SAV prepara série de vídeos de testemunhos vocacionais

 Em parceria com a Animação Bíblico Catequética, o Serviço de Animação Vocacional promoverá também uma live celebrativa no dia 31 de agosto de 2021.

Testemunhos vocacionais

Já são 30 anos de celebração do Mês Vocacional pela Igreja no Brasil. Desde 1981, agosto se tornou o mês especial para rezar pelas vocações onde, em cada domingo, lembramos de uma vocação específica: ministério ordenados (diáconos, padres e bispos), cristãos leigos e leigas unidos pelo matrimônio, vida religiosa consagrada, todos os cristãos leigos e catequistas. Este ano, a proposta para o mês vocacional é refletir o tema Cristo nos salva e nos envia e o lema Quem escuta a minha palavra possui a vida eterna (Jo 5, 24).

No Rio Grande do Sul, para melhor celebrar este mês, o Serviço de Animação Vocacional Regional lança no domingo, dia 1º, uma série de vídeos testemunhais, denominada Minha Vocação. A proposta contempla a partilha vocacional de irmãs e irmãos consagrados, cristãos leigos e leigas e padres de todo o Estado e será divulgada no Canal do YouTube da CNBB Sul 3.

O padre Gabriel Zucki Bagatini, coordenador do SAV no Regional Sul 3, explica que durante o mês serão partilhados testemunhos vocacionais de pessoas que assumiram o chamado de Deus em suas vidas. “Muitas vocações específicas serão contempladas, e o destaque será dado aos catequistas, que assumiram a vocação de cristãs e cristãos leigos. São homens e mulheres de nossas dioceses gaúchas que oferecem às nossas crianças e jovens amor, atenção e testemunho de Jesus Cristo”, acrescenta ele.

O coordenador lembra também que esta vocação, tão viva em nossas comunidades, foi instituída Ministério pelo Papa Francisco, em maio desse ano, pelo Motu próprio Antiquum ministerium. Na carta, o Papa afirma:

Sem diminuir em nada a missão própria do Bispo – de ser o primeiro Catequista na sua diocese, juntamente com o presbitério que partilha com ele a mesma solicitude pastoral – nem a responsabilidade peculiar dos pais relativamente à formação cristã dos seus filhos, é necessário reconhecer a presença de leigos e leigas que, em virtude do seu Batismo, se sentem chamados a colaborar no serviço da catequese.

E por esse documento, o papa institui: “Assim, depois de ter ponderado todos os aspetos, em virtude da autoridade apostólica, instituo o ministério laical de Catequista.”

Vocação Presbiteral

Para abrir a série dos testemunhos vocacionais, o primeiro vídeo apresentará o testemunho do padre Gabriel Zucki Bagatini, coordenador do Serviço de Animação Vocacional do Regional Sul 3. O vídeo, que será lançado no domingo, dia 1º, quer também celebrar a vocação presbiteral, lembrada neste primeiro domingo do mês.

Na sequência, durante a semana, você poderá acompanhar os testemunhos da irmã Ir. Liane Terezinha Berres, da Congregação das Filhas do Amor Divino e da catequista Maria Piccinini, da Paróquia São Vicente de Paulo, em Passo Fundo.

Celebração do Dia do Catequista

Para celebrar a vocação dos catequistas, o Serviço de Animação Vocacional e a Animação Bíblico-Catequética Regional, promovem no dia 31 de agosto, às 19h30min, a live A vocação e o Ministério dos Catequistas.

A live será transmitida pelas redes sociais do Regional Sul 3 da CNBB e contará com a assessoria do padre Jânison de Sá Santos, assessor da Comissão Episcopal para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB.

Os materiais / subsídios para o Mês Vocacional 2021

 

CNBB Sul 3 / Portal Kairós

Organizando uma Semana Vocacional na sua comunidade

Semana Vocacional na sua comunidade

Semana Vocacional na sua comunidade

No mês de agosto, a Igreja Católica celebra, de maneira especial, as vocações específicas. Muitos grupos e comunidades se reúnem para rezar pelos sacerdotes, religiosos, famílias e leigos.

O mês vocacional é um momento oportuno para a reflexão em grupo. Cada fiel pode se aprofundar no assunto e motivar outras pessoas a conhecerem os diversos tipos de chamado.

Que tal fazer também uma Semana Vocacional em sua comunidade ou no seu grupo?

Não sabe como? A gente de dá uma forcinha. Separamos algumas dicas que podem te ajudar a realizar esse momento de reflexão e partilha.

Os materiais / subsídios para o Mês Vocacional 2021

Confira essas dicas para organizar a Semana Vocacional na sua comunidade

01 – Entendendo a proposta

A Semana Vocacional é um tempo de evangelização sobre a vocação em suas várias dimensões. Pretende ser ajuda e estímulo para que todos descubram a sua vocação específica e sua maneira própria de realizar a missão na Igreja.

02 – As vocações específicas

Basicamente, o universo vocacional pode ser dividido em vocação religiosa, sacerdotal, matrimonial e leiga. Reserve um dia também para falar sobre vocação de uma forma geral, como chamado de Deus. Caso tenham mais tempo, podem abordar também a Vocação Humana e Cristã.

03 – Ambientação do local

O espaço escolhido para realizar a atividade deve ser propício para o a reflexão. Sugestão: A passagem “Vinde e eu vos farei pescadores de homens” (Mt 4, 19) é muito utilizada no contexto vocacional. Por isso, redes, barco, água e peixes compõem bem o cenário.

04 – Proclamação da Palavra de Deus

Leitura da Palavra. Os relatos bíblicos ajudam a compreender esse bonito processo de “chamamento”. A Bíblia revela belas histórias vocacionais. Sugerimos alguns trechos bíblicos para as determinadas vocações:

Vocação na Igreja: 1 Cor 12, 4-11 / Mc 1, 14-20
Vocação Matrimonial: Mt 19, 3-6 / Ef 5, 21-33
Vocação Sacerdotal: Jo 10, 11-16 / Hbr 5, 1-10
Vocação Religiosa: Mt 4, 18-21 / 1 Cor 12, 4-11
Vocação leiga: Mt 5, 13,16 / Ef 4, 1-13

05 – Músicas vocacionais

A música é importante para o dinamismo do momento vocacional, pois tem a função de envolver o grupo e também de promover reflexão de uma maneira lúdica.

Sugerimos alguns cânticos:

– Eis-me aqui Senhor
– A decisão é tua
– A barca
– Escutei teu chamado
– Quando chamaste
– O profeta
– Navegar (outra vez me vejo só)
– Por uma grande missão

06 – Reflexão

Chegou a hora de partilhar ideias sobre as vocações específicas. Pensem em perguntas sobre o tema do dia. Cada um poderá expor seu pensamento com liberdade.

No Portal kairós, você encontrará materiais explicativos sobre as vocações, que visam promover a reflexão em grupo.

A cada ano, um tema acompanha a programação e em cada dia um subtema amparado nas diversas vocações específicas ajuda a refletir. Veja o (s) tema (s) deste ano de 2021 e leve para o seu grupo. As reflexões trazem algumas questões ao final de cada texto, que podem ser bastante úteis na hora de conversar com o seu grupo!

 

A12 / Portal Kairós

Mês vocacional na escola: vida, discernimento e escuta

Mês Vocacional na escolaA escola católica é, por natureza, um espaço diferenciado para o discernimento vocacional. A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) dá um impulso pedagógico a este trabalho com a competência “Projeto de vida”. A Pastoral escolar é um meio para catalisar o processo de escuta interior nos jovens estudantes.

Agosto, no Brasil, é o mês vocacional. Nas missas dominicais, cada domingo recorda uma vocação específica. E a voz do vento e tempo, chamando sem cessar, continua nos recordando: “a decisão é tua!”. Mas será que no mundo complexo e digitalizado em que vivemos, tomar essa decisão é algo simples e claro como parece ter sido noutros tempos? Qual o papel das escolas e universidades católicas nesse processo de descoberta do próprio caminho?

Escola católica: espaço aberto para o discernimento

Escolas e Universidades sempre foram espaços privilegiados para a animação vocacional, especialmente porque nelas as pessoas vivem o momento da juventude em que amadurecem seus sonhos e projetos pessoais. Nesse processo individual de auto descoberta, são imprescindíveis os conhecimentos que compartilham e as experiências que vivenciam no ambiente escolar. Na educação católica, este processo é incrementado pela dimensão pastoral-evangelizadora que, aliada ao percurso formativo para o Projeto de Vida, descortina o mistério da vocação humana numa perspectiva espiritual, transcendente e também eclesial.

Os materiais / subsídios para o Mês Vocacional 2021

Mês Vocacional na escola

BNCC, Projeto de Vida e discernimento vocacional

Evangelizar na escola e universidade significa mesclar duas linguagens: a da evangelização e a da pedagogia. Podemos pensar o discernimento vocacional neste cruzamento, especialmente a partir da BNCC que traz como uma de suas competências o “Projeto de Vida”. Em geral, as abordagens em torno desta competência giram em torno da questão profissional. Em chave evangelizadora, sabe-se que não apenas a realização profissional é suficiente para a realização humana. Aqui a Igreja pode contribuir muitíssimo, já que tem longa tradição no discernimento vocacional. É importante, no entanto, perceber no processo de autoconhecimento e construção do Projeto de Vida o chamado de Deus – a vocação – que está oculta em toda busca de plenitude e realização humana.

Discernimento vocacional e pacto educativo global

No Pacto Educativo Global que todas as instituições educacionais católicas estão chamadas a fazer, a centralidade da pessoa ecoa o discernimento vocacional na medida em que entendemos que a educação não é apenas formação científica, mas formação que integra os saberes das mãos, da mente e do coração. Esta integração ganha mais sentido quando pensamos que cada pessoa humana é vocacionada, ou seja, chamada por Deus para realizar o seu projeto no mundo assumindo um projeto pessoal em que sinta-se realizado e que, ao mesmo tempo, possa contribuir para o crescimento da humanidade.

Em 2021: “Cristo nos salva e nos envia”

O tema do mês vocacional em 2021 escolhido pela Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB foi “Cristo nos salva e nos envia” e o lema, “Quem escuta a minha palavra possui a vida eterna” (cf. Jo 5,24). Esta temática nos remete à centralidade de Cristo no processo vocacional. Todo batizado é um vocacionado porque foi salvo pelo Cristo Senhor e nosso engajamento em uma vocação específica não é para nosso deleite pessoal, mas é uma resposta a essa salvação gratuitamente oferecida a nós. Na escola, podemos auxiliar os estudantes a aprender a escutar o chamado – algo que não é tão simples no meio de tantas “vozes”. Essa escuta aumenta a inquietação, é verdade, mas tem um forte poder direcionador: entender-se chamado é encontrar um horizonte de sentido para a vida no meio do “deserto espiritual” em que vivemos.

Pistas para um trabalho vocacional diferenciado na escola/ universidade católica

Para auxiliar as escolas a vivenciarem o mês vocacional a ANEC compartilha cinco pistas reflexivas para organizar o trabalho pastoral:

Ajude os estudantes a descobrirem que têm fome e sede de algo. Este é o ponto de partida para qualquer projeto de vida em perspectiva do discernimento vocacional. Deus desperta em nós uma “vontade” de fazer algo pelo Reino, mas a maioria não sabe nomear essa vontade ou sequer sabe que a tem. Mentes muito agitadas tem dificuldade de escutar os apelos interiores mais profundos. Explore essa escuta com os estudantes. Pode ser difícil, no começo, mas vale a insistência: todo mundo tem um grito dentro de si que merece ser ouvido!

Leia mais