Conheça o subsídio da Hora da Família 2019

A família, como vai?

O subsídio Hora da Família chega em nossas mãos nos lançando para o questionamento que se torna cada vez mais atual em nosso ambiente pastoral, ou seja: “A família, como vai?” Acreditamos que recordar a Campanha da Fraternidade de 1994, cujo tema foi justamente esse, nos reporta às reflexões feitas naquele tempo, nos instiga a nos atualizarmos e não só refletirmos, mas também nos ajuda a percebermos que, como Pastoral Familiar, precisamos levar nossos agentes a ter esse tema como ponto de ação missionária para nossa Semana da Família de 2019.

Nessa edição, procuramos distribuir a reflexão sobre a pergunta, “A família, como vai?” através dos sete temas que, esperamos, consigam nos fazer “viajar” pelas várias possibilidades de respostas que poderemos dar. Aliás, talvez, ao final de nossa Semana da Família 2019, não chegaremos a uma resposta adequada dentro do que o próprio Deus pensou sobre essa instituição divina chamada família, mas teremos tentado ao menos nos aproximar do “pensamento” de Deus.

Somos convidados a refletir sobre a iniciação à vida cristã que deve começar no seio da família, pois é nela que devemos, por primeiro, conhecer e aprender a amar a Deus. Refletir sobre a realidade da família em nossos tempos não é tarefa fácil porque a todo momento enfrentamos situações que fragilizam a vida da família, causando a necessidade de fortalecimento da vivência familiar, para que essa não perca sua direção. Reforçar a família como defensora da vida seja, talvez, a tarefa mais importante e mais desafiadora de nossas famílias nesses últimos tempos, mas a família, obra prima de nosso Deus, não pode se esquivar dessa missão.

A pergunta “A família, como vai?” continua a ser também para a Igreja um desafio não só por causa da complexidade que responder a ela envolve, mas principalmente porque também do parece esperar a resposta para ajudá-lo a não ferir mais a própria família, que não deixou de ser a célula da sociedade.

Recordando o clima do Encontro Mundial das Famílias, vivido em agosto de 2018, percebemos que o Papa Francisco, com suas palavras, parecia também lançar para o mundo o mesmo questionamento sobre a família. “Vós, queridas famílias, sois a grande maioria do povo de Deus. Que fisionomia teria a Igreja sem vós? Uma Igreja de estátuas, uma Igreja de pessoas solitárias… Foi para nos ajudar a reconhecer a beleza e a importância da família, com suas luzes e sombras, que foi escrita a Exortação Amoris Laetitia sobre a alegria do amor, e quis que o tema desse Encontro Mundial das Famílias fosse ‘O Evangelho da Família, alegria para o mundo’. Deus quer que cada família seja um farol que irradia a alegria do seu amor pelo mundo”.

Nessas palavras acima descritas, tiradas do discurso do Papa Francisco em Dublin, no Croke Park Stadium, no sábado, dia 25 de agosto de 2018, percebemos a preocupação dele em que as famílias sejam para o mundo um exemplo de vida fraterna. Diríamos que, nas entrelinhas das palavras do Papa, está a pergunta “A família, como vai?”.

 

Músicas do Hora da Família 2019

 

Padre Jorge Alves Filho
Assessor Nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família e Secretário Executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar

 

Pastoral Familiar / Portal Kairós