Campanha da Fraternidade 2020 – Cobertura completa

Seminário proporciona estudo ao texto-base para 2020

Campanha da Fraternidade de 2020

Texto-base para 2020

Seminário avalia Campanha da Fraternidade 2019 e estuda o texto-base para 2020

Representantes de todos os 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) estão reunidos no Centro Cultural Missionário, em Brasília (DF), para o Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade (CF). O evento, iniciado na terça-feira, 1º de outubro, é momento de avaliação da edição da CF deste ano, de estudo do texto-base da próxima campanha e ainda de prestação de contas e convivência entre os diferentes articuladores em âmbito regional.

Além da avaliação, que considera as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças em relação ao trabalho realizado na Campanha da Fraternidade 2019, o secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista destaca o estudo do texto-base da Campanha da Fraternidade de 2020 e as novidades que apresenta.

“Do início ao fim, é profundamente bíblico, na centralidade com a Palavra de Deus. O ‘ver, julgar e agir’ corresponde ao ‘viu, sentiu compaixão e cuidou dele’. Em relação às novidades também, a Campanha da Fraternidade 2020 toca nas periferias existenciais, como depressão, automutilação e suicídio, por exemplo.

Padre Patriky (foto acima) ainda salienta que a proposta da próxima CF foi muito bem acolhida pelos 60 participantes do seminário. “O olhar que lançamos sobre a realidade é o olhar do discípulo missionário, no desejo de colocar o nosso olhar em sintonia com o de Jesus, Ele que é o bom samaritano. Ele vê e não se contém, vê e se envolve, é este olhar que não é indiferente. Por isso que o sentido da vida é esse intercâmbio de cuidado”.

Padre Pedro Igor Silva faz parte da equipe de articulação da Campanha da Fraternidade do regional Nordeste 2 da CNBB. Para ele, “tem sido muito oportuna a temática e o estudo que o Seminário Nacional tem oferecido a nós dos regionais, sobretudo porque estamos tendo a oportunidade de ver três passos daquilo que será o lema da CF 2020 [Viu, sentiu compaixão e cuidou dele]: a partir da Parábola do Bom Samaritano”.

Leia mais

Arte do cartaz oficial da CF 2020

Escolhida a letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2020

Letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2020

O padre Patriky Samuel Batista, secretário executivo para as Campanhas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), divulgou na manhã deste terça-feira, 10 de setembro, a Letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2020, cujo tema é “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e o lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (cf. Lc 10,33-34).

O autor da letra é o padre José Antônio de Oliveira, 67 anos, da paróquia São João Batista de Barão de Cocais da arquidiocese de Mariana (MG). Segundo ele, o hino tem o poder de levar a mensagem central da campanha da fraternidade para todo o Brasil. “É uma semente que será semeada por aí. Não deixa de ser uma alegria muito grande evangelizar por meio da música”, disse.

O religioso já teve outras letras de música escolhidas para concursos da CNBB, entre elas o canto de comunhão: “Vamos Juntos para a Mesa”, da CF 2002, musicada por Lucas de Paula Almeida.

O processo de escolha

As 31 propostas de letra para o hino da CF 2020 chegaram à CNBB após a prorrogação do edital de concurso nacional até 22 de julho deste ano. A Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB fez uma triagem entre todas as propostas e pré-selecionou 5 letras que foram apresentadas em reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da entidade. Entre as cinco finalistas, os bispos, membros do Consep, escolheram o hino.

A próximo passo segundo o irmão Fernando Benedito Vieira, assessor do Setor de Música Litúrgica da CNBB, será colocar a música na letra, o que será feito com o apoio de uma equipe composta de cinco peritos em música litúrgica. A proposta é que em um mês a versão final de letra com a música seja apresentada para a Comissão para a Liturgia da CNBB para a aprovação final.

Baixar cifras católicas

Letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2020 *

Leia mais

Regional Oeste 1 já começou a preparar a Campanha da Fraternidade 2020

“viu o irmão caído e machucado, sentiu compaixão e cuidou-o”

A Campanha da Fraternidade 2020 já começou no Regional Oeste 1, Mato Grosso do Sul. Alguém pode até perguntar: “não está muito cedo? A quaresma está tão distante!” Realmente a quaresma será só no ano que vem, que também não está longe assim. A CF 2020, iniciou para o Regional, quando a Comissão decidiu participar do Seminário Nacional em Brasília, nos dias 01, 02 e 03 de Outubro.

Igreja Matriz de Dourados no Mato Grosso do Sul

Hoje dia 15 de Outubro, a Comissão Regional se reuniu para ouvir o repasse dos dois participantes do Nacional e preparar o Seminário Regional, que acontecer nos dias 23 e 24 de novembro próximo em Campo Grande. Rosilda e Junior, que estiveram presentes no Seminário Nacional iluminaram a reunião com as reflexões que trouxeram de Brasília. Impulsionados pelo tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e pelo lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele (Lc 10,33-34)”, o Seminário eleva o tom da reflexão e diz, que é urgente valorizar a vida e espalhar o amor, e que somente com essa mentalidade a vida passa a ser preservada desde à sua concepção até o seu declínio natural. E a leiga e o leigo, são chamados a serem protagonistas de atitudes, que defendam a vida em quaisquer circunstâncias, mas para isso, precisam atingir a maioridade, ou seja, ter conhecimento e fé para não ficarem à mercê do “gosto ou não gosto” de certas realidades pastorais.

Dom Ricardo Hoepers Bispo Referencial da Pastoral Familiar, assessorando o seminário em Brasília, afirmou, que a Igreja, portanto, todos nós católicos, precisamos ressignificar os nossos conceitos para reconhecermos os nossos preconceitos. A figura ícone da CF 2020 é a do Samaritano, que sem se interessar quem era o homem caído e ferido, simplesmente cuidou-o, tomou para si a responsabilidade da vida do homem ferido à margem do caminho.

Para a Comissão Regional, é preciso, que nós católicos mudemos a nossa percepção das dores das pessoas para podermos encontrar de verdade quem precisa ser ajudado. A todos é oferecida a oportunidade do cuidado? Ou nossos olhos embaçados pela cegueira dos nossos conceitos errôneos, se tornam seletivos diante das dores dos outros?

É hora de termos o coração na mão para juntos superarmos a crise dos “Ps” que assola a nossa Igreja e a sociedade em geral

01 – A crise da ausência do Pai (autoridade da família);
02 – A crise da escola (autoridade do Professor);
03 – A crise na Política (políticos que não se importam com a vida do seu Povo); e, por fim,
04 – A crise na Polícia (que não tem mais autoridade, é desacreditada diante de tanta violência e corrupção)

Mas para superar tudo isso é preciso, que tenhamos a coragem de ouvirmos, qual é o grito que ecoa mais forte em nosso Regional.
Qual é a vida que está gritando por socorro neste momento?  E aí sim, com as nossas lutas, com a entrega de nossas vidas, num verdadeiro gesto de saída poderemos ser guarida e amparo aos nossos irmãos e irmãs, que vivem perambulando nas periferias de nossas vidas e de nossas comunidades.

A vida precisa de outra vida para que ela tenha sentido. Por isso em novembro nos reuniremos como Regional para implementarmos juntos o sonho de Deus chamado CF 2020, para que a “Fraternidade e vida se tornem de verdade dom e compromisso” e que a atitude do Samaritano que “viu o irmão caído e machucado, sentiu compaixão e cuidou-o se torne para nós nosso lema de vida (Lc 10,33-34)”.

Ir. Silvio / Portal Kairós

Arte do cartaz oficial da CF 2020

Conheça o cartaz da Campanha da Fraternidade 2020

Campanha da Fraternidade 2020 – CF 2020
Lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34)
Tema: “Fraternidade e vida: dom e compromisso”

Cartaz da Campanha da Fraternidade 2020

Vida doada é vida santificada

O cartaz da Campanha da Fraternidade de 2020, cujo tema será “Fraternidade e vida: dom e compromisso” foi aprovado na manhã desta quarta-feira, 21 de agosto. Os bispos reunidos no Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF) também deliberaram sobre o texto-base e as propostas para a letra do hino da campanha.

A arte foi elaborada pelo designer da Edições CNBB Leonardo Cardoso, sob a supervisão do bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, Dom Joel Portella Amado, e do secretário executivo de campanhas, Padre Patriky Samuel Batista.

O cartaz da Campanha da Fraternidade de 2020 remete à figura de irmã Dulce, que será canonizada no próximo mês de outubro. E também apresenta, ao fundo o Pelourinho, lugar icônico da capital baiana. Padre Patrky explica que a mensagem é de “vida doada é vida santificada. A vida é um intercâmbio de cuidado”.

“Por isso que a irmã Dulce cuida. E seu modo de cuidar sinaliza uma Igreja em saída. Então é cuidar das pessoas que estão próximas a nós. Onde estou é lugar de cuidado da pessoa, do mundo, da ecologia. Depois, o cenário faz menção à questão do mundo urbano. Amar é fazer o bem! Daí a beleza do cartaz, que está sintonizado com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no que diz respeito ao pilar da caridade”, explicou.

Padre Patriky também apresentou aos bispos o texto-base da CF 2020, que está estruturado como de costume com um diferencial, que é a centralidade da Palavra de Deus: “Perceberemos em cada capítulo do texto que a Palavra de Deus ocupa um lugar de primazia, nos ajudando a viver o tempo quaresmal – ‘viu, sentiu compaixão e cuidou dele’”, explicou lembrando do lema relacionado à passagem bíblica do bom samaritano.

33 – Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
34 – E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu animal, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
Lucas 10, 33,34

Os bispos deram sugestões de acréscimos e ajustes ao texto-base com destaque às propostas de que o material tenha opções de roteiros que favoreçam a espiritualidade quaresmal dentro da reflexão tema da CF. Segundo Padre Patriky, a indicação está dentro da perspectiva bíblica, “para fecundar o caminho para a vivência espiritual da Quaresma, uma vivência quaresmal de fato que possa converter o coração para transformar também a realidade, é um modo de viver a Quaresma”.

Confira mais vídeos em nosso canal do YouTube

O hino

O assessor do Setor Música Litúrgica da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB, o jesuíta Irmão Fernando Vieira, entregou aos bispos as cinco letras escolhidas por um grupo de peritos a partir das 31 sugestões recebidas por meio de concurso. Após a avaliação dos bispos, será realizada a segunda fase da seleção, neste caso, da música do hino.

A perspectiva do trabalho

Ainda foram apresentadas perspectivas do trabalho da CF para os próximos anos, que constará do resgate da história, da relação dos Papas com as Campanhas da Fraternidade, levantamento de materiais, encontros com as coordenações diocesanos de pastoral e a visibilidade de projetos financiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade.

Baixe o cartaz da Campanha da Fraternidade 2020 em PNG (Imagem):

CNBB / Portal Kairós

Equipe da Campanha da Fraternidade 2020 se encontra na sede da CNBB

No dia 7 de agosto, a Equipe Nacional da Campanha da Fraternidade (CF) se encontrou na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com a tarefa de elaborar o programa do Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade 2020, a ser realizado de de 1º a 3 de outubro próximo, no Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília-DF. Participarão deste Seminário, dois representantes de cada um dos 18 regionais da entidade, a ser escolhidos por seus próprios regionais.

Equipe do Padre Patriky Samuel, coordenador de Campanhas da CNBB

Na reunião, o grupo apreciou o texto-base, a proposta de identidade visual da campanha e cerca de 20 hinos que chegaram à CNBB via concurso nacional. O Conselho Pastoral (CONSEP) da CNBB, que se encontrará na sede da entidade de 20 a 21 de agosto, aprovará este conjunto de materiais mobilizadores da CF 2020.

A equipe também aproveitou para avaliar o caminho feito até aqui. Um dos destaques positivos, segundo o Coordenador de Campanhas da CNBB, padre Patriky Samuel Batista é ter um padre especificamente para fazer o elo de ligação e também a retomada da origem e fundamentos da Campanha da Fraternidade.

Objetivo geral da CF

Com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34), a CF-2020 já tem também seu objetivo geral: “Conscientizar à luz da Palavra de Deus para o serviço da vida como dom e compromisso que se traduzem em relações mútuas de cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e diante do planeta, nossa Casa Comum”.

O foco do trabalho após a realização do Seminário Nacional, segundo padre Patriky, será a realização dos seminários regionais e o trabalho para a retomada do sentido da Campanha da Fraternidade, partindo de suas origens, ajudando as comunidades a viverem a Quaresma como um momento de conversão e espiritualidade e também de proximidade.

Integram a Equipe da Campanha da Fraternidade 2020, além do Coordenador de Campanhas da CNBB, o subsecretário adjunto de Pastoral da CNBB e representantes das cinco macrorregiões brasileiras (Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste).

 – Conselho Pastoral (CONSEP)
20 a 21 de agosto de 2019

 – Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade 2020
1º a 3 de outubro de 2019
Centro Cultural Missionário (CCM)
Brasília – DF

CNBB / Portal Kairós