7º dia da Novena da Padroeira 2021

7º Dia – Com Maria, uma Aliança pela defesa da vida e do meio ambiente!

09/10/2021

7º dia da Novena da Padroeira 2021

05h30 – Toque Festivo dos Sinos
06h – Missa
09h – Missa
10h30 –  Missa – Centro de Eventos
12h – Missa

12h30 – Missa – Centro de Eventos
14h – Missa – Centro de Eventos
14h30 – Acolhida
15h às 16h15 – Novena da Tarde
16h – Missa – Centro de Eventos

18h30 – Acolhida
19h às 20h30 – Novena Solene
Pregador: Dom José Carlos de Souza Campos, Bispo de Divinópolis-MG
19h30 – Missa – Centro de Eventos

Basílica Histórica: Visitação – 06h às 19h

YouTube Ao Vivo Novena 2020
TV Aparecida Ao Vivo Novena 2020
Rádio Aparecida Ao Vivo Novena 2020

Acompanhe o 7º dia da Novena da Padroeira 2021

7º dia da Novena da Padroeira 2021

7º dia da Novena da Padroeira 2020
Acolher

Maria é Mãe do povo da Aliança

(Entrada Celebrante – Concelebrantes)

1. Maria vem a nosso encontro

(Entronização da Imagem da Senhora Aparecida)

P.: Em nome do Pai † e do Filho e do Espírito Santo.
— Amém!
P.: “Com Maria, somos povo de Deus, unido pela Aliança”.
— “Com Maria, uma Aliança pela defesa da vida e do meio ambiente!”
P.: Maria, vós sois a bendita do Pai, e entre nós aparecestes envolvida numa rede, dos pobres e humildes pescadores, João Alves, Domingos Garcia e Felipe Pedroso: sois a bendita nascida das águas.
— Sois nossa inspiração para viver a Aliança, na defesa da vida tão presente na natureza criada por Deus!
P.: Se as estrelas existem e brilham, ó Maria, é porque fazem a vontade divina. Vós sois a Estrela de nossa humanidade e brilhais com todo o esplendor, levando-nos ao caminho do amor.
— Maria, unidos, vamos dizer um basta às incontáveis feridas abertas na natureza!
P.: O vento carrega a semente que vai nascer em outro lugar, faz derreter a neve e as águas correm, e a vida pode brotar no mais árido deserto, pois o Senhor é o Criador do mais pequenino ser até a mais desconhecida galáxia. Maria, vosso e nosso Deus não nos quer de braços cruzados.
— Convosco, ó Maria, vamos amar e defender toda a criação, a natureza que o Senhor nos deu. Amém.

(Incensação da Imagem – Silêncio orante – Na sequência canta-se):

— Ó Senhora de toda a terra,
Maria, clamamos a vós!
— sois bendita e força de justiça,
— de Deus a natureza é criatura.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

— Ó Mãe e Senhora do mundo,
Maria, clamamos a vós!
— afastai-nos da ganância e lucro fácil,
— fazei-nos guardiães da natureza.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

P.: Ó Deus, como é bela a natureza que criastes, e como é triste a atitude dos que não a respeitam. Dai-nos humildade para reconhecer a obra de vossas mãos, que nos ajuda a viver e defender a vida. Por Cristo, nosso Senhor.
— Assim seja. Amém!

Ouvir

Deus fala com seu povo

2. A Palavra vem nos libertar

(em pé)

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Missa do 28° Domingo do Tempo Comum 2021 do Ano B

Para o dia: 10/10/2021 – Outubro

Missa do 28° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

Sb 7,7-11; Sl 89; Hb 4,12-13;Mc 10,17-30

28° Domingo do Tempo Comum 2021

Barcelona – A pintura de Jesus e o jovem rico na igreja Esglesia De Santa Maria De Montalegre de artista desconhecido.

As leituras da celebração de hoje nos ensinam como buscar e viver a verdadeira Sabedoria. Na primeira leitura, a Sabedoria aparece como um dom gratuito de Deus, dado a todos que o pedem na oração e o buscam com um coração sincero. A verdadeira Sabedoria sustenta nossa vida. Para Jesus, ela é o Reino de Deus. Devemos nos empenhar em sua busca e na busca de sua justiça. Esse era o desejo daquele homem que buscou Jesus, querendo “herdar a vida eterna”.

Jesus ensina que devemos começar com a vivência dos mandamentos. Pode parecer um começo simples, mas não é fácil. Temos dificuldades em viver sem mentir, sem roubar, sem cometer adultério, sem falar mal dos outros. Mas aquele homem, cheio de confiança em si mesmo, disse que essa parte já estava resolvida. Ele já observava esses mandamentos desde jovem. Ele estava querendo algo mais! Jesus então “olhou para ele com amor”. O olhar amoroso de Jesus acolhe o desejo daquele homem e quer ajudá-lo a dar um salto em sua vida espiritual. Então diz que o Reino exige que a pessoa passe a viver no espírito da partilha: vai, vende tudo e dá aos pobres! Mas essa proposta foi radical demais para ele.

O homem foi embora “cheio de tristeza, porque tinha muitas propriedades”. Para Jesus, buscar o Reino exige um passo além da simples observação de leis, regras e mandamentos. O Reino é como a Sabedoria: um dom gratuito e generoso da parte de Deus que exige de nós rupturas e partilha. Por isso até hoje nós fugimos dessa proposta radical e preferimos o progresso material e os bens deste mundo. Queremos Jesus, mas não queremos sua proposta de partilha e de igualdade.

Quem são as pessoas que acreditam, acolhem e vivem a proposta de Jesus? São aquelas que se empenham na construção da comunidade cristã, vivendo a partilha e a doação. São pessoas que se dedicam aos trabalhos pastorais, vencendo os desafios colocados por uma sociedade egoísta, individualista e consumista. Com a força da Palavra viva de Deus, de que fala a segunda leitura, estas pessoas são sinais de que a proposta de Jesus é possível. Viver o evangelho de Jesus é viver a verdadeira Sabedoria. É saber direcionar sua vida para o Reino.

Sugestões litúrgicas para a Missa do 28° Domingo do Tempo Comum 2021 – Ano B

– Se houver na Comunidade participantes do movimento “terço dos homens”, seria bom eles prepararem a liturgia de hoje para incentivar a reza do terço, destacada neste mês do rosário.

– Liturgia da Palavra: lembrar também a motivação do Mês Missionário, visando à consciência de que somos todos missionários.

– Após a comunhão: pode-se pensar em uma encenação do “envio” para destacar a missão da Comunidade cristã no mundo.

– Após a bênção final: cantar “vai, missionário…”

 

Padre Anísio Tavares, C.Ss.R. / Portal Kairós

Igreja católica celebra o Dia do Nascituro 2021

Nesta sexta-feira, 8 de outubro, será celebrado o Dia do Nascituro 2021. Para a data, as comunidades, paróquias e dioceses de todo o Brasil são convidadas a realizar um Sinal da Esperança. O chamado é para acender velas, a fim de “propagar a ‘Luz de Cristo’ para que possa iluminar e proteger as vidas vulneráveis e indefesas”.

A Oração do Nascituro (abaixo) deve acompanhar as velas acesas, num momento de devoção e unidade com toda a Igreja no Brasil.

O ato pode ser realizado em frente a uma Igreja, numa praça pública ou lugar que o grupo achar oportuno. No subsídio Hora da Vida, a Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) sugere que a comunidade local se mobilize e realize ações adicionais, de acordo com a sua realidade, como procissões, passeatas, oração do Santo terço e outras, em unidade com todas as pastorais, movimentos e serviços presentes na comunidade.

Direito de nascer

O assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB e secretário executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, padre Crispim Guimarães, recorda que neste dia dia 8 de outubro, “somos chamados a visitar nossas consciências sobre o ‘direito de nascer’ da criança, que ainda vive dentro do útero materno e que tem o direito à proteção, à alimentação, a um nascimento sadio, ao respeito de sua vida e saúde e tem também o direito de ser amada”. Infelizmente, observa padre Crispim, as crianças têm suas vidas ameaçadas “por grupos econômicos poderosos e países que em nome de supostos ‘direitos humanos’, menosprezam a humanidade daqueles que na barriga de suas mães são vidas”.

Bênçãos do Senhor

O subsídio Hora da Vida 2021 oferece para o Dia do Nascituro um roteiro de celebração com o tema “Os filhos são bênçãos do Senhor”.

“Neste Dia do Nascituro 2021, a reflexão será sobre o cuidado com a vida humana em formação e com a necessidade de celebrar a vida e a missão de cada pessoa, desde o momento em que é gerada, passando pelo início de seu desenvolvimento como pessoa sonhada e amada por Deus. Todos nós fomos um dia nascituros, no ventre de nossas mães“.

Recordando a encíclica Evangelium Vitae, o texto traz a convocação de São João Paulo II: “Urge uma mobilização geral das consciências e um esforço ético comum, para se atuar uma grande estratégia a favor da vida”.

Outro convite é que as famílias procurem informações sobre grupos de defesa da vida nas comunidades, bairro ou cidade. Que participem de atividades de apoio a famílias em risco e de atos para construção de políticas públicas justas em defesa do Nascituro.

 

Pastoral Familiar / Portal Kairós

6º dia da Novena da Padroeira 2021

6º Dia – Com Maria e José, viver a Aliança em Família, Igreja doméstica!

08/10/2021

6º dia da Novena da Padroeira 2021

06h – Toque Festivo dos Sinos
06h45 – Missa
09h – Missa
10h –  Missa – Centro de Eventos
12h – Missa

14h – Missa – Centro de Eventos
14h30 – Acolhida
15h às 16h15 – Novena da Tarde
16h – Missa – Centro de Eventos

18h30 – Acolhida
19h às 20h30 – Novena Solene
Pregador: Dom Carlos Silva, Bispo Auxiliar de São Paulo-SP
19h30 – Missa – Centro de Eventos

Basílica Histórica: Visitação – 07h às 19h

YouTube Ao Vivo Novena 2020
TV Aparecida Ao Vivo Novena 2020
Rádio Aparecida Ao Vivo Novena 2020

Acompanhe o 6º dia da Novena da Padroeira 2021

6º dia da Novena da Padroeira 2021

6º dia da Novena da Padroeira 2020
Acolher

Maria é Mãe do povo da Aliança

(Entrada Celebrante – Concelebrantes)

1. Maria vem a nosso encontro

(Entronização da Imagem da Senhora Aparecida)

P.: Em nome do Pai † e do Filho e do Espírito Santo.
— Amém!
P.: “Com Maria, somos povo de Deus, unido pela Aliança”.
— “Com Maria e José, viver a Aliança em família, Igreja doméstica!”
P.: Alegremo-nos todos na grandeza e beleza, que nem conseguimos contemplar no Senhor.
— É a Senhora Aparecida, Imaculada Conceição, e São José, seu esposo, que a nós estendem as mãos, para nos proteger e guardar!
P.: Renasce em nossa Família a força da esperança, porque vós, Senhor, tendes para conosco um olhar misericordioso e compassivo, que nos faz ser gente de verdade, no mundo dilacerado por discórdia e divisão.
— Nossa Família é sagrada, é dom divino, dom de amor, sem rancor ou divisão, como a Família de Nazaré.
P.: Ó Família cristã, Santuário da vida, sois chamada pelo Senhor para ser uma pequenina Igreja, carregada de ardor, de amor, de compaixão, para que em vosso seio não haja lugar para a discórdia e divisão.
— Ó Maria e José, fazei-nos ser uma Igreja viva, transbordante de fé. Amém.

(Incensação da Imagem – Silêncio orante – Na sequência canta-se):

— Ó Santa Família de Nazaré,
Maria, clamamos a vós!
— Jesus, Maria e José,
— sois luz e modelo de vida.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

— Ó Família querida de Deus,
Maria, clamamos a vós!
— das famílias sois Mãe consoladora,
— libertai as famílias oprimidas.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

P.: Ó Pai Santo, recordamos vosso amor, com o qual nos fizestes vossos filhos e filhas, e instituístes a família humana, para que vivamos em vossa plena Aliança e alcancemos a santidade. Dai-nos vossa força divina, vós, que viveis e reinais para sempre.
— Assim seja. Amém!

Ouvir

Deus fala com seu povo

2. A Palavra vem nos libertar

(em pé)

L.: Nós vos saudamos, ó Maria, como o Anjo Gabriel vos saudou em vossa casa em Nazaré, pois já naquele dia começastes a cumprir a vontade divina, iniciando a nova Aliança, a nova Família, o povo de Deus.
— “Alegra-te, ó cheia de graça, o Senhor é contigo.” Alegra-te, ó José, filho também tão querido!
L.: Se o próprio Deus assim quis escolher uma Família para seu Filho, ó Maria, nada temos a temer, pois foi manifestado seu amor fiel a toda a humanidade.
— Unidos na família e na comunhão fraterna, faremos de nossa casa um Santuário da vida!

— Ó Mãe de nossas famílias,
Maria, clamamos a vós!
— a família é dom inefável,
— conservai-nos na força da união.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

L.: Maria e José, vós bem lembrais o dia em que encontrastes Jesus entre os doutores e sábios da Lei, quando Ele vos disse que tinha de cuidar das coisas do Pai, e vós compreendestes o sentido de tão grande mistério.
— No silêncio de vosso coração, ó Maria e José, reinavam a paz e a decisão de fazer a vontade de Deus. Amém!

— Senhora sois Mãe de ternura,
Maria, clamamos a vós!
— ajudai as famílias que sofrem,
— fazei-nos famílias “sem males”.
Lá no céu, rogai a Deus por nós!

(Entrada da Palavra)

— Cântico à Palavra de Deus
— Anúncio – O Menino Jesus em Jerusalém – Lc 2,41-52

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor!

41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa.
42Quando ele tinha doze anos, subiram para lá, como era costume na festa.
43Passados os dias da festa, quando estavam voltando, ficou em Jerusalém o menino Jesus, sem que seus pais o notassem.
44Pensando que ele estivesse na comitiva, fizeram o percurso de um dia inteiro. Depois o procuraram entre os parentes e conhecidos,
45e, não o encontrando, voltaram a Jerusalém a sua procura.
46Depois de três dias o encontraram no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.
47Todos os que o ouviam estavam maravilhados com sua sabedoria e com suas respostas.
48Quando seus pais o viram, ficaram muito emocionados. E sua mãe lhe perguntou: “Filho, por que fizeste isso conosco? Teu pai e eu te procurávamos, cheios de aflição…”
49Jesus respondeu-lhes: “Por que me procuráveis? Não sabíeis que devo estar naquilo que é de meu Pai?”
50Mas eles não compreenderam o que lhes dizia. 51Desceu com eles e foi para Nazaré, e lhes era submisso. Sua mãe conservava todas estas recordações em seu coração. 52Jesus ia crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens. – Palavra da Salvação.

(Pregação, Mensagem, ao final canta-se a música “Oração pela Família”) (Instante de silêncio orante)

3. Compromisso do Povo da Aliança

(sentados)

L.: Senhor, fostes vós que instituístes a família e a ela destes vosso amor, gerador de vida. Vossa verdade nos traz liberdade e nos faz viver na profunda comunhão, como vós, Família divina, Trindade Santa.
— Em vós podemos superar toda divisão ou rancor, e, dispostos a perdoar, viver em vosso amor!
L.: Felizes os que vos procuram e vos encontram, Senhor, como vos procuraram Maria e José: sentem tanta alegria e sabem que em vós está a vida.
— Penetrai nossa existência com vossa sabedoria, ó Senhor, e fazei-nos viver com alegria a vida de família!
L.: Vós fizestes Aliança conosco para sermos um povo unido e forte. Desejamos e nos esforçaremos para ser uma família verdadeira, bem do vosso desejo divino.
— Como o povo da nova e eterna Aliança, em vós vamos viver na força da união e bem longe da divisão. Amém!

(Procissão da Caridade – Oferta dos Alimentos)

P: Oremos: Ó Deus de infinita misericórdia, ajudai-nos a resgatar o amor em nossas famílias, e assim as pessoas se sintam felizes e amadas e vençam as dificuldades. Fazei-nos resgatar a beleza da união, do diálogo e da misericórdia em nossa casa e sociedade.
— Maria e José, ajudai-nos a viver, no tempo e na história, a Igreja doméstica em nossa família, Santuário da vida. Amém!

Bendizer

O povo bendiz ao Senhor

4. Realização da Aliança

(em pé)

L.: Senhor, queremos voltar a Belém, à Casa do Pão, e contemplar o presépio, onde vosso Filho nasceu.
— Assim compreenderemos que, desde pequenino, vosso Filho se pôs do lado dos humildes e abandonados!
L.: O altar é presépio, é vida e ressurreição. Feliz a família que deu lugar para Deus em sua casa, em seu coração!
— Vinde, Senhor Jesus, e fazei-nos compreender que há vida, quando se partilha o pão, como irmãos!
L.: Maria e José, pedi a vosso Filho a graça da sabedoria divina, e nossa Família cresça na graça divina em cada dia.
— Vinde, Senhor Jesus, vinde nos alimentar, e dai vossa vida às nossas famílias, aos humildes e abandonados. Amém!

(Entronização, Exposição e Adoração do Santíssimo)

5. Litania da Paz

(Diante do Santíssimo Sacramento)

L.: Ó Trindade Santa, Pai, Filho e Espírito Santo.
— Tende misericórdia de nós!
L.: Ó Trindade Santa, um só Deus, um só amor.
— Tende misericórdia de nós!
L.: Ó Trindade Santa, Família de eterno amor.
— Tende misericórdia de nós!

L.: Ó Família de Nazaré: Jesus, Maria e José,
— abençoai nossa Família, sede nossa paz!
L.: Ó Família de Nazaré, unida num só coração,
— abençoai nossa Família, sede nossa paz!
L.: Ó Família de Nazaré, que viveis em plena união,
— abençoai nossa Família, sede nossa paz!

L.: Ó Família, bênção divina e santuário da vida,
— bendita seja a Família de ontem e de agora!
L.: Ó Família, sede da união e do encontro de irmãos,
— bendita seja a Família de ontem e de agora!
L.: Ó Família, rocha firme, casa edificada, força da união,
— bendita seja a Família de ontem e de agora!

L.: Libertai-nos das ideologias maldosas e sem vida,
— ajudai-nos, Senhor, a ser o Templo sagrado da vida!
L.: conduzi nossa Família no caminho da Aliança,
— ajudai-nos, Senhor, a ser o Templo sagrado da vida!
L.: fazei-nos compreender que é só no amor que há vida e harmonia.
— ajudai-nos, Senhor, a ser o Templo sagrado da vida. Amém!

Bênção do Santíssimo

(Cântico “Tão Sublime”)

Missão

Testemunhar a Aliança do Senhor

6. Consagrar a vida

P.: Maria e José, vossa Família é bênção para a humanidade, pois foi escolhida para nos trazer Jesus. Não deixeis, ó Maria e José, que o coração de nossas famílias se torne dividido e infeliz. Ajudai-nos a viver próximos uns dos outros no amor, ajudando- nos mutuamente a viver nossos sonhos.
— Afastai de nós todo relacionamento estéril, sem vida, sem paz, sem harmonia, ó benditos José e Maria. Amém!

(Consagração a Nossa Senhora)

7. Oferta das Flores

(sentados)

L.: Maria, trazemos flores para vos oferecer, pois sois a Flor mais bela da Igreja, junto de Jesus e de José, vosso esposo. Vós nos ensinastes a semear sementes raras e preciosas no mundo de agora, sementes de confiança, de solidariedade, de justiça e fraternidade.
— Vosso povo, ó Maria e José, irá cuidar das sementes mais belas, que fazem a vida e a paz germinar!
L.: Ainda não assumimos o preceito divino de conservar e cuidar do jardim que Ele nos deu, a Casa Comum da humanidade inteira.
— Sim, ó Maria e José, seremos a profecia da esperança e da paz em nosso mundo dilacerado. Amém!

8. Agradecimentos

9. Envio Missionário

P.: O Senhor olhe com amor para nossas famílias e nos ajude a viver na alegria, para superar a dor e dificuldades.
— O Senhor faça renascerem em nossa casa a paz e a esperança! P.: Viemos de nossas casas, trazendo o que é nosso,
— e agora voltamos, levando o que é de Deus, de Nossa Senhora e de José.
P.: Que a suavidade de cada manhã tome você pela mão e o conduza até o entardecer. O Senhor amenize sua dor ou incerteza. E confiante no Deus que não o abandona, você chegará ao fim do dia em paz. O Senhor nos guarde e nos proteja, e Maria e José nos guiem no caminho de Cristo, nosso Senhor.
— Assim seja, para sempre! Amém!

(Homenagem do povo – Entrega das flores)

 

A12 / Portal Kairós

Divulgado o hino oficial da Campanha da Fraternidade 2022

O hino oficial da Campanha da Fraternidade 2022 é a expressão musical da mensagem que se quer fazer ecoar por meio do tema da Campanha “Fraternidade e Educação” e o lema “Fala com sabedoria, ensina com amor” (Pr 31,26).

Veja o versão do hino pela CNBB (abaixo) e em breve a versão do Portal Kairós / amigos:

De autoria de Eurivaldo Silva Ferreira, a letra do hino da Campanha da Fraternidade 2022 aborda a educação na formação integral da pessoa humana e destaca em seu refrão a imagem de Cristo que “fala com sabedoria e ensina com amor”, cuja vida “em total maestria é pra nós luz, caminho, vigor”.

“E quem fala com sabedoria
É Aquele que ensina com amor,
Sua vida em total maestria
É pra nós luz, caminho, vigor” (Refrão do Hino da CF 2022).

Já Miguel Philippi que é maestro do Coral Nossa Senhora da Lapa (Ribeirão da Ilha) e do Coral Vozes do Mar, é o compositor da música do hino oficial da Campanha da Fraternidade 2022.

Em uma postagem em sua rede social Miguel disse: “Bastante surpreso, mas cheio de alegria, recebi a notícia de que minha sugestão de música foi acolhida para ser o Hino da Campanha da Fraternidade de 2022. Que ela realce o belo texto preparado pelo Eurivaldo, e ajude a levar a todas as comunidades a reflexão preparada pelos nossos bispos para esta campanha com o tema “Fraternidade e Educação“, lema: “Fala com sabedoria, ensina com amor” (Pr 31,26). Deixo um agradecimento especial às amigas Ailce, Gabriela e Najla que gravaram comigo o áudio que foi enviado como proposta, e a todos aqueles que ficaram na torcida!”

Materiais da CF 2022

A letra

Leia mais