O tema da Semana Nacional da Família 2019

A história de Santo Expedito nos faz refletir um pouco de como vai a nossa família hoje. “(…) No exército romano levava uma vida de excessos, até que um dia teve um encontro com Deus e se converteu.
Sua fama de ‘santo das causas justas e urgentes’ veio de um episódio onde um espírito do mal apareceu lhe em forma de corvo, dizendo: ‘crás…! crás…! crás…!’ (em latim: ‘amanhã…! amanhã…! amanhã…!’) Enganador que é, eis a proposta do maligno: Deixe para amanhã. Não tenha pressa! Adie sua conversão! E sem titubear, Expedito pisoteou o corvo, esmagando-o e gritando: ‘HODIE!’, que quer dizer: ‘HOJE!’ Nada de adiamento! É para já! Agora!

O tema da Semana Nacional da Família 2019 (Hora da Família) é um resgate à nossa própria consciência. Um questionamento que exige de cada um de nós uma explicação ou um testemunho eficaz de como vai a nossa família hoje. Mas, para responder se a nossa família vai bem, é necessário saber a sua natureza, a que vocação ela é chamada. No Evangelho de Mateus, os fariseus questionam Jesus se é lícito separar-se da esposa e porque Moisés permitiu o divórcio. Ele responde, então, que “no princípio não era assim”(Mt 19,4). Mas como era no princípio? O “Hora da Família” deste ano quer lembrar aos fiéis que existe uma Boa Nova no enlace de um homem e de uma mulher na fundação de uma família.

Materiais / subsídios pra a Hora da Família 2019

O matrimônio cristão é um sacramento em que o amor humano é santificante e comunica a vida divina por obra de Cristo; é um sacramento em que os esposos significam e realizam o amor de Cristo por sua Igreja, amor que passa pelo caminho da cruz, das limitações, do perdão e dos defeitos para chegar à alegria da ressurreição” (Santo Domingo, 218).

A escolha desse tema tem um significado muito mais profundo, que é fazer a família refletir sobre a sua razão de ser, do anseio pela complementaridade e pela doação que existe inscrita no coração de cada ser humano. É nessa dinâmica de ser família, como Deus a pensou, que encontramos a realização do mais íntimo do nosso ser. A família é o lugar privilegiado onde Deus manifesta seu amor, sua benevolência e seus dons para a salvação do mundo!

Por essa necessidade de juntos sabermos um pouco de como estão as famílias, a Pastoral Familiar, em consonância com a CNBB, resolveu resgatar o tema da Campanha da Fraternidade de 1994 não só por achá-lo bonito, mas para verificar o quanto a família evoluiu de lá para cá. A história de Santo Expedito pela resposta que deu a Deus: “HOJE!”

Sugerimos que os amigos do Portal Kairós conheçam um pouco da história dos santos citados no “Hora da Família“, este ano gostaríamos que se profundassem na vida de Santo Expedito. A Semana Nacional da Família acontece na segunda semana de agosto. Um mês destinado às vocações. Um mês propicio para darmos uma resposta eficaz a Deus, assim como deu o santo e a Sagrada Família.

O Papa Francisco também nos orienta neste sentido. O pastor da Igreja Católica também quer uma resposta de como vão as famílias e se estão com Cristo e seu Evangelho ou não. Filhos que no passado eram somente filhos e hoje já são pais. É bom fazer a comparação de como eles viam a família ontem e como hoje. Não adiemos a nossa conversão. Lutemos pelo bem-estar da família. Sigamos o exemplo de Santo Expedito que deu sim, dizendo: “Hoje!” Façamos todo possível para sermos família de Deus, hoje!

Os encontros

O subsídio (livrinho) nos orienta dando passos ou sugestões que poderão ser seguidos para os sete dias de encontros. A Igreja está sempre aberta para acolher as famílias que lá desejarão fazer os encontros. Isso pode estimular outras pessoas a participar deles.

A Pastoral Familiar também pode realizá-los nas casas dos membros da pastoral. É a Igreja em saída como quer o Papa Francisco e, as famílias que se sentem ausentes da Igreja, podem ser motivadas a participar dos encontros porque moram ao lado, são as chamadas famílias vizinhas.

Nesses encontros, é bom estimular mais a presença das crianças, jovens e idosos. As crianças são mais desinibidas e falam mesmo como é a vida que levam no convívio familiar. Os jovens, como aqueles que já têm um posicionamento de que família eles querem construir no futuro ou se seguem o exemplo de seus pais, pois acham boa a convivência que levam.

E os idosos por suas experiências de vida, não deixando de observar se são maltratados ou não. É sempre bom ter a presença de um consagrado, ministro extraordinário da sagrada comunhão, seminarista, diácono, padre, missionário etc. A família se sente mais amada quando, bem perto dela, vê Deus na pessoa de um membro ativo da Igreja.

O “Hora da Família” 2019 também traz uma novidade, que mesmo sendo pequena, foi percebida sua necessidade no diálogo com párocos que celebram a Semana Nacional da Família: após a Escuta do Magistério, o dirigente, sobretudo padres e diáconos, tem agora o espaço e a oportunidade para fazer sua própria reflexão e “pregação” para aquela parcela do Povo de Deus que lhes foi confiada, traduzindo para a realidade de cada comunidade os mistérios que celebramos em favor da vida e da família!

Aos dirigentes leigos também é aberta essa oportunidade de motivar, segundo as circunstâncias, um momento de partilha e reflexão com as famílias, para que o espírito da Semana Nacional das Famílias se faça carne e se torne realidade nos corações e nos lares.

As celebrações e os anexos

O “Hora da Família” preza por estar perto de todas as famílias brasileiras, levando temas e sugestões favoráveis que venham a somar crescimento e formação espiritual de todos aqueles que resolveram acolher o chamado de Deus e, por vocação matrimonial, formar uma família que escuta, evangeliza e realiza a vontade divina.
O “Hora da Família” constantemente pensa em você que é família e busca sempre orientações para estar atento às necessidades de não desistir e lutar por um lar, simples, humilde, mas feliz e repleto da graça de Deus. O nosso tema é bem chamativo: “A família, como vai?” Um tema onde todos possam responder, como feito há anos, fazer suas anotações sobre o que é preciso aprender para melhorar o ambiente familiar ou dar seu testemunho de vida como pai, mãe, filhos… Neste ano, o nosso subsídio, através do tema, abre um espaço maior para você que é família.

E, juntos, também trabalharemos com dois livros que podem auxiliar todas as famílias brasileiras. Neste ano, gostaríamos de enfatizar mais a leitura desses dois livros: Exortação Apostólica Amoris Laetitia e Gaudete et Exsultate. Somos Igreja de Deus, por isso, estaremos reunidos com as palavras do Papa Francisco, comentários de Dom João Bosco, estimulados com as palavras de pe. Jorge Filho e, claro, com a presença infinita da Santíssima Trindade e a Sagrada Família.

Com o desejo ardente de que o “Hora da Família” não se restrinja exclusivamente à Semana Nacional da Família, mas possa se alargar a outros momentos e lançar mais sementes da Palavra no solo fértil, que são as famílias, este subsídio traz celebrações que nos tocam de forma mais direta. Dessa forma, temos a Celebração do dia dos Pais e do dia das Mães, datas especiais que se dirigem aos fundamentos onde se constrói a família.

Há também a Celebração da Sagrada Família, que nos chama a voltar ao princípio de tudo, a realizar o plano original que Deus tinha para nós, enquanto Igreja Doméstica. E, por fim, temos a Lectio Divina, cada vez mais motivada pela Igreja, para que nós, seus filhos, não conheçamos Jesus apenas de ouvir falar, mas que possamos sentar à mesa com Ele, conversar com Ele, estar junto d’Ele.

Nossa missão com o “Hora da Família 2019” é auxiliar as famílias a transbordar de amor, na Palavra e na Eucaristia, “para que conheçam o Pai por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou; assim alcançaremos a vida eterna” (Jo 14,3).

Nossa missão é a evangelização e a promoção humana e social das Famílias!

Músicas do Hora da Família 2019

 

Que Deus nos abençoe!

 

Pastoral Familiar – cnpf.org.br / Portal Kairós