Posts

8 de outubro: o Dia do Nascituro (aquele que há de nascer)

Dia do Nascituro

O dia do nascituro, celebrado no dia 8 de outubro, encerra a Semana Nacional da Vida (1 a 7 de outubro).

Em 2020, a Semana Nacional da Vida, em sintonia com a Campanha da Fraternidade, escolheu por tema: Vida: Dom e compromisso. O objetivo é destacar o valor da vida humana, como dom de Deus, e à necessidade de promover o cuidado deste dom desde a concepção até o seu fim natural.

A Semana Nacional Vida foi instituída, em 2005, durante a 43ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O Dia do Nascituro é dedicado às crianças que são gestadas nos ventres de suas mães. A data celebra o direito à proteção da vida, à saúde, à alimentação, ao respeito e a um nascimento sadio. O objetivo é suscitar a consciência do sentido e valor da vida humana em todos os seus momentos.

No vídeo a seguir, Dom Bruno Elizeu Versari, bispo de Campo Mourão e referencial para a Pastoral Familiar no Paraná, concede a bênção aos nascituros, às gestantes e a todas as pessoas.

 

Hoje celebramos o Dia do Nascituro. Momento ainda mais propício de demostrar das mais diversas maneiras, o nosso amor pela vida em todas as suas instancias:

Este é “o grande momento de dizermos ‘obrigado, Senhor pela vida, por este grande milagre que acontece em cada ser humano que vem à existência'”, nos recorda o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers.
Nesta Semana Nacional da Vida, refletimos o tema Vida: dom e compromisso.
Encerremos este momento que somou ricas experiências de oração e testemunho em todo o país nos unindo em três preces: pelos bebês, pelas mães e pelo Brasil.

Recordamos e celebramos a vida que brota no ventre das mães e também os que protegem corajosamente os que ainda não nasceram.

 

Portal Kairós

É Hora da Vida: reflexão para nossas comunidades

Nosso “Hora da Vida” desse ano de 2019 traz a temática da defesa da vida. “Em família, defendemos a vida!”. Somos convidados a refletir sobre o lugar que a vida ocupa em nossas ações e relacionamentos. Esse tema está em sintonia com nosso Simpósio, no qual também refletimos sobre a família que defende a vida como a um grande dom recebido de Deus.

Sim, é “hora da vida“, é hora de estarmos atentos para mostrar ao mundo que valorizamos a vida desde sua concepção a seu declínio natural, porém não basta simplesmente defendermos, devemos nos tornar mensageiros da vida, proclamar como é belo cultivar a vida, como é importante contemplar Deus que nos fala a cada nascimento e a cada vez que a vida é valorizada, seja em qual estado for.

É hora de apresentarmos a necessidade de políticas públicas que defendam a vida, porque ela é dom precioso para todos, porque se quisermos uma sociedade mais desenvolvida, não basta simplesmente contar com os avanços da tecnologia, é necessário que ela seja mais humanizada e que encontre o próprio sentido a partir do sentido que dá à vida.

É no ambiente familiar que cada pessoa deveria aprendera valorizar a vida, por esse motivo os pais, quando acolhem a vida, são protagonistas da alegria de receber um ser que deve ser sempre fruto do amor porque demonstra o amor de Deus para com a humanidade.

Em um Brasil no qual percebemos a total desvalorização da vida humana como, por exemplo, o que aconteceu em Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, quando sabemos que uma gestação foi levada até o fim e que o filho foi esperado com amor e nasce, sendo carregado nos braços de seus pais com alegria, torna-se uma esperança de que ainda é possível acreditar na vida e lutar por ela.

A família, como defensora da vida será sempre convocada a levar seus filhos a valorizá-la. Os jovens devem ser orientados para viver as experiências juvenis, mas sem perder o foco na vivência da experiência de Deus em sua vida, porque essa experiência vai, com certeza, ajudá-los a fortalecer mais a convivência com os outros, porque terão a consciência de que sempre que estamos diante de alguém, estamos, na verdade, diante da possibilidade de contemplar no outro o Outro que é o Senhor da vida.

Quando falamos da defesa da vida é preciso entender que não falamos apenas de uma vida que está sendo gestada, mas da vida que se prolonga e se realiza, sobretudo, na vida de cada pessoa como dom. É possível perceber que é preciso ter mais coragem para defender a vida do que para desconsiderá-la. São muitas as situações que atentam contra a vida e, principalmente, são muitos os que usam até de argumentos filosóficos, porém não há argumentos que sejam maiores do que a própria vida, porque ela é o argumento maior.

Em um de seus pronunciamentos, em 13 de outubro de 1993, a CNBB, através da presidência, se pronunciou a favor da vida, dizendo: “A esse respeito, é necessário proclamar, sempre com firmeza, a doutrina em defesa do direito à vida, desde o primeiro momento da concepção. Provocar o aborto, eliminando a vida inocente e indefesa no seio materno, é grave diante de Deus e da própria consciência”.

Faço votos de que nosso subsídio “Hora da Vida” seja um bom instrumento de reflexão para nossas comunidades, para que se fortaleçam na defesa da vida e, como afirmou Nosso Senhor Jesus Cristo, possam proclamar a vida em plenitude. Deus ilumine a todos. Sejam felizes!

 

Pe. Jorge A. Filho
Assessor Nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB e Secretário Executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar – CNPF/SECREN

Em família celebramos a vida com alegria e esperança

A Igreja no Brasil celebra, a cada ano, na primeira semana de outubro, a Semana Nacional da Vida e o dia do Nascituro. A iniciativa é organizada pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, através da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF). As celebrações da Semana Nacional da Vida ocorrem de 1° a 07 de outubro e terminam com as celebrações do Dia do Nascituro, no dia 08 de outubro. A Semana Nacional da Vida é uma ação que busca conscientizar os católicos sobre o direito à vida, desde o nascimento até seu fim natural.

O dente-de-leão simboliza muitas coisas benéficas! Ele é comumente associado à esperança na vida, à crença em um futuro melhor e o poder de cura de qualquer problema atual.

Com objetivo de ajudar as comunidades e famílias a se organizarem e viverem bem a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro, a CNPF prepara desde 2011 o subsídio “Hora da Vida”, que traz 7 temas para refletir como agir em relação aos direitos, deveres, e atitudes em relação à vida. Este ano o Hora da Vida traz como tema de reflexão ‘Em Família Defendemos a Vida! ’.

Como organizar a Semana Nacional da Vida 2019?

Em família defendemos a vida com gestos de ALEGRIA e ESPERANÇA!

Além das atividades previstas para Semana Nacional da Vida nas (Arqui)dioceses, paróquias ou comunidades, queremos propor duas ações públicas que possam acontecer em todo Brasil no mesmo dia e horário, demonstrando a força de mobilização em prol da vida, desde a concepção até seu fim natural.

Sinal da Alegria

No dia 01 de outubro, abertura da Semana Nacional da Vida, façamos ressoar os sinos de todas as Igrejas no Brasil, sempre às 12, 15 e 18 horas acompanhado da ‘Oração do Nascituro’, simbolizando assim a alegria em celebrar e valorizar a vida.

Sinal da Esperança

No dia 08 de outubro, dia do nascituro, em um gesto de propagação da ‘Luz de Cristo’ para que possa iluminar e proteger as vidas vulneráveis e indefesas, possamos acender o maior número de velas, e juntamente rezar a ‘Oração do Nascituro’. Um momento de devoção e unidade com toda a Igreja no Brasil.

O local poderá ser em frente a uma Igreja, praça pública ou lugar que seja oportuno. Sugere-se que a comunidade local se mobilize e realize ações adicionais, de acordo com a sua realidade, como procissões, passeatas, oração do Santo terço e outras, unindo-se às demais pastorais, movimentos e serviços presentes na comunidade.

Os horários e ações adicionais são definidos serão definidos pelos organizadores locais.

Todos que celebrarem esse momento poderão convidar os meios de comunicação local (Religiosos e seculares).
É importante também registrar e compartilhar fotos e vídeos nas redes sociais, sempre com a Hashtag #SimaVida para uma ampla divulgação nas redes sociais.

 

Pastoral Familiar CNBB / Portal Kairós

Apresentando a Hora da Vida 2019 (Semana Nacional da Vida)

O amor cuida da vida

O cuidado com a vida não cabe em uma semana apenas, deve ser permanente. Seria tão pouco quanto ter uma semana dedicada a respirar ou uma semana para se alimentar. Mas temos uma “Semana Nacional da Vida”. Ela serve para olhar o que já foi feito, compartilhar conhecimentos e iniciativas em favor da vida e, sobretudo, para enfrentar o futuro multiplicando o vigor e as esperanças.

Ninguém melhor do que a Família para realizar esse cuidado permanente da vida. Ela é o berço da vida, a guardiã dos valores mais preciosos do desenvolvimento da vida, ela acolhe e cuida das fragilidades, deficiências, cura as feridas, supera os medos. Ela estimula os passos ousados, corajosos e sublimes. Ela protege, ensina e corrige, e até refaz o que se desfez. Deus, ao criar a primeira família, deu aos nossos primeiros pais a tarefa de cuidar da criação, tarefa que até agora pertence à Família, o cuidado da nossa “casa comum”.

Esse papel tão fundamental sempre esteve a cargo da família, pois ela, feita à imagem e semelhança do próprio Deus que é Pai, Filho e Espírito, tem como ligame entre pessoas distintas o amor que é a essência de Deus. E é o amor que gera vida, cuida da vida, defende a vida. Então, a Semana Nacional da Vida é essencialmente uma semana a ser vivida em família, considerada em suas diversas etapas como acontece nestes sete encontros retratados neste subsídio.

Nestes tempos em que vivemos há uma grande nuvem sombria que paira sobre a vida. Muitos a chamam de “cultura da morte”. Ela desce como um veneno que polui a vida, envenena a vida, nos envolve e até seduz com seus cantos de morte. Algumas vezes ganha o nome de progresso, de consumo, de tecnologia, aparece disfarçada como lucro, riqueza, poder, bem-estar. Outras vezes derrama seus horrores sem disfarce, como violência, roubo, imoralidade, rapina, exclusão. Quem é a vítima mais evidente desse desmoronamento da vida? A Família!

Convido as famílias a tomarem nas mãos este subsídio, o “Hora da Vida”, que cada ano vem crescendo para nos instigar, à luz da Palavra de Deus, a nos encorajar a lutar pela dignidade da vida. Vamos celebrar com ele a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro. A criança, o jovem, o casal de esposos, o idoso, cada um com suas potencialidades e limites pode, a seu modo, compor essa força-tarefa em favor da vida, da vida humana, da vida do planeta.

 

Dom João Bosco Barbosa de Sousa, OFM
Bispo de Osasco – (SP) e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB / Portal Kairós

Participe da Hora da Vida 2018

Hora da Vida 2018: “A fecundidade do amor na família”

O subsídio Hora da Vida é elaborado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) para celebrar a Semana Nacional da Vida, realizada de 1 a 7 de outubro, e o Dia do Nascituro, no dia 8 de outubro. O tema desta edição de 2018 é “A fecundidade do amor na família” e toda a temática foi desenvolvida à Luz da Exortação do Papa Francisco, a Amoris Laetitia.

O propósito do Hora da vida é ser um instrumento de estudo, reflexão e oração para despertar nas pessoas a beleza e a grandeza deste dom concedido por Deus, que é a vida. Será um momento de conscientização e mobilização da nossa gente, a Pastoral Familiar, as demais pastorais, a Igreja e a sociedade a defender a vida, cultivá-la e colocá-la acima de outros valores. O objetivo é abrir as portas para nos ensinar a viver com sabedoria. Devemos estar em união com a vida de Cristo. Precisamos nos unir, convocar nossa família, amigos, vizinhos e conhecidos para enfeitar o ambiente tornando-o mais alegre e acolhedor para celebrarmos a vida.

“A reflexão a qual nos propomos nesse Hora da Vida leva-nos a aprofundar no tema que vem há muito sendo defendido por nossa Igreja e por tantos grupos dentro dela, que é a vida desde o seu nascimento à sua declinação natural, ou seja, a defesa da própria vida. E mesmo enfrentando opiniões contrárias, a Igreja defende a vida, também de quem, talvez, não compreenda o valor que essa tem, inclusive para si próprio”, comentou oAssessor Nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, padre Jorge Alves Filho.

Iluminação de Amoris Laetitia

A exortação apostólica Amoris Laetitia, publicada pelo Papa Francisco em abril de 2016, é a grande fonte de inspiração das páginas do subsídio, e de acordo com o bispo de Osasco (SP) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família (CEPVF) da CNBB, dom João Bosco, “Uma família bem constituída é, por si só, um espaço e uma escola de defesa da vida. A Amoris Laetitia, que abriu o baú de tesouros da família e iluminou até os recantos mais desafiadores com farta luz do Evangelho. Devemos incentivar todo o respeito pela vida desde a concepção até o seu fim natural. Vida é Dom de Deus e a Ele pertence, direito humano que não pode ser negociado”.

Hora da Vida

O material traz, além dos sete encontros programados, uma celebração especial para o dia do Nascituro, comemorado no dia 8 de outubro. “Preparamos os encontros de forma a ajudar aos que usarão esse subsídio a refletirem na Semana da Vida e no Dia do Nascituro sobre o acolher uma nova vida, passando também pela reflexão a respeito da adoção, dos jovens dentro do lar, bem como da presença do idoso na família, que é sempre uma oportunidade de amadurecimento”, acrescentou padre Jorge Alves Filho.

O subsídio Hora da Vida já se encontra disponível na loja virtual da CNPF, no endereço www.lojacnpf.org.br.

Preparamos os encontros de forma a ajudar aos que usarão esse subsídio a refletirem na Semana da Vida e no Dia do Nascituro sobre o acolher uma nova vida, passando também pela reflexão a respeito da adoção, dos jovens dentro do lar, bem como da presença do idoso na família, que é sempre uma oportunidade de amadurecimento.

Todos os cantos da Semana da Vida 2018 (Hora da Vida), para você trabalhar nos encontros:

CD Hora da Vida 2018

Baixe todas as músicas da Hora da Vida 2018

Encontros:

Apresentação
Introdução
Oração Inicial
Oração Final
1º Encontro – Acolhendo uma nova vida
2º Encontro – Criança alegria do lar
3º Encontro – A adoção sinal da generosidade de Deus pai
4º Encontro – Juventude, família e vida
5º Encontro – O corpo sinal de vida em Deus
6º Encontro – Fraternidade e vida na família
7º Encontro – Idoso sinal de maturidade familiar
Celebração da Vida (8 de outubro, Dia do Nascituro)
Oração do Nascituro
Benção da gestante
Benção da criança
Benção para todos os encontros

Datas da Família 2018:

3 a 12 de Outubro de 2018
Novena e festa da padroeira do Brasil

12 de Outubro de 2018
Dia das Crianças / Nossa Senhora Aparecida

21 de Outubro  de 2018
Dia Nacional da Valorização da Família na Dioceses/Paróquias

16 a 18 de Novembro de 2018
Encontro Nacional de Estudos sobre Matrimonio e Família (Bispos e Padres ) em Fortaleza

09 a 11 de Novembro  de 2018(sexta-domingo)
Encontro c/ Rep. Nacional de Movimentos, Serviços e Institutos Familiares em Brasília

01 de Dezembro de 2018
Vigília pela Vida Nascente

08 de Dezembro de 2018
Dia Nacional da Família Dioceses/Paróquias

25 de Dezembro de 2018
Natal do Senhor nas Dioceses/Paróquias

31 de Dezembro
Festa da Sagrada Família nas Dioceses/Paróquias

Oração do Nascituro

Nós vos louvamos Senhor, Deus da Vida.
Bendito sejais, porque nos criastes por amor.
Vossas mãos nos modelaram desde o ventre materno.

Nós vos agradecemos pelos nossos pais, e todas as pessoas
que cuidam da vida desde o seu início, até o fim.
Em Vós somos, vivemos e existimos.

Abençoai todos e todas que zelam pela vida humana e a promovem.
Abençoai as gestantes e todos os profissionais da saúde.
Dai as pessoas e as famílias o pão de cada dia, a luz da fé
do amor fraterno.

Nossa Senhora Aparecida, intercedei por nossos nascituros,
nossas crianças, nossos jovens, nossos adultos e nossos
idosos, para que tenham vida plena em Jesus, que ofereceu
sua vida em favor de todos.
Amém
(Autor: Dom Orlando Brandes)

Benção da gestante

Nós vos louvamos, Senhor, porque sois o Criador de toda a VIDA.
Nós vos louvamos pela vossa SABEDORIA que prepara no ventre da mãe
uma primeira casa para o novo ser.
Nós vos louvamos, Senhor da VIDA, com o ritmo das batidas
do novo coração, com a pulsação da nova vida que vai nascer.
E agora, Senhor, abençoai mãe, pai e filho.
Que essa criança nasça para tornar este mundo
mais humano, mais feliz e santo.
Por Cristo, Senhor nosso.
Amém!

 

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL
AMORIS LÆTITIA
DO SANTO PADRE FRANCISCO AOS BISPOS AOS PRESBÍTEROS E AOS DIÁCONOS
ÀS PESSOAS CONSAGRADAS, AOS ESPOSOS CRISTÃOS E A TODOS OS FIÉIS LEIGOS
SOBRE O AMOR NA FAMÍLIA

 

Hora da Vida
A fecundidade do amor na família
Semana nacional da vida 1 a 07 de outubro de 2018
08 de outubro: Dia do nascituro (Nascituro é aquele que irá nascer, que foi gerado e não nasceu ainda)


Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família – CEPVF/CNBB
Comissão Nacional da Pastoral Familiar – CNPF