Posts

Lançado o vídeo da CF 2020 para as comunidades

Quem vos recebe, a mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou. Quem receber um profeta por ele ser profeta, terá uma recompensa de profeta. Quem receber um justo por ele ser justo, terá uma recompensa de justo. E quem der, ainda que seja apenas um copo de água fresca, a um desses pequenos, por ser meu discípulo, em verdade vos digo: não ficará sem receber sua recompensa.
(Evangelho de Mateus 10,40-42)

“Muitas pessoas me censuram dizendo que faço demais, que vicio os pobres. Quem de nós que se encontrasse na mesma situação não gostaria de receber também tudo isso: o carinho, o amor de Deus, o pão para matar a fome e a roupa para cobrir a nudez?
Pouco me incomoda o que digam de mim, o importante é que vejo Deus no meu irmão pobre, e por ele daria até a própria vida.
Outras pessoas dizem que estou errada, protegendo e defendo os pobres… Coitados dos irmãos pobres! Só quem convive diariamente com eles pode compreender o quanto sofrem, o quanto são carentes da Palavra de Deus, de uma mão amiga.”

Santa Dulce dos pobres

Vídeo da CF 2020

Foi divulgado o Vídeo da CF 2020 (Campanha da Fraternidade 2020), cujo tema é “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). A produção apresenta experiências de cuidado com a vida em suas várias dimensões encontradas Brasil afora e poderá ser utilizado para auxiliar as reflexões sobre a temática proposta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a Quaresma de 2020.

Segundo a editora que prepara os materiais impressos da Campanha da Fraternidade, o vídeo oferece um panorama completo, com todo o referencial necessário “para viver, difundir e praticar os preceitos desta edição da CF”. E, neste ano, não será colocado um DVD à venda, mas oferecido diretamente às comunidades.

“Além de uma abordagem fundamentada para cada um dos pilares: ‘Viu, Sentiu e Cuidou’, o vídeo auxiliará nossas comunidades na divulgação e aprofundamento do tema e do lema da Campanha, bem como na assimilação da relevância do assunto para a nossa sociedade”, lê-se na descrição do vídeo no Youtube. Os pilares citados nesta explicação referem-se à parábola do Bom Samaritano, que inspira e ensina o compromisso de cuidar do dom da vida.

O secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista, ressalta as diversas ações de cuidado em favor da vida promovidas pela Igreja em várias partes do Brasil e também “as diversas situações onde a vida tem sido descuidada e necessita de uma intervenção evangélica fruto de um coração convertido pela Palavra de Deus”.

O vídeo intercala experiências de cuidado com a vida com frases de Santa Dulce dos Pobres, segundo padre Patriky, “a grande inspiradora, boa samaritana para os dias atuais”, exemplo de que “Vida doada é vida santificada”.

“Conheça o vídeo (abaixo), divulgue na sua paróquia, nas suas comunidades a fim de estabelecermos uma grande corrente do bem, que Deus abençoe e vos faça muito felizes!”, desejou padre Patrky.

Vídeo da CF 2020

Materiais e subsídios para a Campanha da Fraternidade 2020
Materiais de formação sobre a Santa Dulce

 

CNBB / Portal kairós

Reze a oração da Campanha da Fraternidade 2020

Quaresma é tempo favorável para sairmos de nossa alienação existencial causada pelo pecado. Tempo de abertura ao mistério da dor e da morte, da cruz, do Crucificado, Vencedor da morte. Nele somos conduzidos à graça da vida plena, que é o encontro com Deus e a aceitação de sua vontade salvífica.

Por essa razão, o Evangelho abre nossos olhos para vermos a grandeza e a profundidade do viver em Cristo. Graças à escuta da Palavra de Deus, percorremos um itinerário que nos deixa intuir a preciosidade da existência cristã e vivermos na liberdade e na verdade de sermos filhas e filhos de Deus. A escuta também é profecia: escutar a voz de Deus em sua Palavra e ouvir a palavra daqueles que já não conseguem dizer nada!

A oração é como o ar para a nossa alma. Sem ar não podemos viver. Sem a oração ficamos fracos espiritualmente.

Materiais e subsídios para a Campanha da Fraternidade 2020
Materiais de formação sobre a Santa Dulce

Oração da Campanha da Fraternidade 2020

Deus, nosso Pai, fonte da vida e princípio do bem viver,
criastes o ser humano e lhe confiastes o mundo
como um jardim a ser cultivado com amor.

Dai-nos um coração acolhedor para assumir
a vida como dom e compromisso.

Abri nossos olhos para ver
as necessidades dos nossos irmãos e irmãs,
sobretudo dos mais pobres e marginalizados.

Ensinai-nos a sentir a verdadeira compaixão
expressa no cuidado fraterno,
próprio de quem reconhece no próximo
o rosto do vosso Filho.

Inspirai-nos palavras e ações para sermos
construtores de uma nova sociedade,
reconciliada no amor.

Dai-nos a graça de vivermos
em comunidades eclesiais missionárias
que, compadecidas,
vejam, se aproximem e cuidem
daqueles que sofrem,
a exemplo de Maria, a Senhora da Conceição Aparecida,
e de Santa Dulce dos Pobres, Anjo Bom do Brasil.

Por Jesus, o Filho amado,
no Espírito, Senhor que dá a vida.
Amém!

Mais sobre a CF-2020

“Se Deus viesse à nossa porta, como seria recebido? Aquele que bate à nossa porta, em busca de conforto para a sua dor, para o seu sofrimento, é um outro Cristo que nos procura’. (Santa Dulce dos Pobres)

 

Portal Kairós

Encontro reuniu lideranças da Campanha da Fraternidade 2020

Encontro reuniu lideranças da Campanha da Fraternidade 2020

Encontro de formação reuniu lideranças da Campanha da Fraternidade para estudar e preparar ações em todas as dioceses do estado

“Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). De 8 a 10 de novembro, em Itaici, Indaiatuba (SP), ocorreu o Encontro Estadual da Campanha da Fraternidade 2020, que terá como tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34).

Agentes das sete sub-regiões trabalharam os desafios para sair da “globalização da indiferença” para a “revolução do cuidado”, com os trabalhos consagrados desde o início à Mãe Aparecida. A figura da primeira santa brasileira com dois milagres reconhecidos, Santa Dulce dos Pobres, esteve também presente em toda a reflexão, assim como ocorre nos textos inspiradores propostos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O Anjo Bom deve ser na próxima campanha patrona e inspiradora de ações individuais e comunitárias.

Em um primeiro momento no Auditório Padre Vieira, apresentou-se a temática bíblica do samaritano, que leva todos a se indagar sobre quem está à margem da sociedade hoje e é um próximo em potencial (desde pessoas que sofrem por diversos transtornos até desempregados) e os que precisam ser defendidos acima de tudo (os nascituros, por exemplo). Com a presença do bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo e referencial, Dom Eduardo Vieira dos Santos, o assessor estadual Padre Antônio Carlos Frizzo falou sobre as éticas que movem os personagens da parábola (o ladrão, as pessoas que mudam de rota para não ajudar o homem caído e o samaritano, paradigma do Cristo).

No sábado, o encontro teve como principal assessor o Padre Danilo Vitor Pena, do clero da Arquidiocese de Curitiba (PR), que destacou a necessidade do cuidado com o próximo como pista pastoral de trabalho. “O olhar da fé, ao mesmo tempo em que identifica sombras, deve identificar luzes”, destacou, apresentando o texto-base. Também se promoveu a necessidade de um trabalho pastoral com vivência de fé, maduro, que se torne presença, que leve a experiências de proximidade.

“Não podemos levar apenas uma sopa noturna para quem vive nas ruas e, no dia seguinte, fazer como quem não conhece seu rosto”, provocou o Padre Danilo. “Nós queremos agir localmente para influenciar globalmente”, completou, ressaltando a necessidade de unir uma iniciativa individual, eclesial e comunitária com uma iniciativa de busca de solução por meio de políticas públicas (ligando com a temática da CF 2019).

No próximo ano, caberá à Igreja responder às angústias e questionamentos centrais dos dias atuais: o que é a pessoa humana? Qual o sentido e a finalidade da vida, especialmente da vida humana? De onde provêm os inúmeros sofrimentos? Como alcançar a almejada felicidade? Como promover a paz de modo definitivo? Para todos esses questionamentos, caberá aos agentes dar uma resposta única: Cristo. “Em Jesus, esclarece-se o enigma da vida humana. A solidariedade da Igreja com o ser humano leva-a a perguntar pelos valores absolutos que podem garantir a verdadeira e permanente felicidade”, lembrou o palestrante.

“É preciso traçar um caminho, reconhecendo os passos dados”, frisou o sacerdote, contando ainda o quanto a Igreja caminha na rota da defesa da vida, com suas diversas pastorais e nos trabalhos reincidentes sobre o tema na CF desde 1974, quando se perguntava “Onde está teu irmão?”, passando por 1994 (A família como vai?) e 1995 (Eras tu, Senhor?) No último dia do encontro, o Padre Frizzo retomou essa temática, conscientizando a todos sobre o valor agregado ano a ano pela Campanha da Fraternidade. Houve ainda um momento de síntese dos desafios apresentados pelos sub-regionais, já com o encaminhamento de possíveis soluções.

Como parte de uma análise prática do cuidado, o Padre Lício Araujo Vale, da diocese de São Miguel Paulista (SP), desenvolveu uma palestra rápida sobre como identificar casos de transtorno mental e suicídio, ressaltando que 40 pessoas se matam por dia no mundo. E propôs soluções paroquiais e propostas públicas para acolher possíveis vítimas e aliviar dores e sofrimentos.

Por fim, o secretário executivo, Antônio Evangelista, focou em mais algumas propostas que poderão tornar a CF uma rota de vida no próximo ano. “Começa em casa, no diálogo franco, sempre focando em esperança e soluções, não apenas em problemas. Precisamos desenvolver uma escuta qualificada”, ressaltou, na mesma linha desenvolvida no dia anterior pelo Padre Danilo. “O nosso horizonte é o Reino, o Evangelho é o caminho”, concluiu, falando sobre o grande desafio de buscar a experiência de Deus no contato com o próximo.

Por fim, os presentes foram unânimes em reconhecer a necessidade de ter o olhar de Jesus, “que na vida sempre se fez oferta de si, se fez atenção ao outro. Nunca nada para si, sempre tudo para o outro“, como frisou o Padre José Vanzella, de Caraguatatuba, na celebração dominical, inspirando todos as lideranças da Campanha da Fraternidade 2020 presentes.

Materiais e subsídios para a Campanha da Fraternidade 2020
Materiais de formação sobre a Santa Dulce

 

Regional Sul 1 / Portal Kairós

Conheça as músicas da Campanha da Fraternidade 2019

Músicas da campanha da fraternidade 2019

A Quaresma é um tempo favorável à nossa conversão, é um tempo propício para deixarmos o homem velho e revestir-nos do homem novo, identificando-nos com Cristo.
A Transfiguração de Jesus no Monte Tabor, que o Evangelho de hoje nos relata, lembra-nos que, através do esforço e da penitência quaresmal por seguir Cristo na sua Paixão, chegaremos também nós à alegria da sua Ressurreição gloriosa.

 

Conheça as músicas:

musical_notes

01 – Hino da Campanha da Fraternidade 2019
02 – É agora o tempo favorável (Abertura – Cinzas e Dias de Semana)
03 – Ah! Se o povo de Deus! (Abertura – 1º e 2º Domingos)
04 – No dia em que minha santidade! (Abertura – 3º Domingo)
05 – Alegra-te, Jerusalém! (Abertura – 4º Domingo)
06 – A mim, ó Deus, fazei justiça! (Abertura – 5º Domingo)
07 – No Senhor está a misericórdia! (Abertura – Cel Penitencial e Dias de semana)
08 – O senhor Deus é misericordioso! (Abertura – Dias de semana)
09 – Entrando o Senhor na cidade santa (Entrada na Igreja – Ramos)
10 – Senhor, que nos mandastes perdoar (Ato penitencial – Quaresma)
11 – Jesus Cristo, sois bendito! (Aclamação ao Evangelho)
12 – Criai em nós um coração! (Oferendas – Cinzas, 1º e 2º Domingo)
13 – Nossos dons apresentamos! (Oferendas – 3º, 4º e 5º Domingos)
14 – O homem não vive somente de Pão! (Comunhão – 1º Domingo)
15 – Da nuvem fez-se ouvir a voz! (Comunhão 2º Domingo)
16 – Aqui estamos, ó Senhor! (Comunhão 3º Domingo)
17 – Feliz o homem! (Comunhão 4º Domingo)
18 – Mulher, ninguém te condenou? (Comunhão 5º Domingo)
19 – Hino da Campanha da Fraternidade 2019 (Playback)

 

Baixe todas as músicas da Campanha da Fraternidade 2019 + extras + músicas litúrgicas

 

Músicas da Campanha da Fraternidade 2019 CNBB

Diocese de Uberlândia organiza apresentação da CF 2019

A Coordenação Diocesana de Pastoral da Diocese de Uberlândia promoverá no dia 17 de novembro, das 14h às 18h, no Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, uma formação para a Campanha da Fraternidade 2019. A CF refletirá o tema: “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1, 27).

A formação será assessorada pelo padre e professor Nelito Dornelas. As inscrições podem ser realizadas online, através de um  formulário ou presencialmente na Coordenação Diocesana de Pastoral, situada à Praça Nossa Senhora Aparecida, 134, Bairro Aparecida; e nas secretarias paroquiais.

Para que os interessados participem, não será necessário realizar qualquer investimento. O formulário online pode ser acessado clicando aqui. Mais informações na Coordenação: (34) 3222-9097. As inscrições são gratuitas. O santuário está situado à Praça Nossa Senhora Aparecida, 100, Bairro Aparecida, em Uberlândia.

CF 2019

Buscando estimular a participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade, a Campanha da Fraternidade 2019 terá início em todo o país no dia 06 de março de 2019. Com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela Justiça”, a CF busca conhecer como são formuladas e aplicadas as Políticas Públicas estabelecidas pelo Estado brasileiro.

Como forma de despertar a consciência e incentivar a participação de todo cidadão na construção de Políticas Públicas em âmbito nacional, estadual e municipal, a Comissão Nacional da CF preparou o texto-base, que contou com a participação e contribuição de vários especialistas e pesquisadores, bem como com a consulta a lideranças de movimentos e entidades sociais. Dividido no método ver, julgar e agir, o subsídio aponta uma série de iniciativas que ajudarão a colocar em prática as propostas incentivadas pela Campanha.

Como exemplo dessas ações, o texto-base além de contextualizar o que é o poder público, os tipos de poder e os condicionantes nas políticas públicas, fala sobre o papel dos atores sociais nas Políticas Públicas. A participação da sociedade no controle social das Políticas Públicas é outro tema de destaque no texto-base.

 

Diocese de Uberlândia / Portal Kairós