Reflexão e sugestão para o 3º Domingo do Tempo Comum 2020

3º Domingo do Tempo Comum – Ano A

Is 8,23b-9,3; SI 26; ICor 1,10-13.17; Mt 4,12-23

A luz que não ofusca

As leituras deste domingo nos colocam na dinâmica do amor de Deus, revelado nas profecias e na pessoa de Jesus Cristo. Isaías profetiza dias de glória para seu povo. A região à qual se refere é tomada por trevas, porque ali impera a lógica do chicote opressor do capataz, e as relações humanas são oprimidas e destruídas pela violência. A profecia não é uma imaginação vazia, mas um sonho que brota do coração dos que confiam em Deus. A esperança viva é base para profetizar dias melhores, nos quais a luz divina transformará as relações opressivas em vínculos de fraternidade.

Em Jesus, todas as promessas encontram seu cumprimento definitivo. Em Cafarnaum, à beira do Mar da Galileia, o Salvador faz reacender a luz da fé no coração daquele povo. Nele, reencontra o sentido de sua vida e a Ele acorre, pois encontra acolhida e consolo. Sua luz não ofusca, mas faz abrir os olhos e caminhar em modo renovado. Seu anúncio atrai porque chega ao coração das pessoas por meio de seus gestos de compaixão e misericórdia para com os marginalizados. A cada encontro com Cristo, o reino de Deus vai sendo construído no coração das pessoas.

Vençamos as trevas e anunciemos a luz

O mundo tecnológico é movido à luz: a dos postes, que rompem as trevas das cidades e das casas; a dos celulares, que nos prendem cada vez mais a atenção; a dos outdoors, chamando-nos a atenção para propagandas etc. Mas existe também a luz de muitos astros da música, das novelas e dos filmes. O que impressiona é que, neste mundo “iluminado”, tantas pessoas ainda careçam da luz essencial: a do amor, da harmonia e da paz nos relacionamentos humanos. Paulo faz um pedido à comunidade de Corinto, e a nós também, para vencer as trevas da divisão. Não se trata de seguir Paulo, Cefas, Apolo, muito menos de considerar Cristo como “mais um” dentre os anunciadores do evangelho. Paulo coloca o Cristo como o centro da comunidade, o qual todos devem amar e servir, pois ele é a Palavra viva, que se fez carne. Ele é a Luz verdadeira!

Olhemos para nossas comunidades e percebamos se as divisões não estão minando a força de nosso testemunho. Busquemos no Cristo a luz, o centro de nossa vida de fé e nele caminhemos, vencendo as trevas do mundo “iluminado” em que vivemos. É tempo de iluminar o mundo com a luz da fé, do amor e da caridade!

SUGESTÕES LITÚRGICAS

– Continuar presente a temática da luz na liturgia.
Na entrada, oferecer velas aos fiéis, se possível, com um versículo bíblico de uma das leituras.
Entrada da Palavra: na entrada da Palavra, fazer uma pequena encenação com jovens, mostrando como a luz de Cristo dá o verdadeiro sentido às luzes do mundo. Assim, mostrar que as pessoas podem continuar em seu estado de vida, em sua profissão e serem verdadeiras discípulas de Jesus Cristo.
Profissão de fé: na profissão de fé, acender as velas no Círio Pascal e rezar o versículo proposto. Em seguida, convidar toda a comunidade a professar a fé em dois coros, levantando as velas.
Antes da bênção final: no envio, pedir que se retome o versículo bíblico entregue com a vela, convidando todos a serem luz do mundo.

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

26 de janeiro: Missa do 3º Domingo do Tempo Comum 2020

Missa do 3º Domingo do Tempo Comum

Jesus vem ao nosso encontro para iluminar nossa vida e nos libertar das trevas do mal e de tudo o que nos afasta do seu amor. Esta liturgia nos ajude a acolher, com alegria e fé, sua mensagem de salvação, para vivermos unidos entre nós e trilharmos o caminho da conversão.

A cada dia podemos nos converter para vivermos entre nós o reino de Deus, que Jesus veio nos trazer.

26 de janeiro: Missa do 3º Domingo do Tempo Comum

CONVITE À CONVERSÃO

Com a prisão de João Batista, Jesus se dirige para a Galileia e se estabelece em Cafarnaum, à beira do lago de Genesaré. Aí ele dá início à sua missão – justamente no lugar onde, segundo o profeta Isaías, “o povo vivia nas trevas”. Portador de esperança para o povo sofrido, Jesus aparece como “grande luz” num território de gente desprezada, a “Galileia dos pagãos” ou “das na­ções”. Embora tal região fosse a periferia das periferias, era disputada pelos impérios por estar na encruzilhada das grandes rotas comerciais. Além disso, havia o interesse de explorar suas terras férteis – assim como ocorre com nossa Amazônia, tão disputada pelos impérios de hoje.

Portanto, Jesus inicia sua pregação não em Jerusalém, mas na periferia – lugar de pessoas exploradas. Aí ele proclama: “Convertei-vos, porque o reino dos céus está próximo”. O reino dos céus não é algo para ser vivenciado apenas após o fim da vida ou que só vai existir no céu, mas está próximo, está chegando com Jesus.

Os discípulos e discípulas de Jesus são convidados a se empenharem para que esse reino dos céus se torne cada vez mais realidade aqui na terra. Trata-se de grande desafio para todos os cristãos, principalmente nestes “tempos sombrios” em que estamos vivendo. Converter-se é mudar a maneira de pensar e agir: quem pensa em violência deve assumir o compromisso com a paz; quem pensa em morte precisa passar a valorizar a vida; quem adota atitude de intolerância e arrogância necessita adotar uma atitude de aceitação do diferente.

Num segundo momento, são apresentados os primeiros vocacionados para o seguimento do Mestre. Ele chama pescadores para resgatarem as pessoas que vivem imersas e enredadas nos males do mundo – a humanidade é sua primeira preocupação. Esses primeiros chamados constituem como que o modelo da vocação de todos os cristãos. Eles recebem a mesma missão do Mestre: propagar a luz do evangelho, anunciar a Boa-nova do Reino e curar os males da sociedade.

 

Pe. Nilo Luza, ssp / Portal Kairós

Quem foi São Sebastião?

São Sebastião

20 de Janeiro

São Sebastião

Segundo Santo Ambrósio, São Sebastião nasceu em Milão. Faleceu por volta do ano 284. Era capitão do exército romano. Sofreu o martírio sob o reinado de Diocleciano. O relato de seu martírio é contado por Arnóbio, o jovem, no século V. Amigo do Imperador, Sebastião teria
aproveitado para socorrer os irmãos na fé, os cristãos. Fazia também apostolado procurando converter soldados e prisioneiros; aliás o próprio governador de Roma, Cromácio, e seu filho Tibúrcio, foram convertidos por Sebastião e sofreram o martírio.

O destemido e audaz centurião Sebastião teve de comparecer diante do Imperador, para dar explicações sobre o seu procedimento. O Imperador se queixou que tinha confiado nele e que esperava dele uma brilhante carreira, e ele o havia traído. Afirmou: “Eu te abri as portas de meu palácio e te aplainei os caminhos para um futuro promissor, enquanto tu atentaste contra minha salvação…”.

Condenado à pena capital e sem apelação, foi amarrado a um tronco, transformado em alvo dos arqueiros, teve seu corpo varado por flechas, na presença da guarda pretoriana. É padroeiro dos arqueiros e dos presos. Invocado contra as doenças contagiosas.

Ladainha de São Sebastião

 

Hino a São Sebastião:

Novena de São Sebastião:

 

Portal Kairós

Ladainha de São Sebastião

Ladainha de São Sebastião – I

Senhor, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, ouvi-nos.
Cristo, ouvi-nos
Cristo, atendei-nos.
Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do céu,
Tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo,
Tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo,
Tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,
Tende piedade de nós.

Santa Maria, Rainha dos Mártires,
rogai por nós.
São Sebastião, Mensageiro da Paz,
rogai por nós.
Valente defensor do Evangelho,
rogai por nós.
Fiel imitador dos Apóstolos,
rogai por nós.
Invencível atleta da fé,
rogai por nós.
Morada do Espírito Santo,
rogai por nós.
Estrela radiante de sabedoria e humildade,
rogai por nós.
Protetor contra as guerras,
rogai por nós.
Radiante luzeiro de justiça e caridade,rogai por nós.
Guardião perpétuo da Juventude,
rogai por nós.
Defensor poderoso contra a fome e as epidemias,
rogai por nós.
Escudo vitorioso contra os ataques do inferno,
rogai por nós.
Patrono e modelo dos militares,
rogai por nós.
Socorro contra as doenças e as calamidades,
rogai por nós.
Restaurador da paz entre os homens,
rogai por nós.
Consolação e esperança dos prisioneiros,
rogai por nós.
Profeta e vítima do amor de Jesus Cristo,
rogai por nós.
Guerreiro defensor de vossos devotos,
rogai por nós.
Advogado dos desesperados e dos pecadores,
rogai por nós.
Querubim abrasado de zelo pela glória de Deus,
rogai por nós.
Porta-estandarte da Cruz,
rogai por nós.
Servo e mensageiro da Santíssima Trindade,
rogai por nós.
Auxílio em nossas necessidades,
rogai por nós.
São Sebastião, cujo corpo foi dolorosamente transpassado por setas,
rogai por nós.
São Sebastião, que fostes cruelmente humilhado e açoitado,
rogai por nós.
São Sebastião, que sofrestes duplo e heroico martírio,
rogai por nós.
São Sebastião, que a tudo renunciastes para ganhar a Cristo,
rogai por nós.
São Sebastião, manso como um cordeiro levado ao sacrifício,
rogai por nós.
São Sebastião, confortado pelo anjos em vosso martírio,
rogai por nós.
São Sebastião, coroado de incomparável glória no céu,
rogai por nós.
São Sebastião, admirável padroeiro do Rio de Janeiro,
rogai por nós.
São Sebastião, intercessor nosso junto ao trono do Altíssimo,
rogai por nós.
São Sebastião, cuja memória durará por todos os séculos,
rogai por nós.
São Sebastião, honra e glória da Igreja triunfante,
rogai por nós.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
tende piedade de nós.
– Rogai por nós, glorioso São Sebastião.
– Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Amém.

Oremos: Deus onipotente e misericordioso, destes a São Sebastião superar as torturas do martírio. Concedei que, celebrando o dia do seu triunfo, passemos invictos por entre as ciladas do inimigo, graças à vossa proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Ladainha de São Sebastião – II

Senhor, piedade de nós!
Senhor, piedade de nós!
Cristo, piedade de nós!
Cristo piedade de nós!
Senhor, piedade de nós!
Senhor, piedade de nós!

Ó São Sebastião poderoso,
rogai por nós, rogai por nós!
Soldado fiel da Igreja,
rogai por nós, rogai por nós!
Herói insistente na fé,
rogai por nós, rogai por nós!
Mártir, valente guerreiro,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor dos cristãos,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor dos injustiçados,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor dos martirizados,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor das plantações,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor das criações,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor contra as guerras,
rogai por nós, rogai por nós!
Defensor da Santa Igreja,
rogai por nós, rogai por nós!
Auxílio em todas as doenças,
rogai por nós, rogai por nós!
Livrador da peste e fome,
rogai por nós, rogai por nós!
Nosso Santo Padroeiro,
rogai por nós, rogai por nós!
Valei-nos, nosso mártir,
rogai por nós, rogai por nós!
Em nossa caminhada, agora e sempre,
rogai por nós, rogai por nós!

Por nossa terra vos pedimos:
Intercedei, ó São Sebastião!
Por nossas famílias suplicamos:
Intercedei, ó São Sebastião!
Por nosso povo tão sofrido:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelos pobres humilhados:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelos irmãos necessitados:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelos rios e florestas:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelas plantações e animais:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelo homem agricultor:
Intercedei, ó São Sebastião!
Por quem se encontra enfermo:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pelos nossos governantes:
Intercedei, ó São Sebastião!
Por nosso pároco pedimos:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pela nossa Santa Igreja:
Intercedei, ó São Sebastião!
Pela nossa comunidade:
Intercedei, ó São Sebastião!
Por todo o povo de Deus:
Intercedei, ó São Sebastião!

Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Perdoai-nos, Senhor; perdoai-nos, Senhor!
Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Perdoai-nos, Senhor; perdoai-nos, Senhor!Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Ouvi-nos, Senhor. Ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Ouvi-nos, Senhor. Ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Piedade de nós, piedade de nós!
Cordeiro de Deus que venceis o mundo. Piedade de nós, piedade de nós!
Oremos: Atendei, Senhor, a nossa prece, pois a fazemos por intercessão de São Sebastião, que derramou seu sangue para anunciar o Reino do vosso Filho, que convosco vive e reina na unidade do Espírito Santo.
Amém.

 

Portal Kairós

Nossas crianças na Campanha da Fraternidade 2020

A Campanha da Fraternidade 2020 na Catequese com as crianças

Cada comunidade tem seu ambiente próprio, onde certos problemas sociais estão mais presentes. Diante disso, podem ser feitas muitas adaptações nas tarefas propostas (aqui no Portal Kairós, nos materiais e na internet) e no modo de abordar o tema. Sugerimos alguns cantos, mas podem ser usados outros que sejam mais conhecidos em cada grupo. Os tipos de ajuda ao próximo que serão sugeridos também podem ser substituídos por outros que combinem mais com o ambiente e as possibilidades das crianças e dos adolescentes de cada comunidade.

Tem algum material? Envie pra gente!

Nossas crianças na Campanha da Fraternidade 2020

Deve ser trabalhado em diálogo com os catequizandos

Fraternidade é sabermos viver como irmãos que se amam, se respeitam e se ajudam. Jesus ensinou que isso é o modo mais importante de agradar a Deus. Que Pai não gostaria de ver que seus filhos se amam, partilham coisas boas e cuidam bem uns dos outros? A palavra vida nesse tema não se refere só a estar vivo, respirando. É a vida como ela deveria ser, com direitos respeitados, em um planeta bem cuidado, sem gente sendo maltratada ou tratada como se não existisse. Por que essas ideias de fraternidade e vida são importantes?

Dom é todo presente que recebemos de Deus, por exemplo: Nossa vida, nossos companheiros, nossos talentos, nosso país. Somos obra de um artista que faz tudo com amor e quer nos ver fazendo coisas muito boas. Ele deseja que o mundo fique melhor porque nós existimos. Podemos pensar no que deveria viverem ser desenvolvido para todos melhor. Vamos escolher uma faixa que tenha uma qualidade importante a ser desenvolvida para que isso aconteça.

Colocar as faixas no chão e deixar que cada catequizando diga qual seria a sua escolha; comentar as escolhas, conversar sobre situações em que essa atitude melhora a vida de alguém; pedir que cada criança ou adolescente diga como pretende viver cada uma das atitudes escolhidas; comentar também os efeitos negativos das condições expostas em faixas que não devem ser escolhidas.

Que relação há entre dom e compromisso? Quem recebe uma coisa boa deve usá-la bem. Por exemplo: quem tem boa voz deve cantar músicas bonitas para alegrar os outros; quem estuda em uma boa escola deve ter interesse em estudar e aprender para depois transmitir bem esses conhecimentos; quem conseguiu se formar e ter uma boa profissão deve prestar bons serviços com seu trabalho; quem se sentiu capaz de vencer uma dificuldade deve estar preparado para ajudar outros em situação parecida.

Os catequizandos podem imaginar, ou até dramatizar, uma cena mais ou menos assim: Uma pessoa chega bem alegre e dá um presente a outra. Quem recebeu o presente o joga no lixo, bem na frente da pessoa que o ofertou. Como se sentiria o doador do presente? E como seria se a pessoa que deu o presente visse que foi bem aproveitado e está melhorando a vida de quem o recebeu e de quem está por perto?

Deus nos dá condições para fazer o bem aos nossos companheiros de caminhada que devem ser bem tratados. Mesmo em meio a problemas e dificuldades, o amor de Deus é o dom maior que nos ajuda a sermos a pessoa especial que Ele planejou e acompanhou desde que nascemos. É um presente maravilhoso. Como Ele se sentiria se desprezássemos esse presente ou não soubéssemos usá-lo?

Atividades para as crianças colorirem, familiarizarem, protagonizarem e raciocinarem

Confira atividades para a criançada aprender sobre o tema da CF 2020:

Decoração Católica - Anjinhos

Decoração Católica – Anjinhos:

E-book - Orações para crianças

E-book – Orações para crianças:

Outras atividades simples

Algumas atividades para as Crianças da CF 2020

Algumas atividades para as Crianças da CF 2020:

 

Na Área Especial
(Todas as imagens e desenhos com qualidade de impressão)

Atividade - Colagem com o Cartaz da CF 2020 (coloque os rostos das crianças)

Atividade – Colagem com o Cartaz da CF 2020 (coloque os rostos das crianças):

Atividade - Colorir e criar o desenho do Cartaz da CF 2020

Atividade – Colorir e criar o desenho do Cartaz da CF 2020:
Versão também em Corel Draw e pdf

Atividade - Construir o Cartaz da CF 2020 a partir da cidade

Atividade – Construir o Cartaz da CF 2020 a partir da cidade:

Atividade - Cartaz da Campanha da Fraternidade 2020 para colorir

Atividade – Cartaz da Campanha da Fraternidade 2020 para colorir:
Versão também em Corel Draw e pdf

Atividade - Criação do Cartaz da CF 2020 livre

Atividade – Criação do Cartaz da CF 2020 livre:

Atividade - Criação da sua cidade no Cartaz da CF 2020

“O cartaz apresenta, ao fundo, o Pelourinho, lugar urbano muito conhecido da capital baiana e Santa Dulce acolhendo as pessoas que estão ao seu redor. Na imagem desenhe um lugar que represente um local próximo de você, sua cidade ou que você goste.”

Atividade – Criação da sua cidade no Cartaz da CF 2020:

Brincando de Karaokê - Playback do Hino da CF 2020

Brincando de Karaokê – Playback do Hino da CF 2020:

Jogo da memória da Fraternidade 2020

Jogo da memória da Fraternidade 2020:

Jogo dos 7 erros da CF 2020

Jogo dos 7 erros da CF 2020:

CF 2020 para crianças: Outros desenhos

Desenhos para colorir sobre a CF 2020 em Corel e pdf Desenhos para colorir sobre a CF 2020 em Corel e pdf - 01 Desenhos para colorir sobre a CF 2020 em Corel e pdf - 02 Desenhos para colorir sobre a CF 2020 em Corel e pdf - 03

Desenhos para colorir sobre a CF 2020 em Corel e pdf:

 

Jogo da memória para crianças:

Imagens de crianças para usar na catequese (desenhos):

 

Portal Kairós