Formação católica – Verdades da sua fé católica

Cifra do Hino oficial do Laicato 2017-2018

Balanço do legado do Ano Nacional do Laicato 2017 / 2018(Abre numa nova aba do navegador)

Serão os frutos da mobilização das ações dos cristãos leigas e leigas, e de toda Igreja, para que permaneçam na Igreja e na sociedade após a realização do “Ano Nacional do Laicato”.

Solenidades de Cristo Rei – 26/11/2017 a 25/11/2018)

Hino Oficial do Laicato

Letra e Música: Adenor Leonardo Terra

G                                                C
Vós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo,
Bb                   F                 C               D7          G
Levai aos povos todos o amor, meu dom fecundo!
C
Teu Reino, ó Jesus Cristo, queremos propagar,
Bb                     F                    C        D7          G
Seguindo o teu exemplo, o mundo transformar!

G                                                                  D/F#
01 – Sendo membros do teu corpo, que é a Igreja,
Em                                                        A7                   D
Cristãos leigos e leigas construímos nova história!

02 – Instruídos por tua santa Palavra,
Chamados e enviados para cumprir a missão!

03 – Alimentados por teu corpo e sangue,
Assumimos, com coragem, a nossa vocação!

04 – “Chamados, antes de tudo, à santidade,
Interpelados a viver a santidade no mundo!”

05 – “Sal da terra, luz do mundo, fermento na massa”,
Não deixamos de ser “ramos na Videira”!

06 – “Na família, no trabalho, na política,
Em todos os âmbitos de atividade humana!”

07 – “Verdadeiros sujeitos eclesiais,
Aptos a atuar na Igreja e na sociedade!”

Na Área Especial:

Ações para o Ano do Laicato

– Promover eventos para marcar a abertura do Ano Nacional do Laicato, bem como Seminários Temáticos
nos Regionais da CNBB;
Publicar reflexões e subsídios para as celebrações, catequese e comunicação;
– Conclamar toda a Igreja no Brasil: regionais, dioceses, paróquias, comunidades, pastorais, movimentos, as
diferentes expressões laicais e os Organismos de comunhão do povo de Deus, na realização do Ano Nacional do Laicato;
– Desenvolver atividades que culminem na realização de um encontro nacional com o laicato no encerramento
do ano (Solenidade de Cristo Rei de 2018);
– Despertar e motivar iniciativas e participação dos ministros ordenados, da vida consagrada e do laicato na realização desse Ano;
– Dialogar com os diferentes sujeitos da sociedade, promovendo a cultura do encontro e o cuidado com a vida e o bem comum, na esperança de que outro mundo é possível;
– Envolver os meios de comunicação social nas atividades programadas para o Ano Nacional do Laicato.

Confira tudo sobre o Ano do Laicato 2018

CNLB / Portal Kairós

Subsídios / Materiais para o Ano do Laicato 2017-2018

Lançamento Oficial do Ano do Laicato

Dioceses de todo o País, durante a festa de Cristo Rei, no dia 26 de novembro, celebrarão o início do Ano Nacional do Laicato. Com o intuito de promover a transformação da sociedade, traz como tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”.

O bispo de Caçador (SC) e presidente da Comissão Episcopal Especial para o Ano do Laicato, Dom Severino Clasen, afirma que a intenção é trabalhar a mística do apaixonamento e seguimento a Jesus Cristo. “Isto leva o cristão leigo a tornar-se, de fato, um missionário na família e no trabalho, onde estiver vivendo”, disse o bispo.

O Ano do Laicato terá como objetivo geral: “Como Igreja, Povo de Deus, celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e seu Reino na sociedade”.

O destaque ficará por conta do estudo e prática do Documento nº 105 e demais documentos do Magistério, em especial do Papa Francisco, sobre o Laicato, estimulando a participação e atuação dos leigos e leigas. Além disso, durante este período, serão realizados seminários regionais e temáticos, eventos, publicação de livros e de mensagens.

Dom Severino espera que o Ano do Laicato sirva de motivação para que a sociedade se engaje cada vez mais com as questões sociais, propondo, debatendo e apresentando ideias. “O legado que a celebração quer deixar é o envolvimento de toda a sociedade para que faça a auditoria da dívida pública. Como fazer? Com o espírito cristão, com a luz do Espírito Santo, com a consciência de igreja para transformar o mundo”, declarou.

Durante o Ano do Laicato, também, serão comemorados os 30 anos do Sínodo Ordinário sobre os Leigos (1987) e da Exortação Apostólica Christifideles Laici, de São João Paulo II, sobre a vocação e a missão dos leigos na Igreja e no mundo (1988). A comemoração terá como eixo central a presença e a atuação dos cristãos leigos e leigas como “ramos, sal, luz e fermento” na Igreja e na sociedade.

Confira aqui o Hino Oficial do Laicato

Subsídios / Materiais para o Ano do Laicato 2017-2018:

Mais Subsídios / Materiais para o Ano do Laicato 2017-2018:

Hino oficial do Laicato 2017-2018

Solenidades de Cristo Rei – 26/11/2017 a 25/11/2018)

Balanço do legado do Ano Nacional do Laicato 2017 / 2018(Abre numa nova aba do navegador)

Hino oficial do Laicato 2017-2018

Letra e Música: Adenor Leonardo Terra

Vós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo,
Levai aos povos todos o amor, meu dom fecundo!
Teu Reino, ó Jesus Cristo, queremos propagar,
Seguindo o teu exemplo, o mundo transformar!

01 – Sendo membros do teu corpo, que é a Igreja,
Cristãos leigos e leigas construímos nova história!

02 – Instruídos por tua santa Palavra,
Chamados e enviados para cumprir a missão!

03 – Alimentados por teu corpo e sangue,
Assumimos, com coragem, a nossa vocação!

04 – “Chamados, antes de tudo, à santidade,
Interpelados a viver a santidade no mundo!”

05 – “Sal da terra, luz do mundo, fermento na massa”,
Não deixamos de ser “ramos na Videira”!

06 – “Na família, no trabalho, na política,
Em todos os âmbitos de atividade humana!”

07 – “Verdadeiros sujeitos eclesiais,
Aptos a atuar na Igreja e na sociedade!”


Na Área Especial:

Eventos para o Ano Nacional do Laicato:

– Abertura do Ano em cada Diocese e Paróquia (Solenidade de Cristo Rei – 26/11/2017);
– Abertura pela Presidência da CNBB em Rede Nacional (28/11/2017);
– 14º Intereclesial das CEBs em Londrina – PR (23 a 27/01/2018);

Semana Missionária “Igreja em Saída” nas Igrejas locais (sugestão: julho de 2018): Círculos Bíblicos em cada rua e nos ambientes de trabalho.

– Seminários Temáticos nos Regionais;
– Congresso Latino-Americano e Caribenho sobre o Laicato, promovido pelo CELAM, em Mariápolis – SP (02 a 04/11/2018);
– Visitação da imagem da Sagrada Família pelas Comunidades e Paróquias;
– Encontros de reflexão no mês de novembro;
– Dia Mundial dos Pobres (18/11/2018);
– Encerramento com a Assembleia Nacional dos Organismos do povo de Deus (23 e 24/11/2018) e Romaria do Laicato em Aparecida – SP.

Confira tudo sobre o Ano do Laicato 2018

CNLB / Portal Kairós

2018: o ano do Laicato no Brasil

Um dos sinais mais positivos de nossos tempos é, sem dúvida, a crescente e cada vez mais intensa participação dos leigos na vida da Igreja. Nesse histórico foi tão grande o número daqueles que transmitiram a fé, que podemos dizer que foi uma “primavera”, um florescer para um novo tempo: cristãos leigos testemunhando os valores do Evangelho também no mundo econômico e político, trabalhando para que o Reino de Cristo aconteça no mundo, transformando as relações pessoais, semeando a justiça e, fazendo valer no mundo o mandamento do amor, assim, apontando para a esperança do Reino.

Leigos e leigas assumem esse compromisso no dia do batismo. São eles a maioria do povo de Deus no anúncio e no testemunho do Evangelho, os leigos são sujeitos capazes de levar Jesus Cristo a todos os recantos da terra. Leigo é aquele que é consagrado, e enquanto consagrado tem uma missão, sendo ele enviado para “atuar” no mundo que não é consagrado. Essa é a missão secular do leigo.

Vinte anos após o Concílio Vaticano II, um novo documento, escrito pelo papa João Paulo II, a Exortação Christifideles laici, trouxe novamente à luz esse tema, firmando o passo nos avanços alcançados e possibilitando novas aberturas de consciência para que o laicato se revele como verdadeiro dom de Deus para a Igreja. Justamente agora, na comemoração dos 30 anos da Christifideles laici, o Ano do Laicato nos possibilita viver intensamente essa conquista.

O tema escolhido reflete o longo trajeto de estudos realizado pela Igreja no Brasil, que teve como fruto o documento 105: “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade”, aprovado na 54ª Assembleia Geral da CNBB. Nele se acentua que o leigo é membro do corpo de Cristo Jesus, responsável pela evangelização, sendo fermento, sal da terra e luz do mundo. Esse documento vem fazendo crescer a consciência da missão do laicato em todo o Brasil e, sem dúvida, o Ano do Laicato reacende a importância da missão dos leigos. A CNBB, neste documento vem ressignificar mais as mentes e os corações, na Igreja, para uma participação mais viva e consciente.

O papel do leigo na igreja

A vocação leiga é expressão de Cristo ao próximo, por meio do sacramento do Batismo, impulsionada pela graça do Espírito Santo. Nesse sentido, não se pode “fechar” os olhos, é preciso, antes, abri-los para enxergar os leigos como protagonistas da ação evangelizadora. É com eles que a Igreja parte para sua sublime missão de levar Jesus Cristo “a todos os povos”. Basta ouvir a voz da Igreja na Lumen Gentium, dizendo que o conjunto dos fiéis é chamado por Deus a contribuir, do interior, à maneira de fermento, para a santificação do mundo, por meio do cumprimento do próprio dever, guiados pelo espírito evangélico.

A grande forma de evangelizar, então, é abraçar a vocação, de modo a ser portador da palavra, levando a Igreja ao diálogo. O catecismo apresenta uma grande diretriz sobre a vocação leiga: “Os fiéis leigos estão na linha mais avançada da vida da Igreja: graças a eles a Igreja é o princípio vital da sociedade humana. Por isso, especialmente, eles devem ter uma consciência sempre mais clara, não somente de pertencerem à Igreja, mas de ser Igreja, isto é, a comunidade dos fiéis na terra sob a direção do chefe comum, o Papa, e os bispos em comunhão com ele. Isso é a Igreja”.

É essa comunhão que une e faz Igreja plena em Jesus. A vocação leiga é ser Igreja, viver pela Igreja e viver com a Igreja. E, como Igreja, deve-se olhar para as exigências sociais que os cercam, enxergar onde elas estão e descobrir o novo que nasce para, com a graça de Deus, tornar o rosto de Cristo visível aqui na terra.

Afinal, hoje a sociedade necessita de cristãos leigos que amem o que fazem e que levem suas experiências com Cristo a todos a sua volta. Falta alegria no que se faz! Mostrar a vocação de leigo, que é ser amor de Deus ao próximo, fará transparecer a face de Jesus à sociedade, levando a verdade e a justiça na política, na educação, na saúde, ou seja, em todo lugar, sendo verdadeiramente sal e luz.

Não dá para ficar indiferente às injustiças e não levar à comunidade a esperança do amor que brota e que vem de Cristo. O mundo está à frente! O Santo Padre, o Papa Francisco, nos exorta na Evangelii Gaudium: “Saí para evangelizar, a Igreja clama por vós! Sair para ir ao encontro do outro, o que atrai e une em Cristo Jesus”. De fato, a própria vocação é viver o Batismo para o caminho da santificação, é anunciar e colaborar com uma civilização do amor, na responsabilidade de povo de Deus, fiel aos seus ensinamentos. De tal maneira que não há vocação inferior, todas são para a busca da salvação e da santificação. Por isso, a vocação leiga é ser a face de Cristo no meio da humanidade. E que cada um abrace o seu apostolado para promover verdadeiras e frutuosas vocações, uma vez que todos são chamados à santidade!

Diego Medeiros – 4º ano de teologia
diocesedeosasco.com.br

JMJ Panamá 2019: lançado site oficial

O site Oficial da Jornada Mundial da Juventude no Panamá 2019 já pode ser acessado desde 31 de julho.

Disponível em cinco línguas – espanhol, português, francês, inglês e italiano – o portal apresenta em sua homepage um cronômetro com a contagem regressiva em tempo real para o início do evento: dias, horas, minutos e segundos.

A data escolhida para o lançamento do site não é mera casualidade, pois coincide – como observou o Arcebispo José Domingo Ulloa – com o aniversário do anúncio por parte do Papa Francisco na Polônia da escolha do Panamá como sede da Jornada Mundial da Juventude.

Uma imagem que sintetiza as várias realidades paisagísticas da nação – das montanhas à costa, das antigas igrejas aos modernos arranha-céus, das pontes ao famoso Canal do Panamá que une dois Oceanos – acompanha o tema mariano escolhido para o evento: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” (Lc 1,38).

A vídeo-mensagem do Papa Francisco divulgada no Domingo de Ramos deste ano e um convite para conhecer o país completam as seções principais do novo site, que na intenção dos organizadores serve para estabelecer contato e informar os jovens de todo o mundo até a Jornada que se realizará de 22 a 27 de janeiro de 2019.

br.radiovaticana.va

Baixe materiais especiais para seu grupo