A liturgia do mês de outubro de 2021

Liturgia do mês de outubro de 2021

Após o mês da Bíblia, a Igreja nos convida a viver o mês missionário, o que nos faz recordar a relação entre a Palavra de Deus e a missão. Quem acolhe a Palavra de Deus é chamado a compartilhar a graça recebida com todos por meio do anúncio e do testemunho, na vida cotidiana, como verdadeiro missionário. Somos chamados a partilhar com os irmãos e irmãs o dom da Palavra que ouvimos e acolhemos. Durante este mês, no terceiro domingo, acontece o Dia Mundial das Missões, ocasião especial para expressar comunhão, partilha e solidariedade com os missionários e missionárias, especialmente com aqueles que atuam além-fronteiras, em meio a tantos desafios e situações de sofrimento.

Intenção da liturgia do mês de outubro de 2021: pela evangelização: Para que cada batizado seja envolvido na evangelização e disponível para a missão, através de um testemunho de vida que tenha o sabor do Evangelho.

Rezemos pelos missionários presentes no mundo inteiro. Agradeçamos a Deus pelos irmãos e irmãs que têm colaborado generosamente no anúncio e no testemunho do Evangelho, a começar da Igreja local. Cada membro da Igreja é chamado a participar de sua ação evangelizadora segundo a própria vocação, atuando nas comunidades e na sociedade. O papa Francisco tem ressaltado a importância da “Igreja em saída”, que vai ao encontro de todos, especialmente dos pobres e dos que mais sofrem, para compartilhar a esperança e a alegria do Evangelho. Para que a Igreja seja cada vez mais missionária, é necessária a participação de cada cristão e de cada comunidade na missão.

Para compartilhar a alegria do Evangelho e fazer discípulos, somos chamados a caminhar juntos, revalorizando a dimensão comunitária da missão, a ser assumida como Igreja, na Igreja e com a Igreja. Embora exija a participação e a responsabilidade pessoal, a missão é sempre tarefa eclesial, de cunho comunitário. “Ide”, disse Jesus, ao enviar os discípulos para evangelizar (Mt 28,19-20). O “ide” que caracteriza o mandato missionário implica caminhar juntos no discipulado e na missão, participando ativamente da vida da Igreja.

Com Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, aprendemos a ser verdadeiros missionários. No mês de outubro, rezando e meditando o santo rosário, voltamos nosso coração para a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, celebrando alegremente sua festa e renovando nosso compromisso de seguir Jesus como seus discípulos e missionários.

Dia / Comemorações da liturgia do mês de outubro de 2021

01° – Santa Teresinha do Menino Jesus / 1ª sexta-feira
02 – Santos Anjos da Guarda

03 – 27° domingo do Tempo Comum

04 – São Francisco de Assis / Dia da Natureza
05 – São Benedito / Santa Faustina Kowalska
06 – São Bruno
07 – Nossa Senhora do Rosário
08 – São João Calábria / Dia Nacional da Vida 2021
09 – Santos Dionísio e comps.; João Leonardi

10 – 28° domingo do Tempo Comum

11 – São João 23
12 – Nossa Senhora Aparecida / Dia da Criança 2021
14 – São Calisto 1°
15 – Santa Teresa de Jesus / Dia do professor
16 – Santas Edviges; Margarida Alacoque / São Geraldo Majella

17 – 29° domingo do Tempo Comum

18 – São Lucas / Dia do médico 2021
19 – Bem-aventurado Timóteo Giaccardo; Santos João de Brébeuf, Isaac Jogues e comps.; Paulo da Cruz
22 – São João Paulo 2°
23 – São João de Capistrano

24 – 30° domingo do Tempo Comum / Dia das missões

25 – Santo Antônio de Santana Galvão
28 – Santos Simão e Judas Tadeu

31 – 31° domingo do Tempo Comum
Dia Nacional da Juventude 2021

 

D. Sérgio da Rocha – Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil / Portal Kairós

A liturgia do mês de setembro de 2021

Liturgia do mês de setembro de 2021

OUVINTES E PRATICANTES DA PALAVRA

Que tempo dedicamos à leitura e à meditação da Bíblia? Qual lugar ocupa a Palavra de Deus em nossa vida? Neste mês especialmente dedicado à Bíblia, somos convidados a refletir sobre como temos escutado e praticado a Palavra de Deus. Não podemos caminhar sem a luz da Palavra, que ilumina e orienta nossos passos.

Temos um tempo mais intenso de exercício espiritual bíblico para continuar a dar a devida atenção à Palavra de Deus durante o ano todo. Nas missas, procuremos escutar com maior atenção a Palavra para poder vivê-la. No dia a dia, procuremos dedicar maior tempo à leitura orante da Bíblia. Somos convidados a lê-la todos os dias, de modo especial as leituras propostas pela Igreja para cada dia do ano litúrgico.

A LITURGIA DIÁRIA dos Padres Paulinos, publicada há 30 anos, tem sido um instrumento valioso para o conhecimento, a meditação e a vivência da Palavra de Deus. Nas missas dos domingos do Tempo Comum deste ano litúrgico, a Igreja tem proclamado o Evangelho segundo Marcos. A celebração eucarística deve prolongar-se na vida. Por isso, procuremos ler o Evangelho segundo Marcos com atenção e fé, para conhecermos a Jesus e segui-lo como verdadeiros discípulos.

Intenção da liturgia do mês de setembro de 2021: para que todos façamos escolhas corajosas através de um estilo de vida sóbrio e ecossustentável, alegrando-nos pelos jovens que se empenham resolutamente por isso.

Além das iniciativas pessoais, é importante valorizar as iniciativas comunitárias, aproveitando as ocasiões que a Igreja local oferece para o estudo e a reflexão sobre a Bíblia, neste mês e ao longo do ano. O apelo à vivência da Palavra dirige-se a toda a comunidade, chamada a ser uma “comunidade eclesial missionária”, a “casa da Palavra”, conforme tem enfatizado a Igreja no Brasil na sua ação evangelizadora. A comunidade é também o terreno onde deve brotar e frutificar a Palavra, por meio do testemunho e de ações comunitárias.

O mês da Bíblia representa uma oportunidade especial para crescermos como ouvintes e praticantes da Palavra. A carta de São Tiago ressalta a importância da vivência da Palavra que ouvimos e meditamos, advertindo-nos: “Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tg 1,22). Procuremos renovar o compromisso de ler, meditar e acolher a Palavra de Deus em nossa vida cotidiana, numa atitude de escuta atenta e de cumprimento fiel, pois ela é “Palavra da salvação”.

Apresentando a Quaresma de São Miguel Arcanjo 2021

Dia / Comemorações da liturgia do mês de setembro de 2021

03 – São Gregório Magno / Dia de oração pelo cuidado da criação / 1ª sexta-feira

05 – 23° domingo do Tempo Comum

07 – Dia da Pátria / Grito dos Excluídos 2021
08 – Natividade de Nossa Senhora
09 – São Pedro Claver

12 – 24° domingo do Tempo Comum

13 – São João Crisóstomo
14 – Exaltação da Santa Cruz
15 – Nossa Senhora das Dores
16 – Santos Cornélio e Cipriano
17 – São Roberto Belarmino / Santa Hildegarda de Bingen

19 – 25° domingo do Tempo Comum

20 – Santos André Kim Taegon, Paulo Chong Hasang e comps.
21 – São Mateus
23 – São Pio de Pietrelcina

26 – 26° domingo do Tempo Comum / Dia da Bíblia 2021

27 –  São Vicente de Paulo
28 – Santos Venceslau; Lourenço Ruiz ecomps.
29 – Santos arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael 2021
30 – São Jerônimo

 

D. Sérgio da Rocha – Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil / Portal Kairós

A liturgia do mês de agosto de 2021

Mês Vocacional

Liturgia do mês de agosto de 2021

O mês vocacional é um tempo especial de oração, reflexão e ação sobre as vocações. A Igreja no Brasil nos convida a rezar pelas vocações, refletir sobre elas e examinar como temos vivido a nossa própria. As diversas vocações são muito importantes na Igreja. A cada semana nos lembramos de uma vocação específica, procurando conhecê-la melhor, refletir sobre seu sentido e valorizá-la, rezando pelos que são chamados e expressando-lhes gratidão e apoio.

Intenção da liturgia do mês de agosto de 2021: pela Igreja, para que receba do Espírito Santo a graça e a força de se reformar à luz do Evangelho.

No primeiro domingo do mês vocacional, rendendo graças a Deus, recordamo-nos da vocação para o ministério ordenado: diáconos, padres e bispos. Somos convidados a rezar pelas vocações sacerdotais e refletir sobre sua importância na Igreja.
Agradeçamos a dedicação pastoral de nossos ministros ordenados, rezando para que sejam fiéis e contem com a oração e o apoio da comunidade.

No segundo domingo, iniciando a Semana Nacional da Família, refletimos sobre a vocação para o matrimônio e para a vida em família, com atenção especial aos pais. Procure valorizar a família, a começar da sua. Como vai sua família e o que você tem feito por ela?

No terceiro domingo, ocasião em que celebramos, no Brasil, a solenidade da Assunção de Nossa Senhora, recordamos a vocação para a vida consagrada, louvando a Deus pelos religiosos(as) e por todos os consagrados(as), especialmente pelo seu belo testemunho de serviço e amor aos pobres, aos enfermos e a tantos sofredores.

No quarto domingo, somos convidados a expressar nosso louvor a Deus pela vocação dos cristãos leigos e leigas, com os diversos ministérios e serviços que exercem na Igreja e com o testemunho cristão nos diversos ambientes da sociedade, sendo “sal da terra” e “luz do mundo”. No último domingo de agosto, celebramos o Dia do Catequista, demonstrando profunda gratidão e procurando dar maior apoio aos irmãos e irmãs catequistas, que se dedicam tão generosamente a transmitir a fé em Cristo.

Lembre-se de que você também é chamado(a). As vocações específicas são diferentes expressões da mesma vocação cristã; têm sua fonte no batismo, com a vocação comum para seguir a Cristo e viver na santidade. Procure rezar e refletir sobre como tem vivido sua vocação na família, na comunidade e na sociedade, para responder, com maior fidelidade e generosidade, ao chamado que Deus lhe faz.

Dia / Comemorações da liturgia do mês de agosto de 2021

01° –  18° domingo do Tempo Comum / Dia do padre

02 – Santos Eusébiode Vercelli; Pedro Juliano Eymard
04 – São João Maria Vianney
05 – Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior
06 – Transfiguração do Senhor
07 – Santos Sisto 2° e companheiros; Caetano

08 – 19° domingo do Tempo Comum / Dia dos Pais

09 – Santa Teresa Benedita da Cruz
10 – São Lourenço / dia do diácono
11 – Santa Clara
12 – Santa Joana Francisca de Chantal
13 – Santos Ponciano e Hipólito; Dulce dos Pobres
14 – São Maximiliano Maria Kolbe

15 – Assunção de Nossa Senhora / Dia dos religiosos

16 – Santo Estêvão da Hungria
19 – São João Eudes
20 – São Bernardo
21 – São Pio 10°

22 – 21° domingo do Tempo Comum

23 – Santa Rosa de Lima
24 – São Bartolomeu
25 – Santos Luís de França; José de Calazans
27 – Santa Mônica
28 – Santo Agostinho

29 – 22° domingo do Tempo Comum / Dia do catequista

30 – Beato Eustáquio von Lieshout
31 – São Raimundo Nonato

 

D. Sérgio da Rocha – Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil / Portal Kairós

A liturgia do mês de julho de 2021 (Maria e Marta)

Liturgia do mês de julho de 202100

REZAR E SERVIR

Chegando ao meio do ano, é oportuno refletir sobre como vai nossa vida de oração e de serviço aos irmãos, para percorrer melhor o caminho que temos a seguir. A questão sobre a importância da oração e da ação na vida cristã tem sido muito discutida. É um equívoco afirmar uma negando ou desvalorizando a outra, pois são duas dimensões que se completam e não podem faltar.

O Evangelho segundo Lucas narra a visita que Jesus fez à casa de Marta e Maria (Lc 10,38-42). Ambas o acolheram, embora o tenham feito de diferentes modos. Marta recebeu Jesus ocupando-se dos afazeres da casa. Sendo ela quem o havia hospedado, pode-se deduzir que agia assim para acolher bem. Jesus não advertiu Marta por estar trabalhando, e sim por “andar preocupada e agitada por muitas coisas”. Atualmente, há muitas pessoas agitadas por muitas coisas, que perdem a paz e a alegria de viver. Maria, irmã de Marta, recebeu Jesus de outro modo: “sentou-se aos pés do Senhor e escutava sua Palavra”. O que Maria fez era muito importante e é sempre muito necessário na vida cristã. Hoje, é preciso repetir seu gesto: colocar-se diante do Senhor para escutar sua Palavra e conversar com ele.

Intenção da liturgia do mês de julho de 2021: Para que, nas situações de conflitos sociais, econômicos e políticos, sejamos artífices corajosos e apaixonados do diálogo e da amizade.

Marta e Maria representam duas dimensões fundamentais da vida cristã: o trabalho e a oração. Por meio do trabalho cotidiano, o cristão pode unir-se a Jesus e glorificá-lo. Necessitamos de gente disposta a atuar, com dedicação, nas comunidades, pastorais e movimentos eclesiais, bem como na sociedade. Necessitamos de Marta! Contudo, sem a oração e a escuta da Palavra, corremos o risco de andar preocupados e agitados por muitas coisas. É preciso imitar Maria para poder cumprir bem as tarefas cotidianas e superar os desafios com serenidade.

Procuremos refletir sobre como estamos rezando e atuando como discípulos de Cristo. É preciso refazer a experiência de Maria, colocando-nos aos pés do Senhor para escutá-lo. Da mesma forma, somos chamados a glorificar a Deus por meio do nosso
trabalho, amar e servir, como Marta. É preciso organizar melhor o dia a dia a fim de encontrar tempo para rezar, ouvir a Palavra e participar da Eucaristia, assim como servir, especialmente, os que mais sofrem, os pobres, os enfermos e os que não são amados
em nossa sociedade. Sejamos Marta e Maria!

Apresentando o Mês Vocacional de 2021

Dia / Comemorações da liturgia do mês de julho de 2021

02 –  1ª sexta-feira
03 –  São Tomé
04 –  São Pedro e São Paulo
05 –  Santo Antônio Maria Zaccaria
06 –  Santa Maria Goretti
08 –  Santos Agostinho Zhao Rong e comps.
09 –  Santa Paulina de Jesus

11 –  15° domingo do Tempo Comum

13 –  Santo Henrique
14 –  São Camilo de Lellis
15 –  São Boaventura
16 –  Nossa Senhora do Carmo
17 –  Bem-aventuradosInácio de Azevedo e comps.

18 –  16° domingo do Tempo Comum

20 –  Santo Apolinário / dia do amigo
21 –  São Lourenço de Bríndisi
22 –  Santa Maria Madalena
23 –  Santa Brígida
24 –  São Charbel Makhluf

25 –  17° domingo do Tempo Comum / Dia dos avós 2021

26 –  Santos Joaquim e Ana
29 –  Santos Marta, Maria e Lázaro
30 –  São Pedro Crisólogo
31 –  Santo Inácio de Loiola

 

D. Sérgio da Rocha – Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil / Portal Kairós

Especial São Sebastião 2021

Em 20 De Janeiro, Igreja Celebra Memória De São Sebastião, Mártir Da Fé.

O mês de Janeiro é marcado por datas significativas na vida devocional do povo de Deus, com as festas dos padroeiros. Estes santos correspondem a grandes modelos de vida, devoção, coragem e arrebatam multidões para vivenciarem uma experiência de fortalecimento da fé e do amor. No Brasil, neste tempo, é forte a devoção à figura singular do mártir São Sebastião 2021, celebrado nesta quarta-feira, 20 de Janeiro, invocado como protetor contra os maiores males que podem assolar a existência humana: a peste, a fome e a guerra.

São Sebastião 2021

São Sebastião baleado com flechas estátua de mártir, coluna da praga mariana de Santa Rosália, Mosteiro de Velehrad, Morávia, República Tcheca, dia ensolarado céu azul claro.

O cardeal Orani Tempesta, arcebispo da arquidiocese do Rio de Janeiro, Igreja cujo padroeiro é São Sebastião, fez memória deste santo na 13ª trezena dedicada ao mártir: “Sabemos que era um soldado do império Romano, mas com seu testemunho falava de Jesus Cristo aos perseguidos e condenados. Devido a sua dedicação e seu empenho em falar de Cristo aos cristãos, o Papa Fabiano lhe concedeu o título de subdiácono, tornando-se um dos ministros da Igreja”, disse.

Nascido em Narbonne, no século III, filho de uma família nobre, chegou a ser capitão da Guarda do Palácio Imperial em Roma. Recebeu o batismo e sempre zelou por ele em sua vida e também na dos seus irmãos. Era respeitado por todos e apreciado pelo imperador, que desconhecia sua qualidade de cristão. Cumpria a disciplina militar, mas não participava dos sacrifícios idolátricos.

Hino a São Sebastião:

Catequese: São Sebastião para colorir no dia 20 de Janeiro:

Folhetos da Solenidade de São Sebastião 2021 – 20/01/2021 para imprimir:

 

Na Área Especial

Novena de São Sebastião:

Ladainha de São Sebastião – Ao vivo (áudio):

História de São Sebastiao (e-book) Livro especial de formação:

Glorioso martírio em nome da fé

Como bom cristão, exercitava o apostolado entre seus companheiros, visitava e alentava os cristãos presos por causa de Cristo. Diz-se que um dia foi a um mártir que se sentia desencorajado diante das lágrimas de sua família. O santo o encorajou a ficar firme e dar a sua vida por Jesus Cristo. Desta forma, o homem pôde dar testemunho do glorioso martírio.

Leia mais