Liturgia católica – Anos A, B e C

Liturgia

Janeiro 2023

01 – Dia Mundial da Paz / Santa Maria, Mãe de Deus
08 – Epifania do Senhor
09 – Batismo do Senhor
25 – Conversão de S. Paulo, Apóstolo

Todas as datas

11 de dezembro – Missa do 3° Domingo do Advento 2022

Missa do 3° Domingo do Advento 2022

A alegria torna mais firme nossa esperança na vinda de Jesus. Esta liturgia, que nos aproxima do Natal do Salvador, nos ajude a criar ânimo para viver a fraternidade e acolher a graça da salvação, do amor e da paz que o Senhor vem trazer a toda a humanidade

Deus te ama muito e nada pode impedir que ele continue te amando.

Ser cristão é curar feridas

Por ser ousado e fiel à missão, João Batista encontra-se preso. Ouve falar das obras de Jesus e envia alguns discípulos para saber se ele é o Messias esperado. Jesus não responde com palavras nem com teorias, apenas pede àqueles discípulos que voltem e digam a João o que viram e ouviram. A alegria do profeta é constatar que seu sonho se tornou realidade.

As obras de Jesus promovem a dignidade e a libertação dos enfermos, dos pobres, dos excluídos e considerados impuros. Elas é que distinguem o autêntico Messias dos falsos. O verdadeiro Messias veio para aliviar o sofrimento e “curar as feridas”. São essas mesmas obras que identificam os seguidores do Mestre de Nazaré. É importante notar que Jesus não faz nenhuma referência a sinais religiosos: culto, orações, sacrifícios ou doutrinas. Cada seguidor seu é um “curador de feridas”.

Leia mais

Leituras de Domingo: Missa do 3° Domingo do Advento 11/12/2022

Leituras de Domingo

(Roxo ou róseo, creio, prefácio do Advento I ou IA – 3ª semana do saltério)

Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto (Fl 4,4s).

Alegremo-nos no Senhor, pois ele está próximo. Reconhecendo seu agir benevolente em nossa vida, queremos nos deixar contagiar pelo anúncio de salvação que ele nos faz nesta liturgia. A chegada do Salvador afasta de nós o desânimo e firma nossos passos no caminho do Evangelho. Este é o domingo da alegria, pois Deus cumpre suas promessas.

Primeira Leitura: Isaías 35,1-6.10

Leitura do livro do profeta Isaías – 1Alegre-se a terra que era deserta e intransitável, exulte a solidão e floresça como um lírio. 2Germine e exulte de alegria e louvores. Foi-lhe dada a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e de Saron; seus habitantes verão a glória do Senhor, a majestade do nosso Deus. 3Fortalecei as mãos enfraquecidas e firmai os joelhos debilitados. 4Dizei às pessoas deprimidas: “Criai ânimo, não tenhais medo! Vede, é vosso Deus, é a vingança que vem, é a recompensa de Deus; é ele que vem para vos salvar”. 5Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos. 6O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos. 10Os que o Senhor salvou voltarão para casa. Eles virão a Sião cantando louvores, com infinita alegria brilhando em seus rostos: cheios de gozo e contentamento, não mais conhecerão a dor e o pranto. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 145(146)

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022 do Ano A

Para a Quinta: 08/12/2022

Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022- Ano A

Gn 3,9-15.20; Sl 97(98); Ef 1,3-6.11-12; Lc1,26-38

Imaculada Conceição de Nossa Senhora 2022

Maria é a Imaculada, a sem mancha, escolhida por Deus desde sempre, para que Ele realizasse plenamente sua promessa divina: nossa salvação. Maria nos faz olhar a vida com esperança, e é para isto que o Advento nos chama: viver na esperança da chegada, da presença do Senhor em nossa história, em nossa vida.

O papa Bento XVI vem nos lembrar que “a mulher do Apocalipse é Maria. Ela aparece ‘vestida de sol’, isto é, vestida de Deus: a Virgem Maria, de fato, é toda circundada pela luz de Deus e vive em Deus. Esse símbolo da veste luminosa claramente expressa uma condição que diz respeito a todo o ser de Maria: Ela é ‘cheia de graça’, repleta do amor de Deus. E ‘Deus é luz’, diz ainda São João- 1Jo1,5. Eis, portanto, que a ‘plena de graça’, a ‘Imaculada’ reflete com toda a sua pessoa a luz do ‘sol’, que é Deus”. O Apocalipse ainda nos diz que Maria tem uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. Doze é referência ao povo de Israel, portanto Maria é chamada de Mãe da Igreja, e o é, de fato.

Por que celebrar a festa litúrgica da Imaculada Conceição dentro do Advento? Isso não é mera casualidade. A Imaculada Conceição é a “Estrela da Manhã”, é a aurora dos novos tempos. Ela é o Evangelho, carregado de ternura, bondade e humildade, pois é a portadora de Cristo. Ela é a boa notícia, pois nos faz renascer em nossa dignidade. Preservada do pecado, ela anuncia a radical mudança para o ser humano: seu Filho Jesus.

Não podemos deixar de refletir sobre as belas e profundas palavras do papa Francisco sobre a Imaculada Conceição:”Na concepção imaculada de Maria, somos convidados a reconhecer a aurora do novo mundo, transformado pela obra salvífica do Pai e do Filho e do Espírito Santo. A aurora da nova criação, feita pela divina misericórdia. Por isso a Virgem Maria, jamais contaminada pelo pecado e sempre recoberta de Deus, é mãe de uma nova humanidade. Celebrar essa festa comporta duas coisas: acolher plenamente Deus e sua graça misericordiosa em nossa vida; por nossa vez, sermos artífices de misericórdia mediante um autêntico caminho evangélico. A festa da Imaculada se transforma então em festa de todos se, com nossos “sim” cotidianos, conseguirmos vencer nosso egoísmo e tornar mais contente a vida de nossos irmãos, doando-lhes esperança, secando algumas lágrimas e doando um pouco de alegria”.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Leituras da Semana: Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora 08/12/2022

Leituras da Semana

(Branco, glória, creio, prefácio próprio – ofício da solenidade)

Com grande alegria, rejubilo-me no Senhor, e minha alma exultará no meu Deus, pois me revestiu de justiça e salvação, como a noiva ornada de suas joias (Is 61,10).

Na solenidade da Imaculada Conceição, somos convidados a nos rejubilarmos no Senhor com Maria, preservada de todo pecado. Bendigamos ao Pai pelos prodígios que realizou na vida da Mãe de Jesus e abramos também nós o coração à graça divina.

Primeira Leitura: Gênesis 3,9-15.20

Leitura do livro do Gênesis – 9O Senhor Deus chamou Adão, dizendo: “Onde estás?” 10E ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; e me escondi”. 11Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore de cujo fruto te proibi comer?” 12Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. 13Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me, e eu comi”. 14Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! 15Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. 20E Adão chamou à sua mulher Eva, porque ela é a mãe de todos os viventes. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 97(98)

Leia mais

Reflexão e sugestão para a Missa do 2° Domingo do Advento 2022 do Ano A

Para o Domingo: 04/12/2022

2° Domingo do Advento 2022 – Ano A

Is 11,1-10; Sl 71(72); Rm 15,4-9; Mt 3,1-12

2° Domingo do Advento 2022

São João Batista

O Tempo do Advento nos chama à conversão, convida-nos para que nos desvistamos dos valores efémeros e egoístas e voltemos nosso coração para o que é mais profundo e nos traz verdadeiramente a liberdade e a paz. Os valores duradouros são os do Reino, e eles estão presentes e misturados em nossa vida. Só precisamos distingui-los.

Isaías, em sua palavra profética, vai nos dizer que há um enviado da descendência de Davi e sobre ele repousa o Espírito de Deus. Qual será seu dever, sua missão? Será anunciar o Reino de justiça, de paz e romper as divisões e desarmonias, se houver seu acolhimento.

Este 2° Domingo do Advento 2022 (como também o próximo domingo) é caracterizado pela figura de João Batista, filho de Zacarias e Isabel, precursor de Jesus. Ele nos prepara para o Natal, assim como outrora preparou o povo para a chegada do Messias, do Cordeiro de Deus. Ele dá testemunho da luz, prega a justiça e a equidade nas relações sociais. Não se ilude com a veneração que o povo lhe devota, pois deixa claro que ele não é o que eles estão esperando. Lembra que o esperado virá depois dele, e ele não será digno nem de lhe desamarrar as sandálias. Quanta humildade!

Quanta diferença entre aqueles que se afirmam cristãos, mas são autossuficientes, orgulhosos… João Batista nos faz refletir intensamente sobre nossa missão de cristãos hoje, aqui e agora.

Ele chama o povo para a conversão: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”. Mas, para que esse Reino se realize de verdade, precisamos mudar nosso jeito de pensar, pensar com as categorias do Reino, e não com os “valores” do mundo. Se não mudamos nossas
atitudes, como poderemos afirmar que fomos convertidos? O jeito, as palavras e as atitudes de João, por si só, já nos interrogam e também nos interpelam. Vejamos: ele se alimenta de mel e gafanhotos, e isso é contestação à mesa farta dos dirigentes que pouco se importavam com os pobres e famintos. Será que hoje estamos melhores, mais conscientes e partilhamos nossa vida e nossas coisas? Perguntemos a nós mesmos, e não para os outros. Só há mesmo um caminho: se queremos mesmo o Reino, só será possível se nos convertermos, mudarmos nossas atitudes e nossos pensamentos contrários a sua verdade.

Calendário Católico 2023 para imprimir:

Tenha uma infinidade de materiais católicos

Assine nosso Canal do YouTube e deixe seu comentário (Ajude a gente na divulgação)

Ajude o Portal Kairós do seu jeito

Leia mais

Palavra oficial do Papa