Preparação para a Santa Missa

Reflexão e sugestão para a Missa do 4º Domingo do Tempo Comum 2023 do Ano A

Para o Domingo: 29/01/2023

Missa do 4º Domingo do Tempo Comum 2023 – Ano A

Sf 2,3; 3,12-13; Sl 145; 1Cor 1,26-31; Mt 5,1-12a

O evangelista Mateus, nas oito bem-aventuranças que nos apresenta, resume o itinerário do discípulo-missionário. Jesus nos propõe fazer um caminho, que Ele mesmo fez. Esse caminho, o das Bem-aventuranças, contrapõe a lógica do mundo, a do poder, do jogo interesseiro. A felicidade não está onde imaginamos, como no poder e no dinheiro, mas nas relações novas que Jesus nos apresenta.

Quando meditamos sobre as atitudes de Jesus, em situações diferentes e adversas, como a de seu julgamento, então somos capazes de compreender o ensinamento de Jesus, as bem-aventuranças. O que Jesus nos mostra em seu ensinamento: que o Reino é dom, é gratuidade do amor divino por nós. Quem descobre esse amor, e como ele age, será bem-aventurado. Ele é dom, por isso ninguém pode comprá-lo ou adquiri-lo por alguma sabedoria. Porque o dom está ao lado dos mais injustiçados e sofredores no mundo. Sim, continuam existindo muitas vítimas do sistema injusto em que vivemos; e se estamos nele devemos e precisamos ajudar o mundo a ser mais fiel e livre. Os pobres, os abandonados, os sofredores… Não tem ninguém por eles, somente o Cristo Senhor.

É bonito perceber que Jesus coloca bem diante de nossos olhos a verdade do Reino. As bem-aventuranças são uma verdadeira oração nascida do mais profundo do Cristo. O caminho das Bem-aventuranças é o caminho do discípulo de Cristo.

Em cada bem-aventurança devemos reconhecer a nós mesmos, com nossas coerências e nossas contradições. Será que não andamos com os olhos muito abertos para nós mesmos e muito fechados para o Reino? Acho que ainda não demos os passos necessários para nosso crescimento no Reino. Quem se abriu, e acolheu essa verdade, progrediu na santidade; e não foram poucos, mas ainda faltam muitos.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Missa do 3º Domingo do Tempo Comum 2023 do Ano A

Para o Domingo: 22/01/2023

Missa do 3º Domingo do Tempo Comum 2023 – Ano A

Is 8,23b-9,3; Sl 26; 1Cor 1,10-13.17; Mt 4,12-23

3º Domingo do Tempo Comum 2023

Chiangmai, Tailândia – Março 14, 2015. Imagem impressa de Jesus chamou um pescador para segui-lo na Grace Church Chiangmai, Tailândia. Impresso a partir de meados de 19 cent. Originalmente por Zimmermann.

“Convertei-vos” é a palavra de ordem do Evangelho deste domingo. Jesus, depois da prisão de João, o Batista, iniciou sua missão pública, anunciando a chegada do Reino e a necessidade da metanoia, da conversão para pertencer a ele. Por isso diz-nos Jesus: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”. O Reino sempre será oferta gratuita de Deus para a humanidade e cada um de nós. É oferta de vida, que nos resgata da escravidão, seja do mal, da morte, das injustiças, dos poderios interesseiros, da politicagem desonesta, do pecado e todas as suas armadilhas.

Reino de Deus é outra coisa, é vida, é ética, justiça, encontro, esperança, misericórdia, solidariedade… A conversão, portanto, é mudança real de vida, e é a perseverança que irá provar se de fato nos convertemos. Reino de Deus é o senhorio de Deus sobre todo o mal; é o senhorio da vida, do amor, que ama gratuitamente, sem nada esperar em troca; é a criação do homem novo. Esse é o caminho que Jesus nos aponta e nos convida: “Convertei-vos”. Não ficar pensando que conversão é apenas alguma “mudancinha” em nossa vida; mudança mesmo, radical, tem de ser sem volta. Em Deus não há o “faz de conta que há”. Por isso o ensinamento de Cristo é claro, não deixa nenhuma dúvida: “O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz, e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”.

O que devemos fazer? Devemos responder à proposta de Deus de modo pessoal e comunitário, pois somos Igreja. Se Deus é nossa verdadeira referência, então Ele tem a primazia em tudo. Por outro caminho, não vamos acertar nada, pois aí estaremos imaginando um Deus à nossa moda, que favoreça nosso pensar, em vez de acolhermos sua proposta de vida e de salvação.

Bem sabemos que não é fácil trabalhar, mudar nosso interior, mas esse é o caminho a ser percorrido. Precisamos, sim, tomar cuidado para não desfigurar a imagem de Cristo em nós. Só assim Cristo pode, de fato, resplandecer sua face em nossa face. Alguma coisa se rompeu em nós, e precisamos reabilitá-la, reajustá-la.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Missa do 2º Domingo do Tempo Comum 2023 do Ano A

Para o Domingo: 15/01/2023

Missa do 2º Domingo do Tempo Comum 2023 – Ano A

Is 49,3.5-6; Sl 39; 1Cor1,1-3; Jo1,29-34

2º Domingo do Tempo Comum 2023

Berlim, Alemanha, 14 De Fevereiro De 2017: O afresco do laboratório de Deus na abside principal da igreja Herz Jesus por Friedrich Stummel e Karl Wenzel do final de 19. e início de 20. Cent.

Belo é o Evangelho deste domingo. Manifesta a plena confiança do Senhor em nós. João está à beira do Rio Jordão, cumprindo sua missão, e, ao ver Jesus dele aproximar-se, dirá com toda a força: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Dele é que eu disse: Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim”.

João Batista está plenamente consciente de sua missão, e sabe que, com a chegada de Cristo, está encerrada sua missão de preparar o povo para acolher o Senhor, a quem chama belamente de “Cordeiro de Deus”, pela entrega total, plena, completa de sua vida. É real e verdadeiro Cordeiro.

O que estamos buscando nesta vida? Vivemos um grande desenvolvimento técnico-científico que nos traz bons e importantes benefícios. O progresso da técnica produz até uma falsa sensação de onipotência. Será? Quando surge um vírus novo e que provoca uma pandemia, percebemos a importância da técnica e da ciência, mas jamais ela é onipotente, pois não tem a resposta para tudo. Só Deus é onipotente. Jesus mesmo já nos lembrou que, sem Ele, nada podemos fazer.

Por isso a humildade de João, ao reconhecer o Cristo como o Cordeiro de Deus, faz-nos repensar nossas atitudes. Onde estamos fundando, firmando nossa vida?

Com a chegada do Senhor, nascimento que celebramos há poucos dias, vemos brotar a esperança no meio do povo. Ele, o Cordeiro, veio para nos dar a vida e nos fazer filhos/filhas do Pai do Céu. Dele recebemos a vida em plenitude. A vida inteira de Cristo é uma mensagem de vida para nós. Ele é o Cordeiro Pascal, que vence a morte e nos liberta de  toda forma e modo de escravidão. Cordeiro Pascal, Ele deveria ser nossa meditação diária, pois nele está a vida verdadeira e eterna.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Solenidade da Epifania do Senhor 2023 do Ano A

Para o Domingo: 08/01/2023

Epifania do Senhor 2023 – Ano A

Is 60,1-6; Sl 71; Ef 3,2-6; Mt 2,1-12

Epifania do Senhor 2023

Os magos do Oriente se puseram a caminho, como devem pôr-se a caminho os cristãos. Foram guiados por uma estrela até Belém, e puderam contemplar a Estrela de todo o universo, o Cristo Menino recém-nascido. Prestaram sua homenagem, ofereceram-lhe seus presentes, que simbolizam a vida e a missão do Cristo, e voltaram felizes para suas casas, sua terra, levando Deus no coração, levaram a certeza da salvação. Puderam experimentar por primeiro o amor verdadeiro de Deus, manifestado em Cristo Jesus. Levaram consigo esse amor e o espalharam pelo mundo afora. Aprenderam a contemplar o Senhor, pois estiveram tão próximo, tão perto do Senhor do céu e da terra.

Epifania é esse belo encontro com Deus, em seu Filho Jesus. É o encontro de Deus com o homem (humanidade) e do homem com Deus. A humanidade, sedenta da verdade, da certeza da vida plena, agora pode aproximar-se dessa fonte inesgotável de vida, de amor e de perdão, e embeber-se inteiramente da paz e da felicidade que Ele nos dá na gratuidade de seu amor. Epifania é aproximar-se dessa fonte inesgotável de vida.

Ele é a Luz que dissipa toda treva. Luz que nos indica o caminho certo, a direção certa. A manifestação de Cristo aos Magos é a manifestação a toda a humanidade, mostrando-nos que a salvação não tem fronteiras e ninguém é capaz de detê-la. Herodes, extremamente malvado, queria deter essa salvação, por isso, falsamente, tentou iludir os Magos, que, cheios de sinceridade, nada maliciaram de seus intentos. Quem procura enganar os outros e levar vantagens para si próprio tem atitude semelhante a de Herodes, pois está traindo, enganando seu próprio irmão ou sua própria irmã.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus 2023 do Ano A

Para o Domingo: 01/01/2023

Santa Maria, Mãe de Deus 2023 – Ano A

Nm 6,22-27; Sl 66; Gl 4,4-7; Lc 2,16-21

Santa Maria, Mãe de Deus 2023

“Deus nos abençoe, Deus nos dê a paz.”

Como é bom e belo iniciar o Ano Novo 2023 banhados pela bênção do Senhor (1ª leitura), celebrando a maternidade de Maria, Mãe de Cristo da Igreja. Somos abençoados por Deus, somos filhos e filhas adotivos: “Quando se completou o tempo previsto, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à Lei e para que todos recebêssemos afiliação adotiva” (2ª Leitura).

O Deus de Jesus é aquele que se aproxima da humanidade. É um Deus presente, e nos comunica a gratuidade de seu amor. Por Maria, Deus pode aproximar-se definitivamente da humanidade, realizando sua Aliança de amor conosco. Experimentamos, assim, de modo “palpável”,o amor de Deus por nós. Deus está em sintonia conosco. Essa sintonia com Deus, com sua vontade, traz-nos paz e conforto, deixa-nos serenos, pois Ele está a nosso lado.

O que é a bênção de Deus? É exatamente a paz que podemos experimentar em Jesus, o Filho encarnado, o Rei da Paz. Por isso Maria é digna da maternidade divina, pois foi escolhida por Deus, e é Deus quem tudo realiza. Em sua humildade, tornou-se a bênção do céu para toda a humanidade.

Jesus é a bênção do céu para nós, e não há bênção maior do que sermos filhos e filhas do Pai do Céu, como Jesus. Em Jesus nos encontramos com o Pai. Que coisa tão bela de nossa fé! Mas, infelizmente, há quem não fala bem de Deus, pois são pessoas marcadas pelo sofrimento, pela dor, pelas provas e provações da vida. Atribuíram a Deus a dor, a incerteza recebida. Talvez ainda não entenderam que a condição humana não tira nossa condição filial, e Deus nos deixa experimentar as atribulações da vida. O Espírito Santo irá abrir o coração e a mente dessas pessoas, e elas irão compreender que sim, que Deus estava lá, junto delas, mas só agora vieram perceber e compreender.

É bem essa a luz que conduziu os pastores a Belém, e nos conduz para dentro do coração de Deus.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Palavra oficial do Papa