Posts

Reflexão e sugestão para a Solenidade da Epifania do Senhor 2021 – Ano B

Para: 03/01/2021

Epifania do Senhor 2021 – Ano B

Is 60, 1-6; SI 71; Ef 3, 2-6; Mt 2,1-12

Epifania do Senhor 2021

Os Reis Sagrados dão seus presentes ao filho de Cristo, afresco na Igreja Draby, Dinamarca, 2 de janeiro de 2018

A Epifania é a manifestação do Senhor ao mundo inteiro, de sua glória que brilhou no mundo todo. Sua solenidade nos faz experimentar, tão de perto, a misericórdia do Senhor, pois do céu nos veio o Salvador (Tt 3,4-7). Cristo é a luz, que resplandeceu dissipando toda a treva. Ele revelou-se a todo o povo de Israel, que, em nossos dias, é a humanidade inteira. Essa luz da revelação divina nos atinge. Cristo é a estrela, que brilha sem cessar e nos conduz à salvação. Antes, os magos puderam seguir a estrela e encontrá-lo. Hoje o próprio Cristo é a luz, a estrela, que nos conduz à redenção.

Não há estrela mais reluzente que a do Cristo. Não há luz mais forte, em toda a face da terra, do que a do próprio Jesus. Essa luz quer iluminar nosso coração, para que tenha os mesmos sentimentos dele, e também nossa inteligência, para que percebamos os sinais de sua presença e de seu amor nos fatos e acontecimentos de nossa história. Se há trevas em nosso coração e em nossa inteligência, Ele quer dissipá-las para que sejamos verdadeiramente livres.

Certamente, cada um de nós já pode experimentar essa luz. Já nos foi dado fazer, em algum momento, a experiência da presença amorosa de Cristo, que nos liberta e nos afasta das trevas, que tentam nos escravizar. Porém só é possível isso se tivermos abertura de coração, se abraçarmos verdadeiramente a fé. O próprio Senhor nos guia no encontro com Ele. Quando somos tocados pelo forte desejo de viver, de servir, de nos oferecermos inteiramente a Deus, estamos vivendo a Epifania em nossa vida.

Certamente, essa experiência nos faz reconhecer Jesus, no presépio, e o quanto a verdade eterna penetrou nossa humanidade. Somos chamados a ser luz no mundo, e nossa vocação de cristãos é ajudar aqueles que ainda estão caminhando devagar a chegarem, mais apressadamente, ao presépio ou à gruta de Belém. O que espera Cristo de nós? Que sejamos também uma luz no meio do mundo.
Devemos, sim, estar satisfeitos com o convite divino de sermos luz no mundo, sentindo nossa responsabilidade de cooperar, ativa e efetivamente, no plano de Deus para a humanidade; desejo de Deus, tão bom e tão promissor, para todos os homens.

Sugestões litúrgicas para Solenidade da Epifania do Senhor 2021 – Ano B

– Ato penitencial: entronizar a Mirra, com frases sobre violência, sede de poder, fome, miséria, simbolizando os sofrimentos da humanidade, que foram assumidos pelo amor infinito do Menino Deus.
– Após o hino de louvor e antes da oração coleta: introduzir as principais intenções (não preces) pelas pastorais e pelos movimentos, pelo pároco e pelos vigários da comunidade.
– Antes da comunhão: entrar com algo que simbolize o Ouro, enfatizando a Realeza de Jesus, que se manifesta em seu amor por nós. Convidar algumas pessoas para entrarem segurando cartazes com as seguintes frases: Senhor, tu és nossa vida; Teu reino é de Amor; Tu és nossa Riqueza.
– Antes da bênção final: entrar uma pessoa segurando o Globo Terrestre (integrar as cores dos cinco continentes), como envio missionário da Comunidade para manifestar Cristo ao Mundo!

Sugestões de repertório para a Solenidade da Epifania do Senhor 2021 – Ano B (O Domingo)

Abertura: Eis que veio
Aclamação: Aleluia! Pois nós vimos
Oferendas: Nas terras
Comunhão: Vimos sua estrela

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração – Epifania do Senhor 2021

 

Áudios para Solenidade da Epifania do Senhor 2021 – Ano B CNBB:

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

6 de janeiro: Epifania do Senhor

SOLENIDADE DA EPIFANIA

“Jesus é a manifestação de Deus ao mundo”

COMPROMISSO DE VIDA:
Vou me esforçar para demonstrar às pessoas com quem convivo o amor que tenho por elas.

O ano civil se inicia justamente na fase final do tempo do Natal, quando celebramos a Epifania e o Batismo do Senhor. Jesus manifesta-se ao mundo na visita dos sábios do Oriente, e, quando cumpre o rito do batismo no rio Jordão pelas mãos de João Batista, revela-se o Deus Trindade.

Que essas “epifanias” marquem nosso início de ano, para que o encontro com o Senhor transforme nossa vida, fazendo-a mudar de rumo. Temos certeza de que sempre haverá “uma luz em nosso caminho” para nos conduzir Àquele que é a Luz do mundo e que veio para iluminar a todos.

Somos chamados a refletir o rosto de Deus para os irmãos e irmãs. Assim como os sábios do Oriente voltaram para a sua terra iluminados pela verdadeira luz que é Cristo, também devemos resplandecer para os irmãos um brilho que não tem sua origem em nós, mas é obra do Senhor. E isso se manifesta por meio do nosso próprio testemunho cotidiano.

“Deus é vizinho, o seu Reino está próximo (cf. Mc 1,15): o Senhor não quer ser temido como um soberano poderoso e distante, não quer permanecer num trono celeste ou nos livros da história, mas gosta de mergulhar nas nossas vicissitudes de cada dia, para caminhar conosco” (papa Francisco, homilia na santa missa pelos 1.050 anos de batismo da Polônia).

Muitas vezes, somos estranhos para aqueles que moram perto de nós ou até dentro de nossa casa! Assim como Deus se fez vizinho a nós, aprendamos a ver no outro o nosso próximo. Conforta-nos saber que do pequeno e do anônimo Deus se serve com predileção. Em cada pequeno gesto fraterno, há uma epifania do amor de Deus.

Neste ano civil que se inicia, que possamos ser espelhos da luz divina de que o mundo de hoje tanto necessita, para que ela penetre as trevas do nosso tempo e nos aponte a esperança no futuro.

Estamos unidos aos jovens que se reúnem no Panamá, entre os dias 22 e 27 deste mês, para a Jornada Mundial da Juventude. Após termos celebrado, em outubro passado, o Sínodo dos Bispos sobre a juventude, agora o tema da “vocação e discernimento” se aprofunda com a resposta de Maria: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra” (Lc 1,38). Que a luz do Senhor permeie, de modo muito especial, a nossa juventude neste novo ano e nos aponte a esperança para o futuro.

 

 Orani João Tempesta, O. Cist.
Cardeal Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro

Downloads

Cartaz Epifania do Senhor

Folhetos da Solenidade da Epifania do Senhor – 03/01/2021 para imprimir

Baixe os folhetos abaixo.
Não deixe de adicionar o Portal Kairós nos seu favoritos!

Confira também:

Reflexão e sugestão para a Solenidade da Epifania do Senhor 2021 – Ano B