Campanha para a Evangelização de 2019 será sobre o cuidado

“Cuida dele”. A frase presente na parábola do Bom Samaritano, narrada no Evangelho de Lucas, é o lema que animará a Campanha para a Evangelização de 2019. A iniciativa que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propõe à Igreja no Brasil para o período do Advento já conta com um cartaz e está em fase final de preparação.

Campanha para a Evangelização de 2019 será sobre o cuidado

Para este ano, a CNBB convida à reflexão de como o Natal de Jesus inspira o compromisso do cuidado, por isso a inspiração samaritana. “No advento lembramos a segunda vinda do Senhor. Ele há de voltar e quer nos encontrar como bons samaritanos, cuidando do anúncio da Palavra, dos pobres e da comunidade”, explica o secretário-executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista.

A perspectiva do cuidado está presente já na marca da campanha, que remete à parábola do Bom Samaritano. O cartaz (abaixo) destaca as três dimensões indicadas a partir das novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019-2023). Anúncio da Palavra, os pobres e a comunidade estão estreitamente relacionados aos pilares que as diretrizes estabelecem como figura da comunidade eclesial missionária.

Campanha para a Evangelização de 2019 será sobre o cuidado

Cartaz oficial da Campanha para a Evangelização 2019

O objetivo da Campanha para a Evangelização é motivar os fiéis a participarem efetivamente da missão da Igreja por meio do testemunho de vida, de ações pastorais específicas e da garantia de recursos para a ação pastoral.

Uma das grandes motivações para a realização da iniciativa, segundo padre Patriky, “é a conscientização sobre a importância do compromisso evangelizador que deve ser assumido por cada cristão e o despertar para a corresponsabilidade pelo sustento das atividades pastorais da Igreja”.

Daí surge a proposta de gesto concreto da Campanha, que é a coleta promovida em todo o Brasil no terceiro domingo do Advento. Os recursos arrecadados são divididos entre as dioceses, os regionais e a CNBB para as iniciativas evangelizadoras, como as atividades de formação, a manutenção da CNBB nacional e também o financiamento de ações pastorais.

 

CNBB / Portal Kairós

Apresentando a Campanha para a Evangelização 2019

Tema: “Eu cuido do anúncio da Palavra, dos pobres e da comunidade” e o lema: “Cuida dele” (Lc 10,35). 

Com o objetivo de motivar os fiéis a participarem efetivamente da missão da Igreja por meio do testemunho de vida, de ações pastorais específicas e da garantia de recursos para a ação pastoral, a Campanha para a Evangelização completa 21 anos em 2019. Aprovada pela 35ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em 1997, ela foi realizada pela primeira vez no advento de 1998.

Apresentando a Campanha para a Evangelização 2019

Uma das grandes motivações para a sua realização é a conscientização sobre a importância do compromisso evangelizador que deve ser assumido por cada cristão e o despertar para a corresponsabilidade pelo sustento das atividades pastorais da Igreja Católica no Brasil. Assim, a Campanha para a Evangelização procura responder também a esta necessidade. Afinal de contas, apesar de sermos a maior nação católica do mundo, a evangelização no Brasil ainda depende de contribuições das Igrejas da América do Norte e da Europa.

Por que fazemos esta Campanha?

Para despertar, no tempo do Advento, a consciência de que o Menino Deus, sol nascente que nos veio visitar (Lc 1,78), e que permitiu-se ser cuidado na fragilidade de uma criança, também nos convida a cuidar uns dos outros. É preciso cuidar do anúncio da Palavra; cuidar dos pobres e cuidar da comunidade. A participação consciente de cada um, sinal de comunhão missionária, nos coloca em atitude de doação de tudo aquilo que somos e temos em favor da Igreja e da sua ação pastoral. É consequência do “Sentir com a Igreja”.

O grande gesto concreto da campanha é a realização de uma coleta que tem como objetivo angariar recursos para que a Igreja no Brasil tenha condições de continuar evangelizando, contribuindo para a superação de uma mentalidade individualista ao mesmo tempo em que promove a partilha de recursos voltada para o bem comum. Assim, a Campanha proporciona a vivência de uma fé madura, testemunhada em atitudes e ações coerentes de conversão pessoal permanente e de transformação social segundo as exigências evangélicas garantindo que a Igreja Católica no Brasil tenha recursos para realizar a missão evangelizadora como a promoção de diversas iniciativas de formação, além de contribuir com a manutenção da CNBB nacional e também o financiamento de diversas iniciativas pastorais promovidas nas dioceses e nos 18 regionais da CNBB.

Apresentando a Campanha para a Evangelização 2019

Cartaz oficial da Campanha para a Evangelização 2019

A coleta da Campanha para a Evangelização é distribuída da seguinte maneira: 45% dos recursos ficam na própria Diocese; 20% vão para o Regional da CNBB e 35% se destinam à CNBB nacional. Verdadeiramente esta coleta se apresenta como o amor que se organiza para servir ao anúncio do evangelho. Uma ajuda motivada pelo amor que vem de Deus. “É Ele quem cuida de nós.” (1Pd 5,7); É Ele quem nos convoca a cuidar uns dos outros. (Mt 25,40). Daí a importância de que a atividade caritativa da Igreja se mantenha e promova a dignidade das pessoas.

Neste ano somos convidados a refletir como o natal de Jesus inspira nosso compromisso como Igreja que cuida. O próprio Senhor nos adverte: “Em verdade, vos digo: todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes!” (Mt 25, 40). No advento lembramos a segunda vinda do Senhor. Ele há de voltar e quer nos encontrar como bons samaritanos, cuidando do anúncio da Palavra, dos pobres e da comunidade. Evangelizar: eis a nossa missão. Evangelizar é cuidar! Eis o nosso compromisso e empenho. Evangelizar com o coração solidário é contribuir com toda ação evangelizadora da Igreja do Brasil.

 

Padre Patriky Samuel Batista / Portal Kairós

Campanha para a Evangelização 2018 auxilia a Igreja no cumprimento da sua missão

Campanha para a Evangelização auxilia a Igreja no cumprimento da sua missão e torna mais vigoroso o seu testemunho

Inspirada no exemplo da Igreja da Alemanha, que realiza duas campanhas anuais, a Igreja no Brasil criou a Campanha para a Evangelização no tempo do advento, após ser aprovada pela 35ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em 1997. Na assembleia seguinte, a 36ª, a ideia saiu do papel e foi realizada pela primeira vez no advento de 1998.

Campanha para a Evangelização 2018 auxilia a Igreja no cumprimento da sua missão

Cartaz da Campanha para a Evangelização 2018

Despertar os discípulos e as discípulas missionários para o compromisso evangelizador e para a responsabilidade pela sustentação das atividades pastorais no Brasil está entre os principais enfoques da Campanha deste ano, que acontece em sintonia com a Exortação Apostólica do papa Francisco: Gaudete et Exsultate, sobre o chamado à santidade no mundo atual, com o lema “Evangelizar partindo de Cristo”.

Sua abertura será realizada na Festa do Cristo Rei e Dia dos Cristãos Leigos e Leigas, encerramento do Ano Litúrgico, no dia 25 de novembro. A conclusão acontece no terceiro domingo do Advento, dia 16 de dezembro, quando deve ser realizada, em todas as comunidades católicas, a Coleta para a Ação Evangelizadora no Brasil, que pretende apoiar as inúmeras iniciativas da Igreja no Brasil no serviço da evangelização, da dinamização das pastorais, na luta pela justiça social, nas experiências missionárias das Igrejas irmãs e na missão ad gentes.

“Desejamos uma boa Campanha para Evangelização com as bênçãos de Deus e a proteção de Maria, mãe e seguidora de Jesus de Nazaré”, afirma a Comissão Episcopal da Campanha para Evangelização.

Partilha

O gesto concreto de colaboração na Coleta da Campanha para a Evangelização será partilhado, solidariamente, entre as arquidioceses, dioceses e prelazias, que receberão 45% dos recursos; os 18 regionais da CNBB que terão 20% e o Secretariado-geral da CNBB que contará com 35% das contribuições.

“A Igreja no Brasil, mais uma vez, faz um forte apelo para que nossas comunidades locais se motivem na comunhão e na participação para que, por meio dessa partilha, muitas iniciativas de evangelização sejam fortalecidas”, afirma a Comissão Episcopal da Campanha para Evangelização.

Materiais

Os materiais da Campanha para a Evangelização estão disponíveis para download. Foi preparado o texto motivacional, a oração (folder) e o cartaz da CE.

Baixe os materiais para a Campanha de Evangelização 2018:

 

Oração da CE

Deus, nosso Pai, quereis a salvação de todos os povos da Terra.

Nós vos pedimos que susciteis em nós o compromisso com a Evangelização, para que todos conheçam a vida que de vós provém.

Nós vos pedimos que nossos projetos evangelizadores sirvam para nossa santificação e da sociedade inteira que, assim, será justa, fraterna e solidária.

Nós vos pedimos que, em nossas comunidades e em toda a Igreja no Brasil, cresça o sentimento de partilha e que, por meio da Coleta para a Evangelização e do testemunho de comunhão, todas as comunidades recebam a força do Evangelho.

Por nosso Senhor Jesus Cristo vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Amém.

 

CNBB / Portal Kairós

Sede Misericordiosos é lema da Campanha para Evangelização

Sede Misericordiosos é lema da Campanha para Evangelização

Em sintonia com o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que acontecerá de 8 de dezembro deste ano até 20 de novembro de 2016, o Campanha para a Evangelização (CE) 2015 traz como lema “Sede Misericordiosos”. A iniciativa, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), completou 17 anos a serviço das atividades pastorais da Igreja.

A Campanha iniciará na Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo e se estenderá até o terceiro domingo do Advento. É articulada pela Comissão Episcopal para a Campanha para a Evangelização da CNBB.

Este ano, a mobilização nacional promoverá iniciativas que visam refletir com a comunidade sobre a importância da acolhida e do perdão. “Queremos, pois, destacar que Evangelização e Misericórdia são duas faces de uma mesma ‘moeda’: evangelizar é anunciar a misericórdia divina; fazer experiência dessa misericórdia é entrar no coração do Evangelho”, explica o arcebispo de Salvador e vice-presidente da CNBB, dom Murilo Krieger.

O lema escolhido também volta-se para o tempo litúrgico do Advento, período de preparação para o Natal, e início do Jubileu da Misericórdia. “É preciso levar em conta que no dia 8 de dezembro, o papa Francisco abrirá o Ano da Misericórdia. No domingo seguinte, quando este mesmo Ano Jubilar estiver sendo aberto nas dioceses, estaremos no ponto alto da Campanha para a Evangelização” comenta o primaz do Brasil, dom Murilo.

Frutos da Campanha

Durante esses anos, inúmeros projetos foram atendidos com os recursos das coletas da Campanha para a Evangelização. Dom Murilo destaca que essas iniciativas sociais são frutos dos trabalhos das dioceses por todo o Brasil.

“As iniciativas mais importantes e significativas da Campanha para a Evangelização acontecem nas próprias dioceses. E isso é compreensível, já que é lá que os cristãos vivem e trabalham. A CNBB não vive para si mesma; tudo o que ela faz é em vista das dioceses, a quem procura servir”, pontua o arcebispo.

Coleta nacional

Criada em 1998 pela CNBB, a Campanha para a Evangelização mobiliza, anualmente, as comunidades a assumirem a responsabilidade de participar na sustentação das atividades pastorais da Igreja no Brasil. Dentre os vários serviços prestados pela CNBB, a CE constitui-se em uma atividade de evangelização às comunidades.

O ponto alto da Campanha será a coleta realizada nas missas e celebrações do domingo, 13 de dezembro. A distribuição dos recursos é feita da seguinte forma: 45% permanecem na própria diocese; 20% são encaminhados para os regionais da CNBB; e os demais 35%, para a CNBB Nacional. As doações, em caráter individual, também podem ser feitas pelo site: www.evangelija.com.

“A parte que vai para a CNBB Nacional é direcionada a projetos de evangelização que atingem todo o país e, também, para ajudar dioceses pobres, que precisam do apoio das demais para poderem desenvolver suas atividades evangelizadora”, pontua dom Murilo.

Evangeli.Já

A CE tem o slogan “Evangeli.Já”, que faz referência à palavra evangelizar e mostra a urgência da evangelização e da cooperação de todos.

“Em um mundo agitado, em que as pessoas ouvem mil propostas e são envolvidas por inúmeros desafios, a Igreja sente seu dever ser mais ágil no trabalho evangelizador. Portanto, não há na Igreja espaço para os acomodados e, menos ainda, para os indiferentes. Precisamos colocar nossa criatividade em ação, para descobrir novas maneiras de ter acesso ao coração de todos. Em outras palavras: é preciso Evangelizar Já!”, diz o arcebispo.

Vídeo da Campanha para a Evangelização 2015 – CE 2015