Nas comunidades – Campanha da Fraternidade 2018

Retiro Quaresmal dos Jesuítas 2018

Quaresma é tempo de preparação para a Páscoa. Seu itinerário fundamental, para todo cristão, é o da conversão do coração e da solidariedade para com o próximo. A oração é o melhor meio para orientar cada um de nós a viver sua vocação fundamental à santidade.

A cada ano preparamos este material do Retiro Quaresmal que você pode adquirir gratuitamente apenas enviando um e-mail para (luisrenatosj@gmail.com) e solicitando este material que, com muito carinho, lhe enviarei por e-mail, o material completo com todos os anexos e orientações para você vivenciar, sozinho ou em grupo, esta belíssima experiência de oração.

O que se busca no Retiro Quaresmal?

Busca-se fazer uma experiência da presença amorosa de Deus na vida cotidiana, experimentar como toda ela está habitada, envolvida e dinamizada pelo amor de Deus. Dessa experiência deverá brotar em nós, como resposta ao amor de Deus, o desejo e a prática de um relacionamento pessoal e amoroso com Ele em todos os momentos e situações de nossa vida.

As pessoas que, nesta experiência, respondem com empenho e fidelidade à graça de Deus, tem obtido como fruto um notável crescimento em sua vida de fé, de oração, na convivência familiar e comunitária, no trabalho pastoral-evangelizador e no desejo de aprofundar sempre mais sua intimidade com Deus.

Temos também a Campanha da Fraternidade que é realizada anualmente pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos no Brasil) durante o tempo da quaresma. Com o tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vós sois todos irmãos” (cf. Mt 23,8), a Campanha da Fraternidade (CF) 2018 buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.

Faça uma boa divulgação da proposta em sua paróquia… Também avisando nas missas, encontros e reuniões das comunidades, fazendo o convite a jovens e adultos (crianças talvez não), mas o bom mesmo é o convite boca-a-boca, você conhece seu povo, sabe de suas lideranças, e o quanto uma experiência assim é importante!

Quem se interessar seria bom fazer a inscrição na secretaria de sua paróquia (nome, pastoral/comunidade, fone e e-mail) para terem uma ideia da quantidade de folhetos a fotocopiar. Deixe bem claro para as pessoas estas exigências básicas.

Elementos básicos para cada pessoa fazer este Retiro Quaresmal são:

1. Dedicar trinta (30) minutos à oração pessoal diária; rever esta oração durante alguns minutos (ver revisão da oração);
2. Participar de um encontro semanal para partilha da oração, orientações e entrega do material da próxima semana;

– Ver a possibilidade do uso do data-show para abordar algum tema ligado ao tempo quaresmal, a letra dos cantos, etc.
– Ver um grupo pequeno de tocadores/cantores para ajudar no encontro. A música sempre ajuda muito na animação e mística das reuniões;
– Caso o número de participantes seja grande, seria bom contar com a ajuda de algumas pessoas “mais experientes na vida espiritual” (lideranças?) para acompanhar os pequenos grupos de partilha a partir do 2º encontro?

Sugestão para o encontro semanal de partilha:

– Ambientação: preparar o lugar com símbolos mais ligados ao tempo quaresmal (tecidos, velas, símbolos que sugerem cada semana da quaresma);
– Iniciar sempre com acolhida e cantos, refrões meditativos para criar um clima mais orante;
– Oração inicial (elementos do ODC);
– Partilha da oração da semana (em pequenos grupos caso tenham muita pessoas);
– Pequena colocação a partir do tema da semana da quaresma (ou/e orientações metodológicas) e distribuição do próximo material;
– Oração final e despedida;

Que tal formarmos uma pequena Equipe para acompanhar este Retiro Quaresmal na Paróquia? Seria bom? Seria possível?

Pe. Luís Renato,SJ
Jesuítas / Brasil

Destaques