Posts

Reflexão e sugestão para a Missa 6° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Para o dia: 14/02/2021

Missa 6° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Lv 13,1-2.44-46; SI 31; ICor 10,31-11,1; Mc 1,40-45

As leituras deste domingo nos colocam diante da grande novidade trazida por Jesus: todos nós temos o poder de purificar. Naquela época, não havia os conhecimentos que temos hoje a respeito da saúde, da higiene e da transmissão das doenças. Como nos diz a primeira leitura, todo doente se transformava em uma ameaça para as pessoas das casas e das aldeias. Eles não sabiam da existência de vírus nem de bactérias. Uma pessoa doente era um foco de contaminação. Assim, quem tinha qualquer doença devia ser afastado da convivência e passar um período de quarentena até ficar bom. Essas pessoas eram consideradas “impuras”. Todo impuro era excluído, marginalizado. Esse processo de exclusão era feito em nome da Lei de Deus. Dessa forma, a religião misturava doença com pecado, e castigo, com possessão do demónio e maldição. Assim, a pessoa, além de toda angústia causada pela doença, ainda era excluída pela religião como uma pecadora castigada por Deus. A doutrina oficial ensinava que, em nome da Lei de Deus, os impuros deviam ser afastados da comunidade porque os impuros contaminavam os puros.

Jesus trouxe um ensinamento novo. Ele dizia o contrário: os puros devem ir ao encontro dos impuros, tocá-los, conviver e comer com eles. Jesus ensinava que os puros é que purificam os impuros. Portanto, não há razão para marginalização e exclusão dos enfermos. Assim Jesus passou a conviver com os doentes, considerando-os livres e purificados. Esse poder de purificar causou muito impacto no povo, e a fé em Jesus levou muita gente a imitar sua atitude livre e libertadora. Agindo assim, ele estava enfrentando uma doutrina de mais de quatrocentos anos! Para um fariseu observante, aquilo que fazia era uma coisa muito perigosa. Ele estava tocando e falando com leprosos, comia publicamente com os doentes, deixava-se tocar pelos malditos e endemoninhados. Sentindo-se ameaçados em sua doutrina pelo comportamento e pela doutrina de Jesus, eles começaram a combater sua proposta. Por isso, quando o leproso se aproximou de Jesus com dúvidas a respeito do poder de curar, ele ficou “cheio de ira”. Por quê? Não se pode duvidar do poder de Deus dado a Jesus! Há necessidade de uma conversão. Purificado por sua fé em Jesus, o leproso tornou-se uma testemunha viva do poder de Deus, manifestado em Jesus. Ele pôde cantar como o salmista: feliz aquele que recebeu de Deus o perdão. Feliz o pecador que foi absolvido de suas faltas! A ação purificadora de Jesus trouxe uma nova vida para os fiéis.

Sugestões litúrgicas para a Missa do 6° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Dinamizar o sentido de acolhida da Comunidade com os necessitados.

– Entronização da Palavra: enfatizar que a Palavra de Deus se faz realidade em nossa vida à medida que somos capazes de mudar nossas atitudes. Colocar várias pessoas caídas ao longo do corredor central, simbolizando os pobres, ricos, doentes, todos marcados pelo sofrimento. Pedir para que outra pessoa entre com uma mochila, contendo a Bíblia, passe por aqueles que estão caídos, faça um gesto de compaixão e acolhimento. Após isso, pedir para que convide alguns fiéis, para juntos conduzirem os que estão caídos até o altar, para escutarem a Palavra de Deus. Ao chegarem, orientar que todos façam expressão de alegria, enquanto a Palavra de Deus é apresentada pela pessoa que está com a mochila.

– Preces da comunidade: pedir para que cada uma das pessoas resgatadas na dinâmica anterior apresente uma prece , enfatizando o sentido de integração na comunidade.

– Ofertório: momento das pastorais dedicadas aos doentes, encarcerados, pobres, trabalhos sociais etc. apresentarem seus trabalhos, por meio de cartazes com nome da pastoral, fotos de pessoas atendidas. A coleta, que poderá incluir doação de alimentos, roupas, calçados etc., será direcionada a essas pastorais.

– Antes da bênção final: propor à Comunidade um compromisso concreto: visitar as pessoas em situações de sofrimento pelas mais diversas causas.

Sugestões de repertório para a Missa do 6° Domingo do Tempo Comum 2021 –  Ano B (O Domingo)

Abertura: Toda a terra
Aclamação: Aleluia! Que o Pai
Oferendas: De mãos estendidas
Comunhão: Eu sei quem tu és

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração – 6° Domingo do Tempo Comum 2021

 

Áudios para a Missa do 6° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B CNBB:

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

Downloads