Reflexão e sugestão para a Quarta-feira de Cinzas 2020

Quarta-feira de Cinzas 2020

Jl 2,12-18; SI 50; 2Cor 5,20-6,2; Mt 6,1-6.16-18

Das atitudes aos gestos

A liturgia de hoje nos introduz no tempo da quaresma, convidando-nos à conversão profunda de vida. O profeta Joel ajuda-nos a compreender que esse tempo não pode ser vivido apenas ritualmente, com práticas exteriores. Ao costume da época de rasgar as vestes em sinal de penitência, o profeta conclama todos a “rasgarem o coração”. Com isso, a profecia não despreza as  práticas penitenciais, mas alerta que a sincera conversão começa no mais profundo de nosso ser.

Ao dar plenitude à Lei e aos Profetas, Jesus aponta a centralidade do amor de Deus em nosso projeto pessoal e comunitário de vida. Não é de exibicionismos que se vive a verdadeira fé, mas da comunhão profunda com Deus e com os irmãos. O encontro com o Pai misericordioso nos ensina que as obras de misericórdia não, são para nosso próprio engrandecimento, mas para crescermos no amor fraterno, que nos leva à reconciliação.

Atentos à Palavra de Jesus, façamos uma revisão de vida que nos permita rever nossas atitudes, pois são delas que brotam os gestos que concretizam a fé na vida cotidiana.

Eis o tempo favorável

As cinzas que hoje recebemos, recordam-nos a fragilidade de nossa natureza humana: “Tu és pó e ao pó retornarás”. O sentido profundo dessa frase é deixar claro que somos criaturas de Deus e alvos de sua misericórdia. Daí a frase “Convertei-vos e crede no evangelho”. Nossa fragilidade encontra a plenitude somente no amor redentor de Cristo, que nos faz criaturas novas.

Por isso São Paulo lança o apelo para que nos reconciliemos com Deus em Cristo, a fim de sermos sinais vivos da justiça misericordiosa de Deus. Se somos novas criaturas, é nele que somos renovados. Entendemos, então, que a quaresma não é um tempo de tristeza, mas de profunda interiorização para reencontrarmos a verdadeira felicidade de já termos sido todos salvos em Cristo.

O caminho quaresmal será norteado por três ações. A primeira é a oração, sem a qual não seremos capazes de reconhecera presença de Deus em nosso coração e na vida da comunidade. A segunda ação se refere ao jejum sincero de tudo que impede a vivência profunda do evangelho. Por fim, a caridade (esmola), prática que me leva a abrir o coração e as mãos diante da necessidade do outro para ajudá-lo a ter mais vida e dignidade.

Façamos desse tempo quaresmal um momento fecundo em nossa história pessoal e comunitária. Purifiquemos nosso coração por meio da escuta de Jesus, o Filho amado do Pai. Ele é a Palavra viva que transforma e faz novas todas as coisas.

Sugestões Litúrgicas

– Fazer uma pequena reflexão sobre o sentido das Cinzas, sem se preocupar com a Campanha da Fraternidade.
Ornamentação: o altar pode estar desnudo, sendo preparado imediatamente antes da procissão de entrada.
– Com as toalhas roxas do altar, ambão e credencia, uma faixa, com a palavra ORAÇÃO.
– Com as velas, o missal e o lecionário, também uma faixa com a palavra JEJUM.
– À frente da procissão de entrada, do lado da Cruz Processional, uma faixa com a palavra CARIDADE.
Liturgia da Palavra: após o evangelho e a homilia, pode-se fazer a entrada das cinzas, precedidas de uma pira de incenso e duas velas, dando o sentido místico e penitenciai do momento.
Oferendas: juntamente com o pão e o vinho, entrar a Palavra de Deus, verdadeiro alimento que sustenta a comunidade em seu caminho penitenciai.
– Antes da oração pós-comunhão: pode-se rezar uma oração de adoração a Jesus Sacramentado, que ajude os fiéis a reconhecerem a misericórdia divina presente na comunidade. Essa oração pode ser entregue a cada um dos fiéis na saída da celebração.

Sugestões de repertório

Abertura: Senhor, eis aqui
Aclamação: Louvor e glória
Procissão de cinzas: Pecador, agora é tempo
Oferendas: O vosso coração
Comunhão: Reconciliai-vos

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração  – Quarta-feira de Cinzas – Ano A

Celebração Dominical da Palavra – Cantos para a Celebração Dominical da Palavra – Quarta-feira de Cinzas – Ano A

 

Áudios para a Quarta-feira de Cinzas (Salmo e refrão orante):

Refrão meditativo da CF 2020:

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós