Você sabe realmente o que é Advento?

O que é o Ano Litúrgico?

O Ano Litúrgico é a celebração da vida de Jesus Cristo ao longo de um ano. A cada ano, os cristãos revivem as etapas mais importantes da vida de nosso Senhor: seu nascimento, a morte, ressurreição, ascensão e o envio do Espírito Santo… No ano civil, somos orientados pelas estações (primavera, verão…) e pelas festas cívicas (Carnaval, Tiradentes, Independência…); no Ano Litúrgico, nossa caminhada de fé é marcada pelos momentos fortes da vida do Senhor.

O povo da primeira Aliança, o povo judeu, também tinha (e tem) seu Ano Litúrgico. No começo, o ritmo da vida deles era marcado pelas festas ligadas à terra (animais e lavoura): mudança de uma pastagem a outra (páscoa), primeiros frutos, colheita da cevada, ceifa do trigo etc. Com o passar do tempo, incorporaram a essas festas fatos da vida nacional, criando outras celebrações: a Páscoa se tornou comemoração da libertação do Egito; Pentecostes celebrava o dia da entrega da Lei; Tendas ainda hoje recorda o tempo de Moisés, no deserto, quando o povo viveu em cabanas etc.

A expressão “Ano Litúrgico” começou a ser usada no século XIX, quando surgiu o Movimento Litúrgico. Esse Movimento para a renovação da Liturgia foi coroado no século passado, no Concílio Ecumênico Vaticano II. Seu primeiro grande fruto foi a constituição Sacrosanctum Concilium, sobre a Liturgia. Antes de se chamar “Ano Litúrgico”, recebera outros nomes, por exemplo, “Ano da Igreja” e “Ano cristão”.

Como se divide o Ano Litúrgico?

Sendo a celebração da vida de nosso Senhor ao longo de um ano, o Ano Litúrgico tem etapas, e com elas nós avançamos e somos introduzidos no coração do projeto de Deus.

Há dois modos de perceber a organização do Ano Litúrgico

LEIA MAIS

24 de novembro: Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo

Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo

Nesta liturgia louvemos a Cristo, rei do universo. Nele o Pai fez uma aliança de amor com toda a humanidade. Seu reinado de justiça, paz e misericórdia nos convida a seguir o caminho da doação
da vida, no amor a Deus e aos irmãos e irmãs. Hoje, último domingo do ano litúrgico, em que comemoramos o dia dos leigos e leigas, agradecemos ao Senhor as graças recebidas e todo bem por nós realizado.

Com seu exemplo de rei humilde e servidor, Jesus nos ensina a amar e doar a vida pelos irmãos e irmãs.

LEIGAS E LEIGOS, SEMEADORES DA JUSTIÇA

Na solenidade de Cristo Rei, celebramos a realeza de Jesus Cristo, expressa em seu amor sem limites. Ele proporcionou a paz para toda a humanidade, que o recebeu em Jerusalém montado num jumento emprestado.

LEIA MAIS

Podcast católico de formação da CF 2020

Um podcast católico é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet.

Jesus dizia-lhes: “O Reino de Deus é como quando alguém lança a semente na terra. Quer ele esteja dormindo ou acordado, de dia ou de noite, a semente germina e cresce, sem que ele saiba como. A terra produz o fruto por si mesma: primeiro aparecem as folhas, depois a espiga e, finalmente, os grãos que enchem a espiga. Ora, logo que o fruto está maduro, mete-se a foice, pois o tempo da colheita chegou”.
(Evangelho de Marcos 4,26-29)

Materiais e subsídios para a Campanha da Fraternidade 2020
Materiais de formação sobre a Santa Dulce

Palavra da Irmã Dulce

“Devemos confiar incondicionalmente na Providência. Nunca me preocupei em saber como iria sustentar tanta gente, tantos doentes, pagar funerais, médicos, remédios etc.
O trabalho é de Deus, e ele nunca deixa faltar nada aos nossos pobres: isso desde o dia em que arrombei a primeira casa velha, para ali abrigar os doentes, até hoje, com tantos doentes que passam pelo nosso hospital…
Estamos em uma época de crise. Nos hospitais falta tudo; não querem receber os doentes. Pois bem, no nosso Hospital Santo Antônio não falta nada aos doentes internados. Vê-se aí, claramente, a Providência Divina operando. O nosso trabalho é de Deus, ele é quem nos sustenta.”

Podcast católico: Rádio Vatican News: Campanhas da CNBB
  1. CF 2020 - Podcast 01
Podcast católico: Documentário oficial da CF 2020

LEIA MAIS

Como superar momentos difíceis da vida?

A vida é muito boa. Essa é a verdade original que em certos momentos parece ficar tão ofuscada que corremos o risco de cair na falta de esperança. Esse ofuscamento provém da nossa natureza caída que, depois do pecado original e de cada pecado pessoal, tem dificuldade de ver a Deus e o seu Plano de Amor. Dessa situação nascem todas as dificuldades da nossa existência. Jesus veio para nos salvar e é nele que precisamos nos aferrar para continuar caminhando pelo Bom caminho nos momentos mais difíceis da vida.

Quando o povo de Israel caminhava pelo deserto, Deus lhes concedeu as tábuas dos dez mandamentos. Mas já no profeta Jeremias vemos que as tábuas da Lei não eram a palavra final de Deus. “Eis, no entanto, a Aliança que celebrarei com a comunidade de Israel passados aqueles dias”, afirma o SENHOR: “Registrarei o conteúdo da minha Torá, Lei, na mente deles e a escreverei no mais íntimo dos seus sentimentos: seus corações. Assim, serei de fato o Deus deles e eles serão o meu povo”! .

A realização dessa profecia se dá justamente em Jesus, que é o Verbo que se fez carne. De maneira especial se realiza na Eucaristia, quando comungamos do próprio Cristo que se faz alimento por nós. A carta aos hebreus retoma a profecia e diz que o Senhor colocará suas leis no âmago dos nossos corações, as inscreverá profundamente em nossas mentes. Ou seja, seguir o Senhor não é um simples cumprir regras externas, mas um descobrir que essas leis estão gravadas em nosso interior e que ao cumpri-las, nos realizamos como pessoas, como filhos e filhas de Deus.

E isso é fundamental para os momentos difíceis que atravessamos na vida. Porque nesses momentos o último que queremos é que nos digam regras que cumprir, preceitos que realizar para que Deus nos ajude a atravessar a dificuldade. Mas se nesses momentos difíceis se descobre renovadamente que lá no fundo do nosso mesmo ser existe um desejo de estar mais próximos ainda de Deus, não afundaremos nas ondas agitadas da vida, mas alçaremos nossa voz a Deus como o fez São Pedro quando começou a afundar enquanto caminhava sobre as águas: “Senhor ajuda-me pois estou perecendo”. Esse grito só pode vir de alguém que, mesmo atordoado pelas tribulações da vida, possui essa Lei de Deus inscrita no coração.

É evidente, então, que para não sucumbir nesses momentos difíceis é preciso ter uma vida espiritual forte. Dessa forma, não daremos às costas a Deus, pelo contrário, nos aproximaremos ainda mais dele em cada dificuldade que passarmos. E, no fundo, esse é o intuito de Deus quando permite alguma provação. Ele quer que purifiquemos nossa fé de todas as falsas seguranças que nós todos temos. Essas dificuldades fazem parte da pedagogia divina porque Ele quer que, pouco a pouco, aprendamos a confiar cada vez mais nele e menos em todas as outras coisas nas quais nos agarramos porque nossa fé ainda é pequena.

Vale a pena ter um pequeno “arsenal” de passagens Bíblicas para que nesses momentos possamos rezar e não sucumbir. Nesse sentido alguns salmos podem ajudar bastante porque eles mostram a Deus que em nosso coração está a sua Lei e a Ela queremos ser fiéis.

Alguns exemplos de Salmos

Sal 119, 11: No meu coração atesourei tua palavra, para não pecar contra ti.

Sal 40, 8: Meu prazer é fazer a tua vontade, meu Deus; tua lei está dentro do meu coração.

Sal 17, 5: Meus passos ficaram firmes pelos teus caminhos. Meus pés não vacilaram.

Sal 25, 3: Certamente nenhum dos que esperam em ti será defraudado…

 

Irmão João Antônio – A12 / Portal Kairós

Baixe materiais especiais para seu grupo

Formação da CF 2020 já começou nas regionais pelo Brasil

Encontro de Preparação para a Campanha da Fraternidade 2020, promovido pelo Regional Sul 1

Depois da realização do Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade (CF) 2020 realizado de 1º a 3 de outubro deste ano, do qual participaram representantes de todos os 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), regionais e dioceses se mobilizam em encontros de Formação da CF 2020 pelo Brasil.  Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), assessores das atividades apostam que esta campanha enfrentará o desafio de sair da “globalização da indiferença” para a “revolução do cuidado” com a vida.

O padre Danilo Vitor Pena, do clero da Arquidiocese de Curitiba (PR), que assessorou encontro realizado em São Paulo, destacou a necessidade de promover trabalho pastoral com vivência madura de fé, que se torne presença e leve a experiências de proximidade. “Não podemos levar apenas uma sopa noturna para quem vive nas ruas e, no dia seguinte, fazer como quem não conhece seu rosto”, provocou o padre Danilo. “Nós queremos agir localmente para influenciar globalmente”, completou, ressaltando a necessidade de unir uma iniciativa individual, eclesial e comunitária com uma iniciativa de busca de solução por meio de políticas públicas, ligando com a temática da CF 2019.

O padre Valdecir Badzinski, secretário executivo da CNBB Sul 2, que coordenou o seminário para as dioceses do Paraná realizado de 26 e 27 de outubro, afirmou que o tema é muito presente e instigante para o contexto atual: “Quando pensamos em fraternidade e vida estamos dizendo que é preciso ter um olhar profundo sobre a vida em todas as instâncias, desde o seu princípio até o seu fim natural e também sobre a vida do planeta, a nossa casa comum”, disse.

Para Mônica Pimentel, coordenadora regional de Campanhas do Nordeste 1, o tema da CF 2020 é de muita responsabilidade para quem é agente de pastoral. “Se nós entendermos a função da campanha e o papel que ela pode desempenhar na vida do agente pastoral, nós podemos fazer um grande trabalho de humanização”, disse. Para ela, a importância desse momento, com a realização dos Seminários Regionais, é preparar as lideranças diocesanas que estão à frente do processo da campanha nas dioceses. Acompanhe, abaixo, um giro sobre os eventos que estão acontecendo e agendados para este ano.

Materiais e subsídios para a Campanha da Fraternidade 2020
Materiais de formação sobre a Santa Dulce

LEIA MAIS