O Texto-base: 1° passo para começar a preparar a CF 2020

O Texto-base: 1° passo para começar a preparar a CF 2020

Nos próximos dias o Texto-base da Campanha da Fraternidade 2020 chegará às livrarias. É um livro de 115 páginas muita bem elaboradas. O tema da Campanha é: “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso”, e o Lema é “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34), extraído da Parábola do Bom Samaritano. O lema no encoraja, a partir de Jesus Cristo, a servir com espírito de humanidade, cuidado e amor para com o próximo, sementes da fraternidade.

A apresentação do Texto-base assinada por quatro bispos, representando a cúpula da CNBB no Brasil, nos lembra de que “A Campanha da Fraternidade é um modo privilegiado pelo qual a Igreja no Brasil vivencia a Quaresma”, e recordando o lema da Campanha, os assinantes da Apresentação no Texto-base escreverem: “Lembremo-nos de Santa Dulce dos pobres, mulher frágil no corpo, mas fortaleza peregrinante pelas terras de São Salvador da Bahia de Todos os Santos. Dulce, incansável peregrina da caridade e da fraternidade. Dulce, testemunho irrefutável de que a vida é dom e compromisso. Dulce que via se compadecia e cuidava. Dulce que intercede por nós no céu”.

Ajudar ao próximo é missão dos discípulos e discípulas de Jesus. Santa Dulce é representante do “bom samaritano dos nossos tempos”. Por isso, sua imagem é apresentada em perspectiva na capa do Texto-base. A pintura da capa do livro mostra Santa Dulce na rua com pessoas pobres e doentes e assim, onde contemplamos uma Igreja em saída, que está nas ruas e vai ao encontro das pessoas.

O Objetivo Geral da Campanha é: “Conscientizar, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como Dom e Compromisso, que se traduz em relação de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, nossa Casa Comum”.

O Texto-base: 1° passo para começar a preparar a CF 2020

O Texto-Base nos oferece um panorama completo, com todo o referencial de que precisamos para viver, difundir e praticar os preceitos dessa edição da CF.

A Campanha da Fraternidade deste ano de 2020 apresenta dez (10) Objetivos Específicos

a) Apresentar o sentido de vida proposto por Jesus nos Evangelhos;
b) Propor a compaixão, a ternura e o cuidado como exigências fundamentais da vida para relações sociais mais humanas;
c) Fortalecer a cultura do encontro, da fraternidade e a revolução do cuidado como caminhos de superação da indiferença e da violência;
d) Promover e defender a vida, desde a fecundação até o seu fim natural, rumo à plenitude;
e) Despertar as famílias para a beleza do amor que gera continuamente vida nova;
f) Preparar os cristãos e as comunidades para anunciar, com o testemunho e as ações de mútuo cuidado, a vida plena do Reino de Deus;
g) Criar espaços nas comunidades para que, pelo batismo, pela crisma e pela eucaristia, todos percebam, na fraternidade, a vida como Dom e Compromisso;
h) Despertar os jovens para o dom e a beleza da vida, motivando-lhes o engajamento em ações de cuidado mútuo, especialmente de outros jovens em situação de sofrimento e desesperança;
i) valorizar, divulgar e fortalecer as inúmeras iniciativas já existentes em favor da vida;
j) Cuidar do planeta, nossa Casa Comum, comprometendo-se com a ecologia integral.

O Texto-base da Campanha da Fraternidade é mais ou menos dividido em três partes importantes. A primeira parte é titulada: “VIU, sentiu compaixão e cuidou dele”. Segue sete tipos de olhares de Jesus: O olhar da atenção aos outros; O olhar da Indiferença gera ameaça à vida; O olhar abandona a vida das pessoas; O olhar que destrói a natureza; O olhar da indiferença exclui a vida; O olhar da solidariedade social. A primeira parte termina com a pergunta: Qual será o nosso olhar?

A segunda parte é titulada “Viu, SENTIU COMPAIXÃO”. Segue sete tipos de compaixão de Jesus: Compaixão rompendo a indiferença; Compaixão é ter mais coração nas mãos; Compaixão é ter mais justiça nas mãos; A caridade – verdadeira, sentida da vida; Cuidar é ter mais ternura na vida; A boa-nova do cuidado da vida; Ecologia integral; e O desafio do sentido.

A terceira parte titulada “Viu, sentiu compaixão, E CUIDOU DELE”. Segue sete tipos do cuidar de Jesus: Disposição em servir; Um compromisso com a vida; um compromisso pessoal; Uma renovação familiar; Cuidar de Comunidades Eclesiais Missionárias; Jornada Mundial dos Pobres; e Uma Colaboração social.

O Texto-base também trata do Fundo Nacional de Solidariedade e o gesto concreto. Apresenta claramente a destinação dos Recursos e a prestação de contas de 2016 a 2018, além da Oração e O Hino da Campanha da Fraternidade 2020. A conclusão do Texto-base é uma preciosidade com as seguintes palavras da Santa Dulce dos Pobres: “Se fosse preciso, começaria tudo outra vez do mesmo jeito, andando pelo mesmo caminho de dificuldades, pois a fé, que nunca me abandona, me daria forças para ir sempre em frente”.

Com tantos problemas em nossa sociedade contemporânea como: violência de toda espécie, desemprego, crise econômica, pobreza crônica, depressão, ansiedade, drogas, abusos sexuais, roubos, idosos abandonados etc. acredito que a Campanha da Fraternidade 2020 vem na hora certa.

 

Pe. Brendan Coleman Mc Donald – Redentorista / Portal Kairós