Posts

Reflexão e sugestão para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B

Para: 06/12/2020

2° Domingo do Advento 2020 – Ano B

Is 40,1-5.9-11; SI 84; 2Pd 3,8-14; Mc 1,1-8

2° Domingo do Advento 2020 - Ano B

Consolação divina e conversão humana

As leituras que nos orientam neste segundo domingo do advento nos chamam à conversão. A primeira leitura traz duas dimensões fundamentais a serem consideradas em nossa vida de fé.

A primeira é a conversão motivada pela consolação de Deus. O povo exilado na Babilónia, marcado pelo sofrimento – e já de certo modo adaptado à situação – já não tem esperança de um retorno para a pátria. Consolados por Deus, são convidados a empreender o caminho da conversão. É preciso preparar os caminhos do Senhor, metáfora para falar da necessidade de renovar o coração e mentalidade para ouvir e acolher a voz libertadora de Deus.

A segunda dimensão é a presença de Deus como salvador de seu povo. Mesmo no exílio, longe do templo e dos sacrifícios a ele oferecidos, o Senhor manifesta seu braço forte para conduzir o povo de volta à pátria, à dignidade filial.

A Segunda Carta de São Pedro nos convida a aprofundar essas dimensões fundamentais da fé em vista da vinda gloriosa do Senhor Jesus no fim dos tempos. Ele fortalece a fé dos fiéis mostrando a fidelidade de Deus, que não tarda em realizar suas promessas. Ao mesmo tempo, enfatiza a necessidade da conversão do coração para se viver uma vida serena e sem medo quando o Senhor chegar. Não se sabe o dia nem a hora. O certo é que todos precisamos estar sintonizados com o projeto salvador de Cristo em todos os momentos de nosso existir.

Profeta de tempos bons

Estamos cansados de ouvir os “profetas da desgraça”, para os quais tudo está perdido e não tem mais solução. Faz parte desse grupo também os que anunciam transformações imediatistas e instantâneas, acreditando que tudo pode ser mudado “de hoje para amanhã”.

O testemunho de João Batista, no início do evangelho de Marcos, convida-nos a preparar os caminhos do Senhor, anunciando a conversão. Somente no coração convertido é que os projetos bons e justos podem ser gestados e darem à luz a vida em plenitude para o povo sofrido. Não são leis externas, por mais coercitivas que sejam, que transformarão nosso mundo. A mudança que queremos ver na realidade da vida precisa começar dentro de nós. É em nosso coração que Deus habita. Somente preparando nossa vida, tirando dela tudo o que nos impede de ouvir essa voz divina, que ressoa dentro de nós, é que começaremos a ser profetas de tempos bons.

Celebrando o segundo domingo do advento, acolhemos o mês de dezembro. Com o coração agradecido, peçamos forças ao Senhor Deus da vida para concluirmos bem este ano. Que nosso presente a Ele seja nosso coração mais aberto à conversão para assim
acolhermos sua presença renovadora em nosso meio.

Sugestões litúrgicas para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B

– Ato penitencial: enfatizar a necessidade da conversão para o seguimento da fé, como condição para se acolher a “presença divina”, que renova o ser humano em sua dignidade.

– Acendimento da segunda vela do Advento: pedir para uma criança entrar com a vela acesa e, para outra, entrar com um cartaz com os dizeres: CONVERTEI-VOS: PREPARAI OS CAMINHOS DO SENHOR. (Colocar o cartaz junto com o[s] anteriores para ir formando o ternário do advento.)

– Oferendas: pedir para crianças participarem deste momento, indo até o altar com alguns símbolos da catequese que manifestem a alegria de aprenderem sobre a fé e a Igreja. Apresentar, também, o pão e o vinho para serem consagrados.

Sugestões de repertório para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B (O Domingo)

Abertura: Eis que te longe
Aclamação: Aleluia! Vem mostrar-nos
Oferendas: A nossa oferta
Comunhão: Ouço uma voz

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração – 2° Domingo do Advento 2020

 

Áudios para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B CNBB:

Cartazes para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B:

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

06 de dezembro – Missa do 2° Domingo do Advento 2020

2° Domingo do Advento 2020

Nesta celebração, somos chamados a nos preparar para a vinda de Jesus. A expectativa de seu nascimento renova nos corações o desejo de conversão e a esperança de um mundo novo, repleto de amor, fraternidade e paz. Pelo testemunho de João Batista, aprendamos a reconhecer Jesus como nosso Salvador e viver de acordo com o Espírito que dele recebemos.

Solidários, fraternos e generosos com nossos irmãos e irmãs, preparamo-nos para o Natal do Senhor

O MENSAGEIRO DE DEUS

Na abertura do seu Evangelho, Marcos proclama Jesus “Filho de Deus”. O objetivo central desse Evangelho é revelar quem é Jesus. Em três momentos encontramos em Marcos esta afirmação: “Jesus, Filho de Deus”. Esse é o alegre anúncio que o evangelista nos apresenta. A seguir, ele introduz a figura de João Batista, aquele que batiza e anuncia a chegada do Salvador. É o mensageiro que vai à frente e grita para preparar e endireitar os caminhos do Senhor.

João aparece no deserto pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados. Anuncia tempo favorável à mudança de vida e de espera daquele que é mais forte – e está para chegar. O Advento é, de fato, tempo de comemorar e celebrar aquele que veio e vem para propor nova ordem de sociedade, baseada no amor, na solidariedade e na justiça.

O Batista vai na contramão da proposta da sociedade dos nossos dias. Vivia de forma simples, despojada e austera, vestindo-se de pele de camelo e comendo “gafanhotos” (talvez um tipo de grão) e mel silvestre – alimentos dos pobres –, enquanto nossa sociedade estimula o consumismo exacerbado, principalmente neste tempo próximo do Natal.

Durante este ano, devido à pandemia, passamos por longo tempo de isolamento vigilante, uma espécie de deserto, como viveu João. Tempo que abalou as certezas e nos levou a rever programações e projeções. Houve os que tiveram a coragem de repensar a própria vida. Foi uma experiência de distanciamento entre as pessoas da mesma família e dos amigos, deixando saudade dos abraços carinhosos, que costumam expressar mais do que as palavras conseguem dizer. Presenciamos, também, muita solidariedade e entreajuda. Esperamos que essa solidariedade tenha aquecido os corações e perdure no futuro.

Nesse tempo de isolamento, houve os que proclamaram, a exemplo de João Batista, palavras positivas e edificantes – resistindo aos propagadores do confronto. A humanidade necessita de mensagens que ajudem a construir pontes em lugar de muros. Todo seguidor de Jesus é convidado a ser mensageiro da Boa-nova do Reino de Deus. O Advento é tempo favorável para despertar em nós essa vocação.

 

Pe. Nilo Luza, ssp.

Downloads

Folhetos do 2° Domingo do Advento 2020 – 06/12/2020 para imprimir

Cartazes para a Missa do 2° Domingo do Advento 2020 – Ano B