Mensagem Diária – 25 Janeiro de 2021

Janeiro 25 – Segunda-feira

CONVERSÃO DE S. PAULO

Pensamento do dia: A misericórdia é a verdadeira força que pode salvar o ser humano e o mundo. – Papa Francisco

Andarilho
Senhor, não passo de um andarilho errante.
É assim que me sinto! Segregaste-me de meu povo e me apartaste de meus conterrâneos. Ando pelo mundo para que te reveles através de mim. Eu desapareço para que Tu te manifestes. Visitaste-me, Senhor, e quando eu quis retribuir a tua visita, já tinha ido embora. Mas antes de te afastares, disseste: “De ora em diante, só enxergarás se conseguires me ver em tudo o que olhares”!

Santos: Paulo de Tarso / Juventino / Apolo.
Comemorações: Dia dos Correios e Telégrafos e dia do Carteiro.
Leituras: At 22,3-16 ou At 9,1-22 / Sl 116 / Mc 16,15-18.

 

Frei Edrian Josué Pasini, OFM / Portal Kairós

Liturgia Diária – 26 Janeiro de 2021

JANEIRO

26 – TERÇA-FEIRA
SANTOS TIMÓTEO E TITO
Branco/memória
2Tm 1,1-8 ou Tt 1,1-5 • Sl 95(96) • Lc 10,1-9

Naquele tempo, 1o Senhor escolheu outros setenta e dois, e os enviou à sua frente,
dois a dois, a toda cidade e lugar aonde ele devia ir. 2E lhes dizia: “A colheita é grande,
mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que envie
trabalhadores para sua colheita. 3Vão! Eis que envio vocês como ovelhas no meio de
lobos. 4Não levem bolsa, nem sacola, nem sandálias. E não se demorem para
cumprimentar ninguém pelo caminho. 5Em qualquer casa onde entrarem, digam
primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6Se aí houver um amigo da paz, sobre ele repousará
a paz de vocês. Caso contrário, ela voltará para vocês. 7Fiquem nessa casa, comendo e
bebendo o que tiverem, pois o trabalhador tem direito ao seu salário. Não fiquem
passando de casa em casa. 8E em qualquer cidade onde entrarem e forem recebidos,
comam o que servirem a vocês. 9Curem os doentes que nela houver e lhes digam: ‘O
Reino de Deus está próximo de vocês’”.

Timóteo e Tito são dois filhos espirituais e amigos diletos do apóstolo Paulo. Em
algumas viagens missionárias, Timóteo foi companheiro de Paulo, com quem dividiu
alegrias e sofrimentos. Era o portador de cartas e instruções que o apóstolo dirigia às
recém-fundadas comunidades cristãs. Foi bispo de Éfeso. Mesmo tendo de ocupar-se
com outras missões, Timóteo permaneceu sempre fiel a Paulo, principalmente quando
este estava na prisão. No elenco dos livros bíblicos, constam duas “cartas pastorais” de
Paulo a Timóteo. Outro colaborador de Paulo foi Tito. Exerceu a função de mediador
para levar a harmonia e a paz a algumas comunidades em conflito. Foi bispo de Creta.
Também a ele Paulo escreveu uma “carta pastoral”. É possível que Tito tenha
evangelizado também a Dalmácia, onde é venerado de modo especial.

Senhor e Mestre, enviaste em missão teus discípulos, “como ovelhas no meio de
lobos”. Que partissem despojados e fossem portadores de paz. Que rezassem pedindo
mais operários para o serviço do Reino. São Timóteo e São Tito são fruto do teu anseio,
ó Jesus, e das preces dos primeiros cristãos. Amém.

 

 Nova Bíblia Pastoral / Portal Kairós

Liturgia Diária – 25 Janeiro de 2021

JANEIRO

25 – SEGUNDA-FEIRA
CONVERSÃO DE SÃO PAULO
Branco/festa
At 22,3-16 ou At 9,1-22 • Sl 116(117) • Mc 16,15-18

Naquele tempo, Jesus se manifestou aos onze discípulos, 15e lhes disse: “Vão pelo
mundo todo, proclamem o Evangelho a toda criatura. 16Quem acreditar e for batizado,
será salvo. Quem não acreditar, será condenado. 17São estes os sinais que hão de
acompanhar os que tiverem acreditado: em meu nome expulsarão demônios; falarão
novas línguas; 18pegarão em serpentes; ainda que bebam algum veneno mortal, nenhum
mal sofrerão; imporão as mãos sobre os enfermos, e estes ficarão curados”.

Paulo vinha sendo preparado por Deus para ser uma grande força na compreensão e
expansão do cristianismo. Formado nas Sagradas Escrituras, nutria grande zelo pela
religião dos seus antepassados. Era tão aplicado na consolidação do judaísmo, que se
tornou feroz perseguidor dos cristãos. Foi com esse homem que Jesus teve encontro
histórico na estrada de Damasco. Paulo não viu Jesus, mas foi atingido por ofuscante luz,
enquanto uma voz lhe perguntava: “Por que me persegues?”. Uma pergunta espera
resposta, explicação, decisão. Paulo também indaga: “Quem és tu?”. “Eu sou Jesus”,
esclarece a voz. A partir desse diálogo, Paulo assume novo modo de vida (conversão) e
passa a dedicar-se sem reservas a Jesus Cristo. Por seu testemunho de vida e suas cartas,
sua palavra continua a ressoar no mundo inteiro.

Ó Jesus, divino Mestre, enviaste teus discípulos ao mundo todo, tornando-os portavozes dos teus ensinamentos e prometendo-lhes tua assistência até o final dos tempos.
Senhor, te bendizemos porque escolheste São Paulo, que se fez teu ardoroso seguidor, e
o constituíste como apóstolo das nações. Amém.10

 

 Nova Bíblia Pastoral / Portal Kairós

Reflexão e sugestão para a Missa 3° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Para o dia: 24/01/2021

Missa 3° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Jn 3,1-5.10; SI 24; ICor 7,29-31; Mc 1,14-20

3° Domingo do Tempo Comum 2021

ANTUÉRPIA, BÉLGICA – 22 DE ABRIL DE 2017: Vitral na Capela Elzenveld do século 15 em Antuérpia, Bélgica, representando Jesus chamando quatro pescadores para segui-lo.

O evangelho deste domingo narra o início da vida pública de Jesus. Depois de um longo tempo em silêncio, preparando-se para sua missão, Jesus sai de Nazaré e vai até o Jordão, onde João Batista faz sua pregação e batiza as pessoas que buscam novos rumos para sua vida. No momento em que Jesus é batizado, acontece nele uma profunda experiência de Deus, que o faz descobrir com clareza sua missão, que começa somente “após João ser preso”; pois para Jesus, a prisão de João Batista é um sinal de Deus de que ele devia começar sua missão e, assim, dar continuidade à de João. O rei Herodes, em sua arrogância, pensa poder prender e calar a Palavra de Deus; porém o poder de Deus é mais forte que o de Herodes. Jesus resume sua pregação em quatro frases: “Esgotou-se o prazo! O Reino de Deus está próximo! Mudem de vida! Acreditem nesta Boa Notícia!” São pedidos simples, mas que, quando assumidos, promovem uma profunda transformação na vida das pessoas.

A primeira leitura deste domingo quer nos ajudar a perceber o Reino. No livro de Jonas, o profeta é enviado a Nínive, a grande cidade. Sua pregação, como a pregação de João e de Jesus, também é de conversão e de mudança radical de vida. Diante da conversão da cidade, Deus mostra sua misericórdia e não executa o castigo previsto. O momento que vivemos pede rumos novos para cada um de nós. Como ser fiel à Palavra nestes tempos de opressão e marginalização? Como o Salmo deste domingo, também nós devemos pedir a Deus: mostra-me teus caminhos, Senhor, e guia-me em tua verdade!

Atento aos fatos de sua época, Jesus descobre a presença do Reino e, por seu modo de pregar e agir, revela-a no meio do povo pobre e excluído. Jesus acolhe os doentes, os fracos, os desanimados. Também nós devemos buscar os sinais do Reino de Deus que estão acontecendo hoje no meio de nós. Eles pedem a nós uma radical conversão e uma fé firme no Evangelho de Jesus, fazendo uma opção pastoral pelos fracos e excluídos de nossa época.

A Palavra de Jesus vai atingindo pessoas como André, Simão, Tiago e João. Neles a Palavra vai produzindo efeito, e eles vão mudando seu modo de viver. Rompem com a vida que levavam e abandonam parentes, barcos, trabalhos e amigos. Começam a caminhar com Jesus. O efeito da Palavra é despertarem nós a missão, levando-nos a “caminhar na estrada de Jesus”.

Sugestões litúrgicas para a Missa do 3° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Dinamizar o tempo como valor a ser dedicado ao Senhor na totalidade da vida.

– Entronização da Palavra: fazer o seguinte teatro. Entronizar um relógio grande, feito de papelão, com a Palavra presa na parte de traz, como se fosse a máquina do relógio. Convidar várias pessoas, que poderão representar algumas profissões, para passarem, em frente ao altar, olharem o relógio e seguirem adiante, como se estivessem atrasadas. Pedir para que uma delas olhe, siga adiante, mas que, inconformada, volte e olhe com ar de questionamento para o relógio. Ela retirará a palavra de Deus, convidará os demais para voltarem e meditarem-na, pois ela dá sentido de como bem viver o tempo. A frase do chamado pode ser a de João Batista no Evangelho, no v. 15.

– Ofertório: pedir para as pessoas que participaram do momento da Palavra ofertarem os dons. Pode também entrar também uma pessoa idosa, uma criança, um casal de namorados e uma família, enfatizando que o tempo passa e matura as relações, a vida de cada pessoa e os frutos da terra.

– Antes da bênção final: pode-se oferecer, em um pequeno cartão, a imagem de um relógio, com a frase: “. Mostrai-nos, ó Senhor, vossos caminhos”. O presidente da celebração pode pedir que a assembleia repita essa frase em clima de oração, fazendo apelo à conversão, nas pequenas atitudes da vida, e empenhando-se para seguir o Senhor em todo o tempo.

Sugestões de repertório para a Missa do 3° Domingo do Tempo Comum 2021 –  Ano B (O Domingo)

Abertura: Toda a terra
Aclamação: Aleluia! Que o Pai
Oferendas: De mãos estendidas
Comunhão: Jesus passa

Cifras e partituras das sugestões CNBB

Semanário litúrgico – catequético – Cantos para a Celebração – 3° Domingo do Tempo Comum 2021

 

Áudios para a Missa do 3° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B CNBB:

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

Leituras de Domingo: Missa do 3° Domingo do Tempo Comum 24/01/2021

Leituras de Domingo

(Verde, glória, creio – 3ª semana do saltério)

Cantai ao Senhor um canto novo, cantai ao Senhor, ó terra inteira; esplendor, majestade e beleza brilham no seu templo santo (Sl 95,1.6).

Diante da brevidade do tempo, somos convidados a vivê-lo como um dom de Deus. A liturgia nos recorda que este é o momento da conversão e da busca dos caminhos do Senhor. Acolhendo o tempo novo inaugurado por Jesus, vamos nos dispor a abandonar indiferenças e polarizações para anunciar o Evangelho. Celebramos hoje o domingo da Palavra de Deus.

Primeira Leitura: Jonas 3,1-5.10

Leitura da profecia de Jonas – 1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive, e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”. 3Jonas pôs-se a caminho de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”. 5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 24(25)

Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, / vossa verdade me oriente e me conduza!

1. Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos / e fazei-me conhecer a vossa estrada! / Vossa verdade me oriente e me conduza, / porque sois o Deus da minha salvação. – R.

2. Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura / e a vossa compaixão, que são eternas! / De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia / e sois bondade sem limites, ó Senhor! – R.

3. O Senhor é piedade e retidão / e reconduz ao bom caminho os pecadores. / Ele dirige os humildes na justiça, / e aos pobres ele ensina o seu caminho. – R.

Segunda Leitura: 1 Coríntios 7,29-31

Leitura da primeira carta de São Paulo aos Coríntios – 29Eu digo, irmãos, o tempo está abreviado. Então que, doravante, os que têm mulher vivam como se não tivessem mulher; 30e os que choram, como se não chorassem; e os que estão alegres, como se não estivessem alegres; e os que fazem compras, como se não possuíssem coisa alguma; 31e os que usam do mundo, como se dele não estivessem gozando. Pois a figura deste mundo passa. – Palavra do Senhor.

Evangelho: Marcos 1,14-20

Aleluia, aleluia, aleluia.

O Reino do céu está perto! / Convertei-vos, irmãos, é preciso! / Crede todos no Evangelho! (Mc 1,15) – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – 14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!” 16E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. 19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai, Zebedeu, na barca com os empregados e partiram, seguindo Jesus. – Palavra da salvação.

Reflexão

Até este ponto do Evangelho de Marcos, foi João Batista que ocupou o centro das atenções. João, porém, ao ser preso, sai de cena e abre espaço para o ingresso do Messias. Jesus surge consciente do que lhe compete realizar: implantar o Reino de Deus. E, nas suas primeiras palavras, deixa entrever em que consiste buscar o Reino: “Arrependam-se e acreditem no Evangelho”. Converter-se é abandonar o passado com vista a assumir vida nova, tendo à frente uma referência indispensável e digna de total confiança, Jesus. Quatro homens, em pleno exercício de sua profissão, são abordados por Jesus e dele recebem uma desafiadora proposta: ser pescadores de gente para o Reino de Deus. Trata-se de um projeto revolucionário, esperado durante séculos pelos antepassados.

Oração

Ó Jesus, incansável pregador do Evangelho, caminhas entre pescadores de peixes, convidando-os a ser pescadores de gente. Chamas Pedro e seu irmão, André; depois, dois filhos de Zebedeu, Tiago e João. Exiges que deixem a profissão e a família, a fi m de ajudar-te na implantação do Reino. Amém.1

 

Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp / Pe. Nilo Luza, ssp / Portal Kairós