo da veste luminosa claramente expressa uma condição que diz respeito a todo o ser de Maria: Ela é ‘cheia de graça’, repleta do amor de Deus. E ‘Deus é luz’, diz ainda São João- 1Jo1,5. Eis, portanto, que a ‘plena de graça’, a ‘Imaculada’ reflete com toda a sua pessoa a luz do ‘sol’, que é Deus”. O Apocalipse ainda nos diz que Maria tem uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. Doze é referência ao povo de Israel, portanto Maria é chamada de Mãe da Igreja, e o é, de fato.

Por que celebrar a festa litúrgica da Imaculada Conceição dentro do Advento? Isso não é mera casualidade. A Imaculada Conceição é a “Estrela da Manhã”, é a aurora dos novos tempos. Ela é o Evangelho, carregado de ternura, bondade e humildade, pois é a portadora de Cristo. Ela é a boa notícia, pois nos faz renascer em nossa dignidade. Preservada do pecado, ela anuncia a radical mudança para o ser humano: seu Filho Jesus.

Não podemos deixar de refletir sobre as belas e profundas palavras do papa Francisco sobre a Imaculada Conceição:”Na concepção imaculada de Maria, somos convidados a reconhecer a aurora do novo mundo, transformado pela obra salvífica do Pai e do Filho e do Espírito Santo. A aurora da nova criação, feita pela divina misericórdia. Por isso a Virgem Maria, jamais contaminada pelo pecado e sempre recoberta de Deus, é mãe de uma nova humanidade. Celebrar essa festa comporta duas coisas: acolher plenamente Deus e sua graça misericordiosa em nossa vida; por nossa vez, sermos artífices de misericórdia mediante um autêntico caminho evangélico. A festa da Imaculada se transforma então em festa de todos se, com nossos “sim” cotidianos, conseguirmos vencer nosso egoísmo e tornar mais contente a vida de nossos irmãos, doando-lhes esperança, secando algumas lágrimas e doando um pouco de alegria”.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Leituras da Semana: Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora 08/12/2022

Leituras da Semana

(Branco, glória, creio, prefácio próprio – ofício da solenidade)

Com grande alegria, rejubilo-me no Senhor, e minha alma exultará no meu Deus, pois me revestiu de justiça e salvação, como a noiva ornada de suas joias (Is 61,10).

Na solenidade da Imaculada Conceição, somos convidados a nos rejubilarmos no Senhor com Maria, preservada de todo pecado. Bendigamos ao Pai pelos prodígios que realizou na vida da Mãe de Jesus e abramos também nós o coração à graça divina.

Primeira Leitura: Gênesis 3,9-15.20

Leitura do livro do Gênesis – 9O Senhor Deus chamou Adão, dizendo: “Onde estás?” 10E ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; e me escondi”. 11Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore de cujo fruto te proibi comer?” 12Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. 13Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me, e eu comi”. 14Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! 15Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. 20E Adão chamou à sua mulher Eva, porque ela é a mãe de todos os viventes. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 97(98)

Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios!

1. Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios! / Sua mão e o seu braço forte e santo / alcançaram-lhe a vitória. – R.

2. O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; / recordou o seu amor sempre fiel / pela casa de Israel. – R.

3. Os confins do universo contemplaram / a salvação do nosso Deus. / Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai! – R.

Segunda Leitura: Efésios 1,3-6.11-12

Leitura da carta de São Paulo aos Efésios – 3Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele nos abençoou com toda a bênção do seu Espírito em virtude de nossa união com Cristo, no céu. 4Em Cristo, ele nos escolheu, antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis sob o seu olhar, no amor. 5Ele nos predestinou para sermos seus filhos adotivos por intermédio de Jesus Cristo, conforme a decisão da sua vontade, 6para o louvor da sua glória e da graça com que ele nos cumulou no seu Bem-amado. 11Nele também nós recebemos a nossa parte. Segundo o projeto daquele que conduz tudo conforme a decisão de sua vontade, nós fomos predestinados 12a ser, para o louvor de sua glória, os que de antemão colocaram a sua esperança em Cristo. – Palavra do Senhor.

Evangelho: Lucas 1,26-38

Aleluia, aleluia, aleluia.

Maria, alegra-te, ó cheia de graça, / o Senhor é contigo! (Lc 1,28) – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 26no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi, e o nome da virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” 29Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. 34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se. – Palavra da salvação.

Reflexão para a Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022

Normalmente, no Antigo Testamento, as anunciações eram dirigidas aos homens. Aqui, Deus, por meio do anjo, se dirige a uma jovem moça no seio de uma família, e não no templo. Deus realiza seu projeto, anunciado desde os profetas, com a colaboração, o sim de Maria, e pela ação do Espírito Santo. Ela é cheia de graça, porque o Senhor está com ela. Deus, por amor à humanidade, contemplou-a com a plenitude da graça. Diante da proposta do anjo, ela fica em dúvida, mas o mensageiro a esclarece e ela topa o desafio.

O menino que vai nascer é o resultado da ação do Espírito de Deus com o sim da jovem. Para Lucas, Maria é modelo do discipulado de Jesus, isto é, daquelas pessoas que, sempre atentas aos planos divinos, se dispõem a colaborar para semear esperança em meio a uma sociedade descrente. Nela encontramos duas atitudes fundamentais de quem está disposto a colaborar com a proposta de Jesus: fé e serviço. Ela é a crente por excelência, modelo de nossa fé. Essa página do Evangelho nos ensina que Deus faz a opção pelos pobres e pouco valorizados pela sociedade. A opção de Deus foi assumida também pelo Filho, pois estava sempre em sintonia com o Pai. O anjo saudou Maria com o “alegre-se”, saudação dirigida também a cada um de nós, pois o Senhor está conosco.

Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp / Pe. Nilo Luza, ssp / Portal Kairós

Reflexão e sugestão para a Missa do 2° Domingo do Advento 2022 do Ano A

Para o Domingo: 04/12/2022

2° Domingo do Advento 2022 – Ano A

Is 11,1-10; Sl 71(72); Rm 15,4-9; Mt 3,1-12

2° Domingo do Advento 2022

São João Batista

O Tempo do Advento nos chama à conversão, convida-nos para que nos desvistamos dos valores efémeros e egoístas e voltemos nosso coração para o que é mais profundo e nos traz verdadeiramente a liberdade e a paz. Os valores duradouros são os do Reino, e eles estão presentes e misturados em nossa vida. Só precisamos distingui-los.

Isaías, em sua palavra profética, vai nos dizer que há um enviado da descendência de Davi e sobre ele repousa o Espírito de Deus. Qual será seu dever, sua missão? Será anunciar o Reino de justiça, de paz e romper as divisões e desarmonias, se houver seu acolhimento.

Este 2° Domingo do Advento 2022 (como também o próximo domingo) é caracterizado pela figura de João Batista, filho de Zacarias e Isabel, precursor de Jesus. Ele nos prepara para o Natal, assim como outrora preparou o povo para a chegada do Messias, do Cordeiro de Deus. Ele dá testemunho da luz, prega a justiça e a equidade nas relações sociais. Não se ilude com a veneração que o povo lhe devota, pois deixa claro que ele não é o que eles estão esperando. Lembra que o esperado virá depois dele, e ele não será digno nem de lhe desamarrar as sandálias. Quanta humildade!

Quanta diferença entre aqueles que se afirmam cristãos, mas são autossuficientes, orgulhosos… João Batista nos faz refletir intensamente sobre nossa missão de cristãos hoje, aqui e agora.

Ele chama o povo para a conversão: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”. Mas, para que esse Reino se realize de verdade, precisamos mudar nosso jeito de pensar, pensar com as categorias do Reino, e não com os “valores” do mundo. Se não mudamos nossas
atitudes, como poderemos afirmar que fomos convertidos? O jeito, as palavras e as atitudes de João, por si só, já nos interrogam e também nos interpelam. Vejamos: ele se alimenta de mel e gafanhotos, e isso é contestação à mesa farta dos dirigentes que pouco se importavam com os pobres e famintos. Será que hoje estamos melhores, mais conscientes e partilhamos nossa vida e nossas coisas? Perguntemos a nós mesmos, e não para os outros. Só há mesmo um caminho: se queremos mesmo o Reino, só será possível se nos convertermos, mudarmos nossas atitudes e nossos pensamentos contrários a sua verdade.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

04 de dezembro – Missa do 2° Domingo do Advento 2022

Missa do 2° Domingo do Advento 2022

Jesus vem ao encontro de todas as pessoas para salvá-las. Pela conversão, nós nos preparamos para sua vinda, fazendo o bem, acolhendo-nos uns aos outros e vivendo o amor e a fraternidade. Esta Eucaristia nos ajude a produzir frutos de conversão, solidariedade, justiça e paz.

Na Eucaristia, Jesus se entrega a nós por amor.

Missa do 2° Domingo do Advento 2022

Quem preparará o caminho do Senhor?

João Batista é o profeta que está entre o passado e o futuro – entre o Antigo e o Novo Testamento. É o intermediário entre os antigos profetas e o novo profeta por excelência, Jesus. Surge no deserto e convida à conversão, em vista da proximidade do Reino. Convoca a preparar os caminhos do Senhor, eliminando todo obstáculo ao Reino dos céus, tudo o que dificulta sua chegada. Pelo seu traje, apresenta-se como o novo Elias; sua alimentação revela alguém despojado e livre de influências comerciais.

Enquanto o povo se aproxima de João e recebe o batismo de conversão, os fariseus e saduceus – grupos que farão oposição a Jesus – fingem buscar o batismo, sendo então chamados de cobras venenosas, agentes de morte. O profeta ressalta que não basta se proclamarem filhos de Abraão, é preciso fazer as obras daquele que consideram como pai. Os autênticos filhos de Abraão acolhem a Palavra de Deus, a qual os leva a produzir frutos de bondade, solidariedade e justiça. O tempo é curto, pois o machado já está pronto para derrubar a árvore que não produz bons frutos.

Leia mais

Leituras de Domingo: Missa do 2° Domingo do Advento 04/12/2022

Leituras de Domingo

(Roxo, creio, prefácio do Advento I ou IA – 2ª semana do saltério)

Povo de Sião, o Senhor vem para salvar as nações! E, na alegria do vosso coração, soará majestosa a sua voz (Is 30,19.30).

Acolhendo-nos uns aos outros com harmonia e concórdia, como Cristo nos ensina, glorifiquemos a Deus, que em seu Filho realiza as promessas de justiça e paz sem fim. João Batista nos convida, nesta liturgia, a preparar o caminho do Senhor mediante frutos de conversão, a fim de bem receber aquele que está chegando para salvar as nações.

Primeira Leitura: Isaías 11,1-10

Leitura do livro do profeta Isaías – Naqueles dias, 1nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor. 2Sobre ele repousará o espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; 3no temor do Senhor encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências que vê nem decidirá somente por ouvir dizer, 4mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios. 5Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade. 6O lobo e o cordeiro viverão juntos, e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito; o bezerro e o leão comerão juntos e até mesmo uma criança poderá tangê-los. 7A vaca e o urso pastarão lado a lado, enquanto suas crias descansam juntas; o leão comerá palha como o boi; 8a criança de peito vai brincar em cima do buraco da cobra venenosa; e o menino desmamado não temerá pôr a mão na toca da serpente. 9Não haverá danos nem mortes por todo o meu santo monte: a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar. 10Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal entre os povos; hão de buscá-la as nações, e gloriosa será a sua morada. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 71(72)

Leia mais